Se registrou agora? é obrigatório se apresentar neste tópico em menos de 24 horas, sob pena de exclusão: [Novatos] Apresente-se aqui.

OBS.: Para participar do Chat, ver perfis e acessar o sub-fórum Relatos & Relacionamentos você precisa se cadastrar no Fórum. Os tópicos dessa seção não aparecem no box de mensagens recentes abaixo.

13 de Junho: Dia de Santo Antônio

Tópicos de história em geral, religião, discussões sobre espiritualidade, estoicismo e filosofia em geral. Respeito é fundamental.
Avatar do Usuário
Homem
Moderador
Moderador
Mensagens: 1301
Registado: 12 mar 2016, 19:42
Reputação: 9

13 de Junho: Dia de Santo Antônio

Mensagempor Homem » 13 jun 2018, 19:48

Imagem

Hoje, 13 de junho, a Igreja celebra a festa de um dos santos mais conhecidos e venerados no mundo, Santo Antônio de Pádua, também chamado Santo Antônio de Lisboa, cidade onde nasceu, e que segundo a tradição é invocado para encontrar objetos perdidos, o que se deve a um problema que teve com um noviço, e ainda como o santo casamenteiro, devido á ajuda dada a uma jovem pobre. Foi declarado Doutor da Igreja por Pio XII em 1946, ficando conhecido como o "Doutor do Evangelho".

Santo Antônio nasceu em Lisboa (Portugal), no dia 15 de agosto de 1195. Seu nome de registro é Fernando de Bulhões y Taveira de Azevedo.

Aos quinze anos, entrou no Colégio dos Cônegos regulares de Santo Agostinho. Em apenas nove meses aprofundou-se tanto no estudo da Bíblia, que foi chamado mais tarde de Gregório IX, ‘Arca do Testamento’. Santo Antonio soube unir muito bem a sua cultura teológica, filosófica e científica.

Em 1220 entrou para a Ordem dos frades Mendicantes de Coimbra, depois que viu os corpos de cinco franciscanos martirizados no Marrocos, onde tinham ido para evangelizar os infiéis. Foi quando ele assumiu o nome de Antonio Olivares. Contudo, a sua decisão de pregar o Evangelho em Marrocos não foi bem sucedida. Durante a viagem para Marrocos, onde pôde ficar apenas alguns poucos dias, por causa de uma doença que o perseguia, hidropisia, um acidente arrastou a embarcação para as costas da Sicília.

Morou alguns meses em Messina, no convento dos franciscanos, cujo Prior o levou para o Capítulo da Ordem em Assis. Ali ele pôde conhecer pessoalmente São Francisco de Assis. Foi designado para a província franciscana da Romagna e viveu a vida eremítica num convento perto de Foli. Foi incumbido das humildes funções de cozinheiro e viveu na obscuridade até que os seus superiores, percebendo seus extraordinários dons de pregador, enviaram-no pela Itália e pela França, a fim de pregar nos lugares onde a heresia dos Albigenses e Valdenses era mais forte. São Francisco de Assis o chamava informalmente de ‘o meu bispo’. Finalmente Santo Antonio teve morada fixa no Convento de Arcella, a um quilômetro de Pádua. Daí saía para pregar onde fosse chamado.

Em 1231, quando sua pregação atingiu o vértice, foi atingido por uma doença inesperada, que o obrigou a ser levado a Pádua. No dia 13 de junho de 1231, recebeu os últimos sacramentos, entoou um canto à Virgem e antes de sair para a Casa do Pai, disse sorrindo: “Vejo vindo Nosso Senhor”. onde morreu em 13 de junho de 1231.

Tantos foram os seus milagres e tal a sua popularidade, que ele foi canonizado no ano seguinte, 1232.

Santo casamenteiro e dos objetos perdidos

Muitos fiéis recorrem a Santo Antônio quando querem encontrar um marido ou uma esposa. Segundo consta, o título de santo casamenteiro se deve a um episódio, no qual uma jovem pobre teria pedido a bênção do então Frei Antônio porque não conseguia realizar o casamento por causa da baixa condição financeira de sua família, a qual não teria dinheiro para pagar o dote, as vestimentas e o enxoval. O frei abençoou a moça e pediu que confiasse; passados alguns dias, a mulher recebeu tudo o que precisava e conseguiu se casar.

Além disso, o Santo é invocado para encontrar objetos perdidos, talvez porque certo dia um noviço fugiu do convento com um saltério que o Santo usava. Santo Antônio orou para recuperar o seu livro e o noviço se viu diante de uma aparição terrível e ameaçadora que o obrigou a regressar e devolver o que roubou.

Diz-se também que em uma ocasião, enquanto orava, apareceu-lhe o menino Jesus e o santo segurou-o em seus braços e por esta razão, até hoje, é representado sustentando o menino Deus. Santo Antônio é patrono das mulheres estéreis, dos pobres, dos viajantes, dos pedreiros, dos padeiros, entre outros. Devido à sua caridade com os pobres, com frequência se representa Santo Antônio oferecendo pão a indigentes. Santo Antônio também é considerado um dos doutores da Igreja, sendo chamado de “Doutor do Evangelho”, pela riqueza da sua pregação.

Fontes:

https://www.acidigital.com/noticias/hoj ... undo-29471

http://cleofas.com.br/santo-antonio-de-padua-2/

Imagem

Imagem
"Acabou o dinheiro, o carro, acabou os amigos e as mulheres" (Predador)

Voltar para “História, Religião e Filosofia”

Quem está logado:

Usuários neste fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante