14.11.2018 - O Fórum foi migrado para um novo servidor. Contudo, ainda apresenta erros de códigos e de algumas funções, como negrito, itálico, quotes, textos sublinhados etc. Mas não se preocupem, será corrigido. ~Commodoro

Ajude na manutenção do Fórum: https://www.paypal.com/cgi-bin/webscr?c ... source=url

Pequeno catecismo do namoro

Discussões com temáticas realistas e afins
Avatar do Usuário
Homem
Moderador
Moderador
Mensagens: 1446
Registado: 12 mar 2016, 19:42
Reputação: 15

Pequeno catecismo do namoro

Mensagempor Homem » 05 fev 2019, 10:44

O que é “namoro”?

Namoro é o período em que o rapaz e a moça virgem procuram conhecer-se em preparação para o matrimônio. (virgem fui eu que acrescentei).

Em que consiste o matrimônio?

No matrimônio homem e mulher doam seus corpos, constituem uma só carne e tornam-se instrumentos de Deus na geração de novas vidas humanas.

Então, em que deve consistir a preparação ao matrimônio?

Antes de dar os corpos é preciso doar as almas. No namoro os jovens procuram conhecer não o corpo do outro, mas sua alma.

Que conclusão podemos tirar daí?

Os namorados não podem ter relações sexuais (fornicação), nem atitudes contrarias à castidade.

Porque?

Pois o corpo do outro ainda não lhes pertence, pelo sacramento do matrimônio religioso. Unir-se ao corpo alheio, antes do casamento na Igreja é um pecado contra a castidade e contra a justiça, e como nosso corpo é o templo do Espírito Santo (1 Cor. 6, 19), a profanação de nosso corpo é algo semelhante a um sacrilégio.

São permitidos os abraços e beijos?

Porém não é apenas a fornicação que é pecado, mas também tudo o que provoca o desejo da fornicação, como abraços e beijos.

Não podem ser considerados como simples expressões de afeto?

Não, já que muitíssimo mais do que constituírem expressões de afeto, despertam, alimentam e exacerbam o desejo físico. Aliás, é possível profanar o templo do nosso corpo até por um pensamento: “Todo aquele que olha para uma mulher com mau desejo já cometeu adultério com ela em seu coração” (Mat. 5, 28).

Que conseqüências práticas tiramos disso?

Durante o namoro deve evitar o contato físico, como abraços e beijos, que já constitui uma entrega física que, se acidentalmente pode não se consumar, no entanto prepara ou apressa. Vale aqui lembrar a advertência de Cristo: “Vigiai e orai para não cairdes em tentação. O espírito é pronto, mais a carne é fraca” (Mt 26, 41).

Que outra conseqüência tirais disso?

O prazer da excitação dos sentidos torna-os incapazes de perceber a beleza da alma do outro. O namoro assim deixa de ser uma ocasião de amar para ser uma ocasião de egoísmo a dois, cada uno desejando sugar do outro o máximo prazer.

Como, então, deve-se namorar?

Sendo o namoro o encontro de dois templos sagrados que desejam conhecer-se e amar-se interiormente, os namorados deveriam agir a semelhança de um rito litúrgico:

1- Rezar antes e depois do namoro;

2- Namorar apenas em lugar visível, para evitar ocasiões de pecar. Nada há para esconder.

3- Durante o namoro evitar ir além de conversar e dar as mãos.

4- Ter sempre em mente: “Eu estou diante de um templo sagrado. Ai de mim se eu profanar este templo até por um pensamento!”

5- Depois do namoro convém fazer um exame de consciência: “Estou agora amando a Deus mais do que antes?”

E se o outro não aceitar namorar cristãmente?

É preciso renunciar ao namorado (à namorada): “Aquele que ama pai ou mãe mais do que a mim não é digno de mim” (Mt 10, 37). O que poderíamos acrescentar: “Aquele que ama o namorado ou a namorada mais do que a mim não é digno de mim”. Para conservar a graça que Jesus Cristo nos conquistou a preço do seu Sangue, devemos renunciar à própria vida, e com maior razão ao namorado (à namorada).

Não é isso muito duro?

Sim é duro, mas tem um consolo. Se o outro não aceita namorar senão a través de beijos e abraços escandalosos, na verdade ele não ama você, mas deseja gozar do prazer que você pode oferecer. O verdadeiro amor sabe esperar. A reta intenção incluí a prudência, autodomínio, fundamento da castidade conjugal.

Mas, é realmente preciso ser diferente de todo o mundo?

Sim, o cristão deve ser o sal da Terra (Mt 5, 13, luz do Mundo (Mt. 5, 14), fermento na massa (Mt. 13, 33). “Não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos, renovando a vossa mente, a fim de poderdes discernir qual é a vontade de Deus, o que é bom, agradável e perfeito” (Rm. 12, 2).

Mas não é levar uma vida muito triste?

Aquele que procura o prazer, encontra o prazer. Mas depois vem o vazio, o remorso de consciência e a tristeza de ter pecado.

Aquele que se abstém do prazer ilegítimo, por obediência a Jesus Cristo, encontra a alegria e a felicidade: “Bem aventurados os puros porque verão a Face de Deus” (Mt. 5, 8).

Que significa isso?

Isso significa que a alegria da pureza está acima do prazer da impureza assim como o Céu está acima da Terra. Ao olharmos para os olhos de uma pessoa pura, vemos algo de divino em sua alma, algum reflexo deste Deus que contempla com maior facilidade e perfeição.

Oração para antes do namoro

Senhor, estou diante de um templo onde Vós habitais. Amo-Vos presente neste templo e prefiro morrer a profanar este santuário mesmo por pensamento. Fazei que com este namoro eu aprenda a amar a Vós presente no outro, e assim descubra se foi este (esta) quem escolhestes para estar a meu lado por toda a vida. São Rafael Arcanjo, que conduzistes Tobias e Sara e lhes ensinastes a pureza do coração, fazei que na obediência aos mandamentos, possamos glorificar a Deus para sempre. Amém.


https://www.fsspx.com.br/pequeno-catecismo-do-namoro/
“A paz de Nosso Senhor só se conquista na guerra.” - Santa Joana D'Arc
Avatar do Usuário
Detektiv
Moderador
Moderador
Mensagens: 345
Registado: 21 mai 2017, 14:45
Reputação: 11
Brazil

Re: Pequeno catecismo do namoro

Mensagempor Detektiv » 05 fev 2019, 12:48

Um dos melhores textos que já li aqui no fórum. Concordo totalmente, porém, a sociedade mudou, a instituição igreja mudou e as famílias mudaram. Bem que eu queria um namoro e um casamento assim, com uma virgem.
[color=#000080]O mais competente não discute, domina a sua ciência e cala-se. Voltaire [/color]
Avatar do Usuário
Kenshin Himura
Veterano
Veterano
Mensagens: 636
Registado: 16 mar 2016, 14:17
Reputação: 4
Brazil

Re: Pequeno catecismo do namoro

Mensagempor Kenshin Himura » 05 fev 2019, 14:40

Bom, acho que nunca na história da humanidade houve um namoro nestes moldes;
"São permitidos os abraços e beijos?
Porém não é apenas a fornicação que é pecado, mas também tudo o que provoca o desejo da fornicação, como abraços e beijos."
"Durante o namoro evitar ir além de conversar e dar as mãos."
Namorar sem beijar? Que isso...
Morrer é fácil, viver é que exige coragem real
Avatar do Usuário
AC300
Veterano
Veterano
Mensagens: 592
Registado: 12 mar 2016, 17:00
Reputação: 13

Re: Pequeno catecismo do namoro

Mensagempor AC300 » 05 fev 2019, 23:46

@Kenshin Himura, um namoro assim é possível, conheça a vida de São Luís e Santa Zélia Martin.

Sobre beijos e abraços, não é bem assim. Pe. Paulo Ricardo explica:
[size=120]"O homem nasceu para lutar e a sua vida é uma eterna batalha." (Thomas Carlyle)[/size]
Avatar do Usuário
Homem
Moderador
Moderador
Mensagens: 1446
Registado: 12 mar 2016, 19:42
Reputação: 15

Re: Pequeno catecismo do namoro

Mensagempor Homem » 06 fev 2019, 15:02

[quote="Kenshin Himura"]Bom, acho que nunca na história da humanidade houve um namoro nestes moldes;
"São permitidos os abraços e beijos?
Porém não é apenas a fornicação que é pecado, mas também tudo o que provoca o desejo da fornicação, como abraços e beijos."
"Durante o namoro evitar ir além de conversar e dar as mãos."
Namorar sem beijar? Que isso...[/quote]

Como vc pode dizer nunca? Vc viveu em outros tempos? José e Maria. São Julião e Santa Basilissa.

Vocês estão viciados pela mentalidade hedonista moderna e acham que as coisas nunca podem ser diferentes...
“A paz de Nosso Senhor só se conquista na guerra.” - Santa Joana D'Arc
Avatar do Usuário
Kenshin Himura
Veterano
Veterano
Mensagens: 636
Registado: 16 mar 2016, 14:17
Reputação: 4
Brazil

Re: Pequeno catecismo do namoro

Mensagempor Kenshin Himura » 06 fev 2019, 15:48

Longe de querer ser questionador ou polemico, mas não me recordo de em nenhum momento haver menção na Bíblia de que Santa Maria e São José não tenham jamais se beijado ou se abraçado. É claramente exposto sobre relacionamento sexual.
Com relação ao segundo exemplo, de São Julião e Santa Basilissa, também não encontrei nada sobre beijos e abraços, mas sim sobre relações sexuais.
E existe uma diferença absurda entre "uma mentalidade hedonista" e o fato de casais se beijarem ou abraçarem.
Entendo que namoro se relaciona a uma relação afetiva, o que ao meu ver, tem relação direta com beijos e abraços. Claro que não digo aqueles beijos escandalosos e despudorados em meio ao público. Um beijo entre o casal, quando sincero, é sinal de afeto.
Um casal que não se beija seria mais um casal de amigos do que um casal romântico.
Morrer é fácil, viver é que exige coragem real
Avatar do Usuário
Kenshin Himura
Veterano
Veterano
Mensagens: 636
Registado: 16 mar 2016, 14:17
Reputação: 4
Brazil

Re: Pequeno catecismo do namoro

Mensagempor Kenshin Himura » 06 fev 2019, 16:02

Acabei de assistir ao video.
Pelo que entendi, o que é pecado não são os beijos e abraços, mas a intenção sexual por trás da coisa.
E o Padre expõe que deve haver cautela com relação a beijos e abraços em um namoro, e não que sejam completamente evitados.
O que ao meu ver, é completamente diferente.
Inclusive, a imagem de fundo do video é exatamente a de um casal se abraçando e dando um beijo carinhoso. O que, aliás, tem zero de conotação sexual, mas uma clara demonstração de carinho.
Morrer é fácil, viver é que exige coragem real
Avatar do Usuário
Sisyphus
Veterano
Veterano
Mensagens: 1036
Registado: 12 mar 2016, 13:43
Reputação: 3
Brazil

Re: Pequeno catecismo do namoro

Mensagempor Sisyphus » 13 fev 2019, 20:29

Sou católico.Se você consegue ter um relacionamento nesses moldes eu te apoio, mas eu sinceramente não vejo como isso ser praticado hoje em dia, você teria que ter a mentalidade de um santo e Deus teria que colocar uma santa na sua vida, quem aqui não beija com desejo ? Se quem nasce nesse mundo já tem que lutar diariamente contras coisas pequenas que afetam nossa vida no dia a dia, imagina encontrar a mulher exceção para namorar sem dar um beijo, casar virgem com ela e ter filhos a vontade sem nenhum uso de contraceptivos... Não estou criticando quem faz isso, só estou expondo que isso não me parece possível, principalmente para mim que comecei a frequentar a igreja depois de velho por influência de leituras e conhecimento.
Quantos dos senhores que apoiam essa idéias o fazem nas suas vidas fora do fórum ?
"Se você não vive como pensa, vai acabar pensando como vive."

Voltar para “Fórum da Real”

Quem está logado:

Usuários neste fórum: Bing [Bot] e 1 visitante