Se registrou agora? é obrigatório se apresentar neste tópico em menos de 24 horas, sob pena de exclusão: [Novatos] Apresente-se aqui.

OBS.: Para participar do Chat, ver perfis e acessar o sub-fórum Relatos & Relacionamentos você precisa se cadastrar no Fórum. Os tópicos dessa seção não aparecem no box de mensagens recentes abaixo.

Dia do Lixo: 3 Motivos e 4 Dicas Para Adicionar o Dia do Lixo Agora Mesmo em Sua Dieta

Discussões e dúvidas sobre aparência, artigos e discussões sobre musculação e esportes em geral, dúvidas alimentares e de saúde, postagem de dietas, recomendações, estudos ligados à área de saúde
Avatar do Usuário
Kenshin Himura
Veterano
Veterano
Mensagens: 582
Registado: 16 mar 2016, 14:17
Reputação: 2
Brazil

Dia do Lixo: 3 Motivos e 4 Dicas Para Adicionar o Dia do Lixo Agora Mesmo em Sua Dieta

Mensagempor Kenshin Himura » 10 mar 2018, 21:55

O dia do lixo (também chamado de dia livre) é um importante componente de algumas dietas – sendo uma das cinco regras da dieta Slow Carb, e um dos princípios por trás das “refeições de gala” da Dieta Nova Dukan.
E quase todos que adotam esse conceito não querem mais abrir mão dele – afinal, não é toda dieta que traz emagrecimento ao mesmo tempo em que te permite comer tudo o que quiser, na quantidade que quiser, todas as semanas.
Porém, muitos ainda têm dúvidas quanto aos motivos pelos quais o dia do lixo funciona.

O que Acontece com Seu Corpo Quando Você Faz Dieta?

Quando você faz dieta você diminui significativamente o número de calorias ingeridas ao longo de alguns dias.
E a ingestão calórica está muito ligada à secreção de leptina a qua, por sua vez, é um hormônio muito importante.
E ela é importante, especialmente neste nosso contexto de emagrecimento.
Porque uma de suas funções é auxiliar no controle da glândula tireóide, que é uma glândula fundamental para sua habilidade de emagrecer.
Sendo assim, a queda na circulação de leptina em seu corpo acarreta a queda na circulação dos hormônios T3 e T4.
E, quando isso acontece, seu metabolismo desacelera dramaticamente, e você perde menos peso.
Pense nisso por um momento: você come menos, e sua perda de peso diminui.
E sei que isso não parece justo!
Mas é isso que acontece quando seus hormônios trabalham contra você.
Felizmente, há um jeito de fazê-los trabalhar a seu favor…
Temos de nos lembrar que os níveis de leptina têm uma relação direta com a sua ingestão calórica.
Isso é, assim como eles diminuem com a ingestão de menos calorias, eles aumentam quando você ingere mais – e aumentam muito quando você consome um montão delas!
E, com algumas poucas exceções, não importa muito de onde essas calorias vêm.
Essa explicação vem diretamente do livro de John Romaniello e Adam Bornstein, Man 2.0: Engineering the Alpha (ainda não disponível em Português).

Como Resolver esse Paradoxo?

Sendo assim, para evitar estagnação no seu emagrecimento, precisamos assegurar uma subida nos níveis de leptina corriqueiramente.
E a melhor maneira de fazer isso é inacreditável de tão boa: você reserva um dia inteiro por semana para comer tudo o que você quiser.
Seu nutricionista pode denominar isso de “realimentação estratégica”, porém o Senhor Tanquinho prefere chamar de “dia do lixo”.
Então, esse tal “dia do lixo” aumenta seus níveis de leptina, o que te auxilia a voltar a queimar gordura. Isso significa que você acaba emagrecendo mais do que se não fizesse o dia do lixo!
Logo, mesmo com a ingestão de uma montanha calórica, o impacto hormonal do dia do lixo contrabalanceia o que você come, de tal modo que os benefícios são maiores do que se você evitasse essa orgia alimentar.
E, quando eu digo “uma montanha de calorias”, é exatamente isso que quero dizer: coma tudo o que quiser.
Pizzas, hambúrgueres, frituras, cervejas, mil sobremesas e até mesmo os refrigerantes…
Tudo mesmo – faz parte do plano! E isso de quebra diminui enormemente as dificuldades de se fazer dieta.
No fim das contas, é melhor comer tudo de uma vez do que um pouquinho por dia.
Eu sei, eu sei – parece loucura dizer isso. Vai contra a “sabedoria popular”.
Bem, nós não inventamos a ciência – apenas a explicamos para você!

Três benefícios hormonais do Dia do Lixo:

#1) Melhora na regulação dos hormônios da tireoide:
Quando seu corpo percebe um déficit calórico, diminui a produção de T3 e T4 – ambos importantes hormônios que executam funções de regulação do metabolismo.
Um dia do lixo pode auxiliar o aumento da secreção desses hormônios;
#2) Aumento no gasto calórico em 24 horas:
O superávit calórico do dia do lixo faz seu corpo aumentar a taxa metabólica basal.
Estudos demonstram que esse aumento pode chegar a quase 10%, e acredita-se que possa ser ainda mais significativo;
#3) Aumento na circulação de leptina
Este é provavelmente o melhor benefício dos dias do lixo (ao menos de uma perspectiva de perda de peso).
Pois o aumento da leptina, além dos benefícios já apontados, ainda aumenta a termogênese (queima de gordura).
Os benefícios do dia do lixo, então, atuam em duas frentes: Por um lado, você tem os benefícios físicos e fisiológicos (dos quais já falamos acima).
Por outro lado, ele também oferece uma pausa mental e emocional do “mindset” de dietas.

Eu explico: a maioria das pessoas começa dietas, e depois as abandona, principalmente devido à frustração de não poder comer os alimentos de que mais gostam.
E é justamente aí que os dias do lixo entram: ao permitir que você coma, todas as semanas, o que você quiser, você não deve sentir falta de nenhum alimento.
E o melhor de comer esses alimentos no dia do lixo, é que você o faz sem culpa! Afinal, ele é parte integrante da dieta!
Embora na dieta slow carb seja requerido um dia do lixo por semana, praticamente qualquer plano de restrição calórica pode se beneficiar de um dia do lixo ocasional – particularmente, dietas baixas em carboidrato (low-carb).

Abaixo seguem 4 regrinhas para os “lixeiros” de primeira viagem:
1) Não precisa se estufar de comer. Coma o que quiser, o quanto quiser, mas não se obrigue a comer demais. Os dias do lixo devem ser divertidos, e não uma chateação;
2) Compre suas comidas “lixo” apenas no dia do lixo. Na manhã do dia seguinte, jogue-as fora ou (opção preferida pelo Senhor Tanquinho) dê para alguém. Lembre-se: se estiver disponível na sua casa, você vai acabar comendo-as;
3) Coma suas refeições e as deixe o mais “lixo” possível, mas não precisa comer o que não gosta (ou não pode): se não gosta de pizza ou sorvete (sim, tem gente que não gosta!), não precisa comê-los.
Se tem intolerância a lactose, por exemplo, pode deixar o chocolate de lado. O principal para o seu dia é que você ingira muitas calorias e carboidratos, então se você estiver caprichando nisso, relaxe.
É completamente normal um dia do lixo com frutas e carnes, basta não se esquecer desses dois itens;
4) Divirta-se. Coma sem culpa. Lembre-se sempre de que é um dia estratégico, e necessário para que você possa ficar ainda mais em forma!

Faça como “The Rock” – exagere no “Dia do Lixo”
Particularmente, nós do Senhor Tanquinho preferimos colocar o dia do lixo aos finais de semana, mas sinta-se a vontade para colocar no dia que achar melhor.
Para finalizar vamos responder às principais dúvidas sobre o dia do lixo em um F.A.Q. exclusivo que preparamos para você.

F.A.Q. Lixeiro: as Principais Dúvidas Sobre o Dia do Lixo Respondidas Agora Com Exclusividade (Ao Vivo)

Posso fazer jejum após o dia do lixo?
Sim, fazer algum tipo de jejum após o dia do lixo pode ser benéfico para seu organismo, e não há problemas relacionados a essa prática – desde que você se sinta bem com ela, é claro.
Pessoalmente, nós gostamos de adotar um jejum de aproximadamente 24 horas após o dia do lixo para promover mecanismos de limpeza celular (autofagia celular) após a grande demanda sobre o corpo devido a toda a “esbórnia” alimentar.
Inclusive falamos mais sobre jejum intermitente em outro artigo (clique para ler).
No entanto, isso não precisa ser encarado como uma regra universal.
O próprio Tim Ferriss, criador da dieta Slow Carb (que incentiva o dia do lixo semanalmente), não fala sobre JI antes ou após esse dia.
O assunto jejum intermitente também foi abordado pelos especialistas Dr. Souto e o médico canadense Dr. Fung em um debate gratuito que você pode ver com legendas, ou ler a transcrição em português aqui neste link: https://www.senhortanquinho.com/o-jejum

Tenho de contar calorias, carboidratos ou gorduras no dia do lixo?
Não. Como o próprio nome sugere, aproveite seu “dia livre” para ser literalmente… livre!
Nele, você pode comer comer o que e quanto desejar.
Coma sem pensar e sem se preocupar, os alimentos que mais tiver vontade na quantidade que bem entender.
Um outro enfoque que você pode adotar também é encarar o dia do lixo não como “lixo”, mas sim como uma “pausa na dieta”.
Isto é, esqueça que está de dieta e coma o que quiser – mas não se sinta na obrigação de comer em excesso, nem de comer alimentos que você realmente não queira.
Apenas dê uma pausa ao pensamento de dieta e coma de acordo com sua vontade – sem a mentalidade de “preciso comer tudo hoje porque amanhã não tem mais”.
Se for para ficar se preocupando, ou comendo alimentos que você nem tem vontade, então talvez seja melhor nem fazer o dia do lixo.
Afinal, um de seus benefícios é o alívio psicológico – o que não acontece se você fica preocupado a cada mordida dada nesse dia.

Posso tomar bebidas alcoólicas no dia do lixo?

Pode sim.
Aproveite esse dia para ingerir sem culpa a sua cerveja, sua caipirinha com açúcar, e até mesmo aquele licor super adocicado que você sempre quis experimentar.
Apenas é importante frisar em relação às bebidas alcoólicas que é uma boa ideia você beber com consciência e sabendo qual é o seu limite.
Dito isso, a dica é relaxar e aproveitar essa “pausa na dieta” da maneira como lhe for mais conveniente.
Nos outros dias, conforme já falamos em outras oportunidades, pode ser melhor se manter sem bebidas alcoólicas ou, no máximo, ingerir uma taça de vinho ocasionalmente.

Posso fazer dia do lixo na minha dieta low-carb?
Conforme explicamos acima, o dia do lixo pode ser uma adição interessante a uma dieta low-carb por ajudar a evitar a estagnação da sua perda de peso.
E isso acontece devido ao efeito de uma maior ingestão de carboidratos (base do dia do lixo) aumentar os níveis de alguns hormônios fundamentais para o emagrecimento.
Desse modo – embora não seja obrigatória e muita gente viva muito bem sem dias livres – uma realimentação eventual de carboidratos pode sim ser útil para manter um bom nível desses hormônios.
Lembrando que, além do benefício hormonal, o dia do lixo também pode ter grande benefício psicológico, tornando maior sua aderência à dieta.
Por isso, vamos ver agora como encaixá-lo em cada uma das diferentes dietas low-carb, caso esse seja seu desejo.
Na dieta Slow Carb, o dia do lixo é uma das 5 regras fundamentais – e a sugestão de seu criador é que esse dia livre ocorra todas as semanas (o que ajuda a reforçar a importância de seguir corretamente a dieta nos outros 6 dias).
Na dieta paleo em sua versão low-carb, embora a ingestão de comidas “lixo” – isto é, alimentos excessivamente processados, cheios de ingredientes artificiais – não seja incentivada, pode ser interessante realizar uma realimentação de carboidratos bons.
Inclusive, se você se interessa por esse estilo alimentar, pode gostar bastante do nosso texto sobre como fazer um dia do lixo paleo.
Já no caso da dieta Atkins, é importante perceber que, em sua concepção original pelo doutor Robert Atkins, a dieta que leva seu nome não possui um dia do lixo.
Entretanto, há vários relatos de pessoas que adotam um dia livre ou refeição livre após o final da primeira fase da dieta ou da segunda fase.
Ao mesmo tempo que esse dia do lixo pode ajudar você a aderir melhor à dieta e renovar seu lado psicológico para a próxima fase, ele também pode apresentar o lado negativo de você perceber um aumento de peso de curto prazo.
Esse aumento de peso pode desestimular alguns praticantes, e talvez para eles não seja interessante fazer o dia do lixo.
Além disso, para algumas pessoas, fazer um dia do lixo também pode desencadear a compulsão por doces.
Só você vai saber fazer o correto julgamento e decidir o melhor para você com base nos prós e contras apresentados e em seu autoconhecimento.
Por fim, no caso da dieta cetogênica, nós particularmente acreditamos que ele pode ser inserido de maneira ocasional.
Porém, preferencialmente apenas após seu corpo já estar cetoadaptado (cerca de 4 a 5 semanas após o início da dieta) – e desde que você não tenha nenhum quadro clínico que possa ser piorado com a ingestão de carboidratos em excesso.
Lembrando que no dia do lixo inevitavelmente você irá sair de cetose temporariamente, mas, se estiver cetodaptado, em cerca de 2 a 3 dias deverá retonar ao estado cetogênico se alimentando normalmente.
Resumindo: se for para tornar sua vida mais agradável, pode fazer.
A saúde é um processo que visa ao longo prazo, e não só um foco em “perda de peso agora”.

Posso realizar exercícios no dia do lixo?

Claro que sim! Na verdade esse é um dia no qual você pode se comportar normalmente com relação a suas atividades.
Se tiver vontade de treinar na academia, correr, fazer HIIT, praticar algum esporte ou simplesmente manter atividades físicas normais de um dia de dieta, sinta-se totalmente à vontade.
Inclusive, para os praticantes de exercícios com pesos na academia, essa pode ser uma boa oportunidade de alimentar os músculos com uma dose extra de carboidratos se você segue a dieta low-carb nos outros dias.
Me pesei após o dia do lixo e percebi que engordei. E agora?
Para começar, mantenha a calma. Não há absolutamente nada para se preocupar neste caso.
Em primeiro lugar, porque o corpo peso do corpo varia normalmente ao longo dos dias – então uma variação já é esperada mesmo entre dias que não são do lixo.
Em segundo lugar, porque após uma grande ingestão de carboidratos (e talvez outras “porcarias”), é normal que você esteja inchado e que tenha acumulado grande quantidade de água.
E por fim, porque você provavelmente comeu uma quantidade bem elevada de comida e ainda não teve tempo de eliminar tudo o que ingeriu no dia anterior.
Por isso que, mais uma vez, destacamos a importância de não se pesar todos os dias.
Sendo que uma alternativa melhor seria escolher um dia na semana (de preferência logo antes do dia do lixo) e se pesar sempre nas mesmas condições (por exemplo, após acordar e ir ao banheiro). Falamos mais sobre o assunto aqui.
Além disso, é válido ter em mente que o dia do lixo pode trazer benefícios de longo prazo, como uma maior facilidade de você seguir na dieta (por causa do alívio psicológico) e uma melhora nos níveis de alguns hormônios.
Mas que ao mesmo tempo, a curto prazo, pode ser que sua taxa de emagrecimento seja um pouco diminuída – especialmente se você se pesar após um dia livre.
A cada quanto tempo posso fazer dia do lixo?
Não existe uma frequência ideal para o dia do lixo.
Na verdade, a frequência varia de pessoa para pessoa, dependendo de muitos fatores – inclusive de quantos carboidratos e calorias você ingere durante a semana.
Por outro lado, se você deseja seguir uma dieta cetogênica, conforme dissemos acima, então o dia do lixo vai certamente te tirar da cetose – e talvez sair desse estado todas as semanas não esteja muito alinhado aos seus objetivos.
(Nesse caso, eu pessoalmente diminuiria a frequência de dias do lixo.)
Além disso, quanto menos gordura você tiver para queimar, mais você se beneficia de dias do lixo (ou realimentações de carboidratos como um todo).
Isso acontece por dois motivos.
O primeiro é porque o seu corpo já estará (provavelmente) mais sensível à insulina do que quando você iniciou sua dieta low-carb.
E o segundo é porque a produção da leptina e dos hormônios da tireoide são reguladas tanto pela ingestão calórica, quanto pela de carboidratos, quanto pelo próprio tecido adiposo da pessoa.
Isto é, pessoas com maior quantidade de gordura corporal naturalmente produzem mais leptina. Com isso, elas não têm tanta necessidade de um dia do lixo no início da dieta – e nem aproveitam tanto seus benefícios hormonais.
Depois de quanto tempo de dieta posso começar a fazer o dia do lixo?

Assim como não existe uma frequência ideal para se fazer o dia do lixo, também não existe um intervalo de tempo predeterminado a partir do qual você deva começar a adotar essa prática.
Conforme dissemos acima, os benefícios fisiológicos do dia do lixo podem não ser tão grandes assim que você inicia a sua dieta.
Porém pensamos que você não deve pensar apenas nos benefícios fisiológicos do dia do lixo – mas também nos psicológicos.
E vamos dar um bom motivo psicológico para você adiar o seu dia do lixo e um bom motivo para você começá-lo na primeira semana.
Por um lado, conforme dissemos em nossas dicas para iniciar e triunfar em uma dieta low-carb, pode ser interessante adiar um pouco o dia do lixo.
Em primeiro lugar porque assim você aprende e cria o hábito de encontrar boas opções de alimentação, onde quer que você esteja.
Em segundo lugar porque isso te permite perceber que você pode dizer “não” para as pessoas a qualquer momento, e respeitar o seu corpo e as suas vontades – sem dever nada para ninguém.
E por fim porque ficar sem dia do lixo no primeiro mês de dieta, por exemplo, pode te ajudar a ver alguns resultados mais rapidamente, o que ajuda com motivação – e pode até mesmo ajudar a derrubar alguma compulsão alimentar.
Por outro lado, nós sempre dizemos que “a melhor dieta é aquela que você consegue seguir”.
Então, se colocar um dia do lixo a partir da primeira semana vai te dar forças para conseguir levar os outros 6 dias do seu novo estilo alimentar, faça-o sem culpa!
Eu sei que eu mesmo comecei assim – após anos de dietas frustradas, em que cortava “definitivamente” todos os alimentos de que mais gostava e não obtinha resultados, eu finalmente me encontrei numa dieta que me permitiu eliminar 16 kg de gordura sem passar fome.
O que é melhor: fazer um dia do lixo ou uma refeição do lixo?
Não existe uma resposta única para essa questão – mas uma tendência que percebemos é a de que muita gente começa optando por um dia do lixo inteiro, e com o passar do tempo migra para o formato de uma refeição lixo apenas (algo que curiosamente é endossado até mesmo na dieta Dukan com suas “refeições de gala”).
Do ponto de vista fisiológico, não é algo que deva impactar significativamente seus resultados – e do ponto de vista psicológico, você pode escolher sem culpa qual formato te agrada mais.


Referências:
https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/7489415
https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/7584987
https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/8532024
https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/8866554
https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/2204100
https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/1117841

Fonte:
https://www.senhortanquinho.com/dia-do- ... -e-treino/
Morrer é fácil, viver é que exige coragem real
Avatar do Usuário
Kenshin Himura
Veterano
Veterano
Mensagens: 582
Registado: 16 mar 2016, 14:17
Reputação: 2
Brazil

Re: Dia do Lixo: 3 Motivos e 4 Dicas Para Adicionar o Dia do Lixo Agora Mesmo em Sua Dieta

Mensagempor Kenshin Himura » 10 mar 2018, 21:58

Ainda tenho dúvidas com relação a esta prática.
Até o momento, não adotei o dia do lixo em minha dieta low carb, mas começo a pensar no assunto.
A Slow Carb do Tim é bem parecida com a Low Carb e incentiva um dia para o dia do lixo, o que acaba me dando mais motivos para pensar ser interessante adotar este esquema.
O que pensam sobre o assunto?
O dia do lixo pode ser vantajoso para a perda de peso?
Morrer é fácil, viver é que exige coragem real
Avatar do Usuário
SOMBRIO
Soldado
Soldado
Mensagens: 87
Registado: 04 mar 2018, 14:29
Reputação: 10
Brazil

Re: Dia do Lixo: 3 Motivos e 4 Dicas Para Adicionar o Dia do Lixo Agora Mesmo em Sua Dieta

Mensagempor SOMBRIO » 11 mar 2018, 11:08

Pra fazer esse dia do lixo, você tem que calcular suas calorias por semana em vez de ser por dia.
Por exemplo: Se você está consumindo 1000 calorias por dia e no dia do lixo come 3 mil no final da semana terá consumido 9 mil calorias ( 6 x1000 + 3000)
Se você gasta 2000 caloria por dia, vai gastar 14.000 por semana, no fim mesmo com o dia do lixo, ainda vai estar com um déficit de 5000 calorias, o que possibilita continuar emagrecendo e ainda ter esse benefício do dia do lixo de quebrar a rotina hormonal.

Mas tem uma desvantagem no dia do lixo que é a quebra da disciplina: Quando se faz dieta tem que manter a disciplina de não comer porcarias, depois de muito tempo sem comer guloseimas você não sente mais vontade de come-las, o paladar esquece, mas fazendo o dia do lixo pode te dar a fome emocional por guloseimas durante a semana o que pode levar a quebra da disciplina. Fora que se comer demais seu estomago acostuma com grande volume de comida, isso aumenta a fome também.


Emagreci 30 quilos sem aeróbico nem dietas rígidas, só com musculação e disciplina. Mas claro que fiz uma mudança total, eliminei todos os doces, pães, bolacha, massas, no lugar dessas coisas acrescentei alimentos termogênicos naturais, só cortei carboidrato na janta, mas ainda tomava um copo de suco com açúcar. Com o tempo meu paladar esqueceu o gosto das guloseimas,não sentia mais vontade de comer e nunca passei fome nessa dieta porque era rica em fibras.
Mas demorou alguns meses pra perder esse peso, porém fiquei 4 anos sem ganhar peso, mesmo tendo saído da academia e da dieta, meu metabolismo ficou igual daquelas pessoas que comem muito e não engorda, já quem perde peso rápido com dietas muito rígidas ganham o peso tudo de novo assim que para a academia ou a dieta. Agora voltei a treinar.

Até hoje não como pão, quando tento comer acho o gosto estranho, meu paladar acostumou. Esse dia do lixo tem vantagens nos hormônios mas seu paladar fica acostumado a guloseimas, quando tiver que parar a dieta ou o treino por algum imprevisto, vai comer tudo essas guloseimas, já quem ficou longe delas por muitos anos o paladar acostuma viver sem e você não corre o risco de engordar de novo, não precisa viver fazendo dietas, mas quem faz dietas muito restritivas fica escravo delas, tendo que fazer de tempos em tempos.

Tem que cara que faz até jejum pra emagrecer, não precisei nada disso, não passei um dia com fome, só demora um pouco mais, porém o resultado é bem mais duradouro e você não tem que passar tudo de novo, até quando sai da academia não engorda mais.

Isso vai de cada um, a maioria tem muita pressa pra definir, mas quando define rápido sofre pra manter. Parou a academia pode ganhar tudo de novo. As vezes precisamos parar a academia por algum imprevisto.

Pela minha experiencia, quanto mais você fica longe das guloseimas, menos sente vontade de comer. Ter contato com elas toda semana pode te fazer quebrar a dieta no meio da semana também.
Avatar do Usuário
Schrödinger
Membro VIP
Membro VIP
Mensagens: 487
Registado: 27 abr 2017, 20:53
Reputação: 9
Brazil

Re: Dia do Lixo: 3 Motivos e 4 Dicas Para Adicionar o Dia do Lixo Agora Mesmo em Sua Dieta

Mensagempor Schrödinger » 11 mar 2018, 22:43

Interessante, vou combinar isso com o jejum intermitente.
Se você está aqui pra aprender a agradar mulher, você é um filho da puta, aqui não é o teu lugar. Enfia o teu rabo no meio das pernas e saia daqui.

Voltar para “Saúde e Musculação”

Quem está logado:

Usuários neste fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante