BUGs: O Fórum foi migrado para um novo servidor. Contudo, ainda apresenta erros de códigos e de algumas funções, como negrito, itálico, quotes, textos sublinhados etc. Mas não se preocupem, será corrigido. ~Commodoro

Ajude na manutenção do Fórum: https://www.paypal.com/cgi-bin/webscr?c ... source=url

Novos usuários podem ter que aguardar a aprovação de um Administrador para fazer o login e começar a postar.

Nunca houve "Ditadura Militar no Brasil"

Discussões relacionadas a política, economia, conservadorismo, libertarianismo, marxismo cultural e temas relacionados
Avatar do Usuário
Sisyphus
Veterano
Veterano
Mensagens: 1036
Registado: 12 mar 2016, 13:43
Reputação: 3
Brazil

Nunca houve "Ditadura Militar no Brasil"

Mensagempor Sisyphus » 29 abr 2016, 23:16





"Se você não vive como pensa, vai acabar pensando como vive."
Avatar do Usuário
Brabham
Veterano
Veterano
Mensagens: 352
Registado: 12 mar 2016, 19:25
Reputação: 1

Re: Nunca houve "Ditadura Militar no Brasil" Mentiram pra você, jovem!

Mensagempor Brabham » 30 abr 2016, 05:53

Alguns adendos:


“O preço da liberdade é a vigilância eterna”. — Thomas Jefferson
Avatar do Usuário
albertosantos
Veterano
Veterano
Mensagens: 836
Registado: 12 mar 2016, 07:42
Reputação: 7
Brazil

Re: Nunca houve "Ditadura Militar no Brasil" Mentiram pra você, jovem!

Mensagempor albertosantos » 30 abr 2016, 14:43

Interessante. Marcando para ver depois
Avatar do Usuário
Thanatos
Tenente
Tenente
Mensagens: 363
Registado: 11 mar 2016, 12:55
Reputação: 1
Brazil

Re: Nunca houve "Ditadura Militar no Brasil" Mentiram pra você, jovem!

Mensagempor Thanatos » 01 mai 2016, 09:59

O que existiu foi REGIME militar, não foi perfeito. Tinha inflação, estatização e etc; mas era bem MENOS PIOR que a porcaria do governo esquerdopata que assola o país agora
Avatar do Usuário
Homem
Moderador
Moderador
Mensagens: 1560
Registado: 12 mar 2016, 19:42
Reputação: 16

Re: Nunca houve "Ditadura Militar no Brasil" Mentiram pra você, jovem!

Mensagempor Homem » 01 mai 2016, 19:17

Hj os comunas salafrários têm a cara de pau de negar que o Brasil estava prestes a cair nas mãos deles em 1964!!!

Há farta documentação comprovando que o PCB tentou fazer de Jango seu marionete e usá-lo como trampolim para a Revolução!!! Quem diz isso são os livros de memórias escritos pelos próprios comunas:


1) No capítulo 8 das memórias do Luiz Carlos Prestes, ditadas em 1982 a dois jornalistas de esquerda, o líder comunista admite com todas as letras que, "em 1964, o poder nos escapou das mãos" (Fonte: MOARES, Denis & VIANA, Francisco. "Prestes: lutas e autocríticas". Rio de Janeiro: Ed. Mauad, 1997, pp. 199-219).

2) Para que não restem dúvidas, Jacob Gorender, dirigente do PCB em 1964, em seu clássico Combate nas trevas, admite que os vermelhos chegaram muito perto dos seus objetivos e que a ação dos militares foi uma contra-revolução, uma operação de emergência para deter a revolução vermelha que estava prestes a acontecer:
[quote]"O período 1960-1964 constituiu o ponto mais agudo da luta de classes no Brasil, em que se pôs em xeque a estabilidade institucional da ordem burguesa sob os aspectos do direito de propriedade e da força coercitiva do Estado. Nos primeiros meses de 1964, esboçou-se uma situação pré-revolucionária e o golpe direitista teve, por isso mesmo, um caráter contra-revolucionário preventivo. A burguesia e o latifúndio tinham razões de sobra para agir antes que o caldo entornasse." (Fonte: GORENDER, Jacob. "Combate nas trevas". São Paulo: Ed. Atica, 1987, pp. 66-67)

As guerrilhas no Brasil começaram três anos ANTES da Contra-Revolução de 1964 e eram apoiadas por URSS, Cuba e China. Isso quem diz são os próprios livros escritos pelos comunas!

Jacob Gorender, em seu livro, relatou que os primeiros grupos das Ligas Camponesas foram enviados para fazer curso de guerrilha em Cuba, em 1962, dois anos antes da contra-revolução.

Em 1958, Francisco Julião (líder das Ligas Camponesas) viajou à URSS, onde pediu (e obteve) o desembarque clandestino de 1.000 metralhadoras no Nordeste para fazer a revolução comunista. Quem revelou isso foi o ex-general soviético Oleg Ignatiev em entrevista a Geneton Morais, no livro "Dossiê Brasil" (Ed. Objetiva).

Três anos depois (1961), Francisco Julião ainda enviou militantes das Ligas Camponesas à China para treinamento guerrilheiro, conforme revelou o historiador comunista Luiz Mir no livro "A revolução impossível" (Ed. Best Seller).
“A paz de Nosso Senhor só se conquista na guerra.” - Santa Joana D'Arc