BUGs: O Fórum foi migrado para um novo servidor. Contudo, ainda apresenta erros de códigos e de algumas funções, como negrito, itálico, quotes, textos sublinhados etc. Mas não se preocupem, será corrigido. ~Commodoro

Ajude na manutenção do Fórum: https://www.paypal.com/cgi-bin/webscr?c ... source=url

Novos usuários podem ter que aguardar a aprovação de um Administrador para fazer o login e começar a postar.

Notícias do lado Obscuro - Tópico Oficial

Discussões com temáticas realistas e afins
Avatar do Usuário
Knight Templar
Soldado
Soldado
Mensagens: 58
Registado: 25 jun 2017, 14:10
Reputação: 1
Brazil

Re: Notícias do lado Obscuro - Tópico Oficial

Mensagempor Knight Templar » 09 jul 2017, 11:24

[img]https://www.pragmatismopolitico.com.br/wp-content/uploads/2017/06/monalisa2.jpg[/img]

Uma jovem norte-americana tirou a vida do namorado durante a gravação de um vídeo para o seu canal no YouTube. Monalisa Perez, de 19 anos, atirou contra Pedro Ruiz, de 22, que segurava um livro e esperava que o objeto parasse a bala, o que não ocorreu. O disparo atingiu o rapaz no peito e ele morreu pouco depois no local do acidente. Duas câmeras que filmaram o momento foram entregues às autoridades de Minnesota, nos Estados Unidos, para perícia.

A jovem chegou a ligar para a polícia contando do ocorrido e foi indiciada por homicídio nesta quarta-feira (28). Em depoimento, ela afirmou que os dois haviam testado a ideia previamente e a bala não atravessara o o material, mas, na hora da gravação, a vítima teria levado um livro diferente. De acordo com o Buzzfeed news, que teve acesso aos detalhes do caso, Monalisa pode pegar dez anos de reclusão caso seja condenada.

Ela tem uma filha de 3 anos com Pedro e está grávida de outra criança. Em entrevista ao canal de TV WDAY, Claudia Ruiz, tia de Pedro, revelou que ele havia contato dos planos, afirmando que a intenção era ganhar seguidores nas redes sociais e ficarem famosos. "Ele me contou e eu disse: 'Não faça isso. Por que vocês vão fazer isso? Não use uma arma'. Eles estavam apaixonados, foi uma pegadinha que deu errado", disse.

Monalisa escreveu, no Twitter: "Eu e Pedro vamos gravar um dos vídeos mais perigosos. Ideia dele, não minha". Ele e Monalisa Perez criaram o canal em março deste ano para compartilhar a rotina, compartilhar piadas e desafios e acumulavam pouco mais de 300 inscritos.


QUANDO O EGO E A BUSCA POR APROVAÇÃO ULTRAPASSA OS LIMITES....
Avatar do Usuário
Major Lobo Realista
Líder da Moderação
Líder da Moderação
Mensagens: 2214
Registado: 14 mar 2016, 01:30
Reputação: 18
United States of America

Re: Notícias do lado Obscuro - Tópico Oficial

Mensagempor Major Lobo Realista » 09 jul 2017, 13:34

[size=150]Rosana, do hit Como Uma Deusa, perde processo contra Google e Wikipédia[/size]

Em 2014, a cantora entrou com uma ação judicial afirmando que a Wikipedia veiculava informações falsas em sua biografia


[img]https://i.uai.com.br/bJoKcUV6x4U4blimYTcUc_W98XE=/imgsapp2.uai.com.br/app/noticia_133890394703/2017/07/06/209234/20170706112803884950o.jpg[/img]

A cantora Rosana, dona do hit Amor e o poder (Como uma deusa), sucesso na década de 1980, perdeu o processo contra as plataformas de pesquisa Google e Wikipédia por divulgarem, em 2013, a sua idade real. A artista acionou a Justiça afirmando que os sites estariam veiculando informações "falsas" e "ofensivas" contra ela, solicitando a indenização de 150 salários mínimos, valor equivalente a R$ 140,5 mil.


Rosana, agora com o nome artístico de Rosanah Fienngo,[color=#BF0000] dizia ter 44 anos à época e o site informou que a idade real era 58 anos[/color]. De acordo com o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ), a 21ª Câmara Cível negou o recurso impetrado por ela. Na decisão, a desembargadora Márcia Cunha alegou que os dados divulgados eram verídicos pois estavam disponíveis no banco de dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), já que a cantora foi candidata a vereadora do Rio de Janeiro em 2012, pelo PCdoB.

"Frise-se que as publicações contidas no site do segundo apelado não são falsas ou ofensivas à privacidade da apelante, sendo certo que foram obtidas através de entrevistas que a própria concedeu a veículos de comunicação, tais como o site O fuxico. Quanto ao ano de nascimento da apelante, a informação constante no Wikipédia possui como referência os dados inseridos no registro de candidatura da apelante junto Tribunal Superior Eleitoral", afirmou Márcia. Os dados do TSE comprovam que Rosana nasceu em 7 de março de 1954, ou seja, hoje ela tem 63 anos.

A magistrada também comentou que, por ser uma figura pública, a divulgação de tais dados pode fazer parte do interesse público. "A extensão e a intensidade da proteção à vida privada dependem, em parte, do modo de viver do indivíduo - reduzindo-se, mas não se anulando, quando se trata de celebridade (...) Pode-se concluir, num juízo de proporcionalidade estrita, que a divulgação de informações sobre a vida profissional e pessoal da apelante - cantora notoriamente conhecida - não pode ser considerada abusiva, estando justificada pelo interesse público em torno da biografia da apelante".

http://www.uai.com.br/app/noticia/e-mai ... edia.shtml
[color=#0000FF]Gostou dessa mensagem? Então clique em "qualificar positivamente" ali do lado direito superior da mensagem. Obrigado![/color]

[color=#008000]O que me preocupa não é nem o grito dos esquerdistas, das feminazis, das mães solteiras, dos corruptos, dos maconheiros, dos cachorrentos, dos LGBTs, dos sem caráter e sem ética... O que me preocupa é o silêncio dos bons.[/color]

[color=#0000FF]Meu blog:[/color] http://mundoconservador.wordpress.com/
Avatar do Usuário
Homem
Moderador
Moderador
Mensagens: 1560
Registado: 12 mar 2016, 19:42
Reputação: 16

Re: Notícias do lado Obscuro - Tópico Oficial

Mensagempor Homem » 09 jul 2017, 13:57

[quote="Capitao_Eastwood"][img]https://www.pragmatismopolitico.com.br/wp-content/uploads/2017/06/monalisa2.jpg[/img]

Uma jovem norte-americana tirou a vida do namorado durante a gravação de um vídeo para o seu canal no YouTube. Monalisa Perez, de 19 anos, atirou contra Pedro Ruiz, de 22, que segurava um livro e esperava que o objeto parasse a bala, o que não ocorreu. O disparo atingiu o rapaz no peito e ele morreu pouco depois no local do acidente. Duas câmeras que filmaram o momento foram entregues às autoridades de Minnesota, nos Estados Unidos, para perícia.

A jovem chegou a ligar para a polícia contando do ocorrido e foi indiciada por homicídio nesta quarta-feira (28). Em depoimento, ela afirmou que os dois haviam testado a ideia previamente e a bala não atravessara o o material, mas, na hora da gravação, a vítima teria levado um livro diferente. De acordo com o Buzzfeed news, que teve acesso aos detalhes do caso, Monalisa pode pegar dez anos de reclusão caso seja condenada.

Ela tem uma filha de 3 anos com Pedro e está grávida de outra criança. Em entrevista ao canal de TV WDAY, Claudia Ruiz, tia de Pedro, revelou que ele havia contato dos planos, afirmando que a intenção era ganhar seguidores nas redes sociais e ficarem famosos. "Ele me contou e eu disse: 'Não faça isso. Por que vocês vão fazer isso? Não use uma arma'. Eles estavam apaixonados, foi uma pegadinha que deu errado", disse.

Monalisa escreveu, no Twitter: "Eu e Pedro vamos gravar um dos vídeos mais perigosos. Ideia dele, não minha". Ele e Monalisa Perez criaram o canal em março deste ano para compartilhar a rotina, compartilhar piadas e desafios e acumulavam pouco mais de 300 inscritos.


QUANDO O EGO E A BUSCA POR APROVAÇÃO ULTRAPASSA OS LIMITES....

Que caso mais bizarro.

O cara foi fazer coisa pra ganhar views e terminou deste jeito....
“A paz de Nosso Senhor só se conquista na guerra.” - Santa Joana D'Arc