Se registrou agora? é obrigatório se apresentar neste tópico em menos de 24 horas, sob pena de exclusão: [Novatos] Apresente-se aqui.

OBS.: Para participar do Chat, ver perfis e acessar o sub-fórum Relatos & Relacionamentos você precisa se cadastrar no Fórum. Os tópicos dessa seção não aparecem no box de mensagens recentes abaixo.

Caso sua conta não tenha sido aprovada imediatamente, aguarde o prazo de 2 (dois) dias úteis para ter seu cadastro efetivado por um Administrador.

O esquerdismo da Marvel anda um nojo ultimamente

Todos os demais assuntos não relacionados nos outros fóruns devem ser postados aqui.
Avatar do Usuário
Major Lobo Realista
Líder da Moderação
Líder da Moderação
Mensagens: 2214
Registado: 14 mar 2016, 01:30
Reputação: 18
United States of America

O esquerdismo da Marvel anda um nojo ultimamente

Mensagempor Major Lobo Realista » 07 jul 2016, 08:48

Mudanças dentro da armadura do Homem de Ferro

quarta-feira, 6 de julho de 2016

* Atenção! Informações inéditas no Brasil e EUA!

Imagem

E as grandes mudanças na Casa das Ideias com a nova Marvel Now podem estar realmente chocando os alicerces do universo nos quadrinhos. Já sabíamos que algo iria acontecer com o Homem de Ferro depois da Guerra Civil II quando ele simplesmente sumiu dos teasers do que vem por aí e finalmente seu destino foi revelado em matéria exclusiva da Time hoje.

Tony Stark não será mais o Homem de Ferro. Em seu lugar, teremos Riri Williams, uma jovem negra de 15 anos de idade apenas que foi introduzida por Bendis e Deodato na série do Invencível Homem de Ferro e é uma verdadeira crânio que estuda no MIT. Sozinha, ela construiu sua própria versão de armadura no quarto da faculdade.

Imagem

"Graças a meu envolvimento na criação de Miles Morales e Jessica Jones, além de outros personagens, eles me dão o benefício da dúvida dentre a maioria dos fãs" disse Brian Michael Bendis, o responsável por tudo isso. "Vai ter fanboys gritando 'faça algo diferente', enquanto que outro falarão 'Não faça nada diferente nos quadrinhos do que quando eu era criança'. Mas nós vamos introduzir novos personagens e nós vamos sempre ter pessoas reclamando que arruinamos a infância deles" brincou ele com a reação já esperada do público. "Uma vez que Miles fez sucesso , e Kamala Khan fez sucesso e a Thor fez sucesso, mas daquele público que rastejava através do deserto à procura de um oásis quando se tratava de representação chega nos quadrinhos, e agora que isso está aqui [...] Nós nunca tivemos uma reunião dizendo: " precisamos criar esse personagem . Ele é inspirado no mundo ao meu redor e não vimos que isso representava o suficiente na cultura popular" pontuou.

"Eu já vivi isso quando criei Miles Morales, Jessica Jones, Maria Hill. E eu sabia que eu estava fazendo algo com as boas mãos do Mike Deodato e outros artistas que estão me ajudando a criar a Riri" disse o escritor e deixou muito aberto sobre o destino do Tony Stark, mas já adiantou para os fãs não tirarem conclusões precipitadas ainda. "Estamos bem no meio de uma grande história do Tony Star - na verdade, três história se convergindo. Seu melhor amigo morreu, sua companhia está entrando em colapso e ele esta descobrindo quem são seus pais biologicos, tudo ao mesmo tempo. É estressante para o personagem que tem o histórico já complicado que Tony tem. Tony também é um mestre em não prestar atenção as coisas mais importantes e se distrair com coisas como os Vingadores. E agora como essas coisas vão mexer com Tony já que não é mais ele na armadura? Vocês vão ter que descobrir como isso se dará no final do Guerra Civil II. Mas vamos criar um caminho para a Riri Williams, que o Tony passará a conhecer e vai interagir de maneira muito breve nas revistas".

"Muito mais pessoas vão ficar chateadas com o que acham que estão imaginando sobre o final da Guerra Civil II agora do que quando a revista realmente sair. Mas posso te falar que aquilo que vocês estão escutando por aí não significa que é exatamente o final da Guerra Civil II. Com essa revelação de hoje, não estamos contando de jeito nenhum o que será o final" pontuou ele.

Atualização: O título será rebootado no final do ano com um novo artista regular, Stefano Caselli.

Fonte: site Marvel 616

Surge um novo grupo na Marvel após a Guerra Civil II

terça-feira, 5 de julho de 2016

* Atenção! Informações inéditas no Brasil e EUA!

Imagem

Na semana passada, uma série de teasers envolvendo jovens heróis se "demitindo" foi a pista que faltava para grandes mudanças na Marvel após a Guerra Civil II. E ela surge na forma dos Novos Campeões, o novo grupo de adolescentes da Casa das Ideias.

Um desses membros é até familiar ao nome, já que Amadeus Cho esteve brevemente ligado a formação genérica deste grupo durante e após a saga Hulk contra o Mundo. Agora ele retorna como sendo o "Hulk Totalmente Demais" ao lado do jovem Ciclope, Miss Marvel, Nova e a filha do Visão chamada Viv.

A notícia foi dada hoje pelo Entertainment Weekly e contará com o escritor da série dos Novos e Diferentes Vingadores - Mark Waid - e o desenhista dos Extraordinários X-Men - Humberto Ramos. A capa variante é de Alex Ross.

Imagem

Imagem

"Os três - Miss Marvel, Homem-Aranha e Nova - são as crianças que se demitiram dos Vingadores. Então, foi fácil chegar neles. Esses três, lá e fora da franquia, formam um baita sub-grupo. A dinâmica deles é ótima. Todos eles aparecem em outras revistas, e mesmo que eles tenham problemas entre eles, claramente eles se dão bem juntos. Esse foi o ponto de partida. E Tom, eu acredito, foi quem sugeriu colocar lá o Amadeus Cho" disse Mark Waid sobre a composição do time e continuou " Eu também acho que a Viv foi sugestão do Tom, mas isso iria acontecer de qualquer jeito porque eu adoro o que o Tom King está fazendo no seu livro do Visão. É meu livro da Marvel favorito".

"E cara, eu estou com aquele grupo de pessoas que acha que Scott Summers é o melhor X-man que existe. Eu amo o Ciclope desde que eu comecei a ler os X-Men lá pelos anos 60. Então fiz uma campanha pesada para trazer o jovem Ciclope pro time" disse o escritor prometendo que já na edição 1 fará qualquer uma amar o Scott Summers. Tom Brevoort complementou o que o Waid falou dizendo que pela natureza de ativista e revolucionária que o grupo terá a presença do jovem Ciclope se tornou até mesmo necessária. Por outro lado, as crianças ficaram um tanto receosas de ter ele na equipe por conta de tudo o que sua versão mais velha já fez.

Originalmente, era um time sediado em Los Angeles e durou não mais que 17 edições. Teve brevemente algumas revitalizações mas na maioria das vezes esteve fora do radar da Marvel por décadas. Está é a primeira revista mensal do grupo pra valer desde 1978. Aparentemente, segundo o editor Tom Brevoort, a Marvel ficou impossibilitada de usar o nome até o presente momento:

"Nós entramos em acordo com as pessoas que usavam essa marca antes, e eles nos permitiram publicar isso enquanto que eles continuavam a publicar as coisas deles" disse Brevoort na sua entrevista. "Então, basicamente, esse nome, que eu acho que é um nome fundamental da Marvel, está de volta em casa. E eu sinto que isso é bom, pois quando estavámos falando em nomes da primeira vez sobre esse grupo, estávamos já catando algo como 'qualquer-coisa-qualquer-coisa-Vingadores'". E isso já estava meio fora do escopo pra mim. E se eles estavam cortando os laços, se eles estão seguindo por conta própria para se estabelecer sozinhos, eles tinham que ter um nome próprio e diferente. Eles estão ultimamente muito conscientes socialmente, muito ativistas e muito seguros de serem os super-heróis que são, então o nome tinha que ser um baita nome de super-grupo"

Fonte: site Marvel 616

Leia tembém: Marvel hoje | Treze super-heróis que mudaram de sexo ou etnia
https://omelete.uol.com.br/quadrinhos/l ... -etnia/11/
Gostou dessa mensagem? Então clique em "qualificar positivamente" ali do lado direito superior da mensagem. Obrigado!

O que me preocupa não é nem o grito dos esquerdistas, das feminazis, das mães solteiras, dos corruptos, dos maconheiros, dos cachorrentos, dos LGBTs, dos sem caráter e sem ética... O que me preocupa é o silêncio dos bons.

Meu blog: http://mundoconservador.wordpress.com/
Avatar do Usuário
Commodoro
Patrãozinho
Patrãozinho
Mensagens: 893
Registado: 11 mar 2016, 01:47
Reputação: 31
Portugal

Re: O esquerdismo da Marvel anda um nojo ultimamente

Mensagempor Commodoro » 07 jul 2016, 09:08

Parem de consumir essas porras para sempre.
Combati o bom combate, completei a corrida, guardei a fé! (2 Timóteo 4:7)

Cristo vence, Cristo reina, Cristo impera.

Homens não são reféns das mulheres, mas reféns da própria libido.

Homem cafajeste merece mulher rodada. Ambos se completam.

Casamento nos moldes modernos é uma roleta russa, mas com todas as balas carregadas.


Alguns dos meus textos: [Reflexão] Lute contra uma vida vazia | [Reflexão] Dê graças a Deus por ter nascido Homem! | A Matrix da promiscuidade |
O corno, a família, o conservadorismo ou "A Vida como ela É" | O ateu conservador ou "O Que é Conservadorismo"? | Lumpemproletariado, violência e desarmamento civil em prol da Revolução

Imagem

✠ † ☨ ✞ ☩ ✙ ☧ ✚ ✟ ♰
Avatar do Usuário
Thanatos
Tenente
Tenente
Mensagens: 363
Registado: 11 mar 2016, 12:55
Reputação: 0
Brazil

Re: O esquerdismo da Marvel anda um nojo ultimamente

Mensagempor Thanatos » 07 jul 2016, 10:47

Boicotem empresas esquerdopatas. Passem a consumir animes(que tem pouca influência feminazi), passem a consumir jogos da rockstar(...)
Avatar do Usuário
albertosantos
Veterano
Veterano
Mensagens: 836
Registado: 12 mar 2016, 07:42
Reputação: 6
Brazil

Re: O esquerdismo da Marvel anda um nojo ultimamente

Mensagempor albertosantos » 07 jul 2016, 11:44

A hora que cair as vendas dos caras a água vai bater na bund@ desses lambedores de salto da cúpula que bola estas coisas.

Garanto que é ideia de homem virjão que acabou de encontrar uma v@dia qqer que fez o primeiro boquete da vida dele e agora tá c vontade até de dar o c* pra mulher
Avatar do Usuário
Thanatos
Tenente
Tenente
Mensagens: 363
Registado: 11 mar 2016, 12:55
Reputação: 0
Brazil

Re: O esquerdismo da Marvel anda um nojo ultimamente

Mensagempor Thanatos » 07 jul 2016, 12:39

Na boa. SJW são muito irritantes. E na boa, se fosse a Lara Croft virando um homem, eu iria odiar também. Aprendi a gostar da Lara como personagem, por ela ser uma mulher. Mudar completamente um personagem só por causa de meia dúzia de SJW...
Avatar do Usuário
Major Lobo Realista
Líder da Moderação
Líder da Moderação
Mensagens: 2214
Registado: 14 mar 2016, 01:30
Reputação: 18
United States of America

Re: O esquerdismo da Marvel anda um nojo ultimamente

Mensagempor Major Lobo Realista » 07 jul 2016, 13:01

Lara Croft já é a versão feminina do Indiana Jones. Na boa, só assisto os filmes da Marvel ainda porque eles fazem sobre os heróis como eles eram na minha infância/adolescência, a hora que essas merdas de thor mulher, homem de ferro mulher negra, wolverine gay, hulk coreano, heroína muçulmana, herói clássico + mulher/negro/gay/transsexual chegarem ao cinema eu faço campanha pra parar de ver os filmes. Se bem que eles ainda não tem coragem de fazer isso, espero não estar vivo quando as coisas chegarem neste ponto. Se saísse um filme desses hoje, acho que seria uma bomba igual ao último filme do Quarteto Fantástico.
Gostou dessa mensagem? Então clique em "qualificar positivamente" ali do lado direito superior da mensagem. Obrigado!

O que me preocupa não é nem o grito dos esquerdistas, das feminazis, das mães solteiras, dos corruptos, dos maconheiros, dos cachorrentos, dos LGBTs, dos sem caráter e sem ética... O que me preocupa é o silêncio dos bons.

Meu blog: http://mundoconservador.wordpress.com/
Avatar do Usuário
Don Welzo
Veterano
Veterano
Mensagens: 288
Registado: 12 mar 2016, 20:46
Reputação: 0

Re: O esquerdismo da Marvel anda um nojo ultimamente

Mensagempor Don Welzo » 07 jul 2016, 14:29

Só comprar as versões mais antigas de todos os quadrinhos e aquelas versões que se tornaram épicas independentemente do politicamente correto, que são muitas, diga-se de passagem.

Eu penso em comprar esses quadrinhos antigos, pois se no futuro eu tiver um menino, com certeza o catarrento vai se interessar.

Ainda mais que eu só anti-modinha e não costumo seguir muitos padrões, se o catarrento puxar pra mim vai tá feito evitando assistir essas modinhas toscas.

Até hoje, depois de mais de 15 anos e ter sido uma grande sensação na gurizada dos anos 2000, até hoje estou sem ler Harry Potter, mesmo tendo livros digitais disponíveis em um leitor digital. O que dirá Games of Chronus, talvez assista em 2030...hehehe
Avatar do Usuário
Gambit
Aspirante
Aspirante
Mensagens: 31
Registado: 09 mai 2016, 16:52
Reputação: 0

Re: O esquerdismo da Marvel anda um nojo ultimamente

Mensagempor Gambit » 07 jul 2016, 22:51

Tenho mais de 1000 hqs da marvel, algumas da DC depois do Reboot mas já larguei há muito tempo porque de ambas as partes só está vindo merda. Esquerdismo é apenas um dos pontos, o ponto que em que eu mais prezo é o bom roteiro, bom desenho e sem uma historia mirabolante que está acontecendo nos últimos tempos por causa do Reboot que a Marvel irá fazer. Caso tudo volte aos conformes eu volto a comprar, caso contrário e o reboot seja uma merda eu não compro já que não estou comprando mesmo.
Avatar do Usuário
Major Lobo Realista
Líder da Moderação
Líder da Moderação
Mensagens: 2214
Registado: 14 mar 2016, 01:30
Reputação: 18
United States of America

Re: O esquerdismo da Marvel anda um nojo ultimamente

Mensagempor Major Lobo Realista » 08 jul 2016, 15:53

O negócio é tão nas coxas que seria mais plausível um asiático hackear a armadura do homem de ferro, e fazer um novo hulk negão do que o inverso. Mas agora me ocorreu uma coisa, será que essa nova personagem que vai assumir o manto do homem de ferro além de mulher e negra, também é trans? Porque eles insistem em chamá-la de "homem de ferro".
Gostou dessa mensagem? Então clique em "qualificar positivamente" ali do lado direito superior da mensagem. Obrigado!

O que me preocupa não é nem o grito dos esquerdistas, das feminazis, das mães solteiras, dos corruptos, dos maconheiros, dos cachorrentos, dos LGBTs, dos sem caráter e sem ética... O que me preocupa é o silêncio dos bons.

Meu blog: http://mundoconservador.wordpress.com/
Avatar do Usuário
Gambit
Aspirante
Aspirante
Mensagens: 31
Registado: 09 mai 2016, 16:52
Reputação: 0

Re: O esquerdismo da Marvel anda um nojo ultimamente

Mensagempor Gambit » 09 jul 2016, 16:35

Esse site aqui tá falando que o esquerdismo tá acabando com a venda de revistas da marvel.

http://www.popliberal.com.br/2016/07/leitores-abandonam-marvel-comics-depois_8.html
Avatar do Usuário
Remy LeBeau
Veterano
Veterano
Mensagens: 297
Registado: 13 mar 2016, 23:41
Reputação: 3
Uzbekistan

Re: O esquerdismo da Marvel anda um nojo ultimamente

Mensagempor Remy LeBeau » 09 jul 2016, 22:20

Tem coisas que são absurdas mesmo. Foram esquerdar com esse lobby poderoso e conseguiram dar um tiro de bazuca no pé, mesmo com o establishment jogando junto. Impressionante.

Erro de estratégia, ao meu ver.

Era muito comum, há coisa de uns 2-5 anos atrás pipocar notícias de que o super-herói X iria virar gay. Aí causava todo aquele furor, um monte de gente dizendo que aquilo era lindo e maravilhoso e uma porrada contra o preconceito e blá blá blá. De fato, o super-herói virava gay mesmo.

Só que o que eles faziam (e explicando o tal erro de estratégia)? Pegavam um super-herói com décadas de existência e "do nada" o cara virava gay. Todo o passado, histórias consolidadas, inimigos/amigos, tudo mudava e era apagado para que o tal super-herói agradasse o establishment. O que ocorria? Fracassava a tal ponto que eles precisavam reescrever tudo (que outrora foi jogado no lixo) para dizer: "calma gente, foi uma pegadinha do malandro, essas histórias se passaram na realidade paralela 45987954, ou na Terra nº 4954379493943874... Nós vamos voltar com a programação normal".
E ficavam nesse loop aí até matar a credibilidade da editora, a tal ponto que ninguém mais levou a sério mudanças dessa natureza ou mudanças no próprio personagem e as quedas caíram.

Por que, se a intenção era esquerdar, não criar um personagem esquerdista do zero? Porque seria um fracasso de vendas e um prejuízo insustentável. Aí ficou na moda esquerdar os personagens consolidados a tal ponto que matou a credibilidade deles, fora a derrota moral que seria criar um personagem de acordo com a agenda esquerdista-progressita-politicamente correto e ver ele fracassar em vendas.

Peguem o arqueiro-verde de exemplo, a priori um personagem declaradamente socialista (ele se afirma como isso) e muitas histórias seguem esse roteiro (quadrinhos, não a série). Ele é o campeão de vendas da DC, por exemplo? Vende mais que Superhomem e Batman (dois personagens muito bem consolidados no mercado)?
Avatar do Usuário
Don Welzo
Veterano
Veterano
Mensagens: 288
Registado: 12 mar 2016, 20:46
Reputação: 0

Re: O esquerdismo da Marvel anda um nojo ultimamente

Mensagempor Don Welzo » 09 jul 2016, 23:34

Eles estão fazendo esses testes em tempos de bonança, porque sabem que se não der certo eles tem como queimar gordura e voltar a programação normal.

Alguém aqui dúvida se eles fariam essas mudanças a 25 anos atrás, quando a Marvel tava numa crise financeira das brabas? Se fizessem, entrariam em falência e perderiam de uma vez por todas para os animes da época dos anos 90 (li uma vez que teve um período na Europa que o mangá de DBZ sozinho vendeu mais que toda a coleção de quadrinhos da Marvel).

O problema são as alternativas, melhor dizendo, os animes. Porque dos últimos anos pra cá esses animes tem perdido a qualidade tambem. Mas pelo menos eles não tem uma agenda declaradamente progressista.

Os superheróis da Marvel tem um núcleo imutável, por mais que se tente mudar alguns detalhes dos personagens.

Não faz sentido por exemplo um latino homem aranha defender New York se ele não tem origens de lá e seu amor pela cidade se resume a questão de comodidade. A história é totalmente forçada diante da história consagrada que envolve homem aranha.

É mais fácil eles deconstruir os personagens como estão fazendo com o Capitão América dizendo que ele era um infiltrado que trabalhava para Hydra, e aí sim substituir ele por desses da agenda progressista. Mas ainda assim, seria possível fazer essas mudanças apenas em personagem, porque se fosse todos iria ficar na cara a agenda progressista e não ia acabar bem.
Avatar do Usuário
Remy LeBeau
Veterano
Veterano
Mensagens: 297
Registado: 13 mar 2016, 23:41
Reputação: 3
Uzbekistan

Re: O esquerdismo da Marvel anda um nojo ultimamente

Mensagempor Remy LeBeau » 10 jul 2016, 10:19

Ninguém vai ler as aventuras do Super Oprimido, um proletário que sofreu um acidente radioativo durante uma opressão, e assim ele conseguiu ser empoderado para combater as mazelas do Capitalismo, que curiosamente serve para empoderá-lo. Salvo uma editora alternativa, nenhum grande grupo cairia nesse cavalo de tróia.
O povão quer ler o Bruce Wayne fodão, que come as TOP durante o dia, é rico pra caralho e tem tudo, e a noite é um fodão que espanca os vagabundos. Pessoal quer ler o Super-Homem, um troço indestrutivo que inclusive já ressucitou e senta a porrada opressora nos vagabundos. E no caso da Marvel, o pessoal quer ser que nem o Homem de Ferro, um capitalista-opressor-burguês-rico pra caralho que tem uma máquina mortífera, come as piranha TOP e explode meliantes. Ou então o pessoal lê o Homem Aranha, que leva uma vida fudida parecida com a de muitos, mas tem super poderes, senta a porrada nos vagabundos, combate a injustiça e come uma TOP.
Avatar do Usuário
Major Lobo Realista
Líder da Moderação
Líder da Moderação
Mensagens: 2214
Registado: 14 mar 2016, 01:30
Reputação: 18
United States of America

Re: O esquerdismo da Marvel anda um nojo ultimamente

Mensagempor Major Lobo Realista » 14 jul 2016, 14:52

Encontrei um site sobre quadrinhos que faz umas críticas muito interessantes sobre essa modinha de justiçagem social nos quadrinhos, e suspeito até que ele seja um realista pois vi o termo "escravoceta" em um de seus artigos. Vou começar postando uma matéria deles sobre o assunto do tópico:

Bem Vindo À Era Negra Dos Quadrinhos

Publicado em 8 de julho de 2016 por Imperador

Imagem

No princípio, com o surgimento dos primeiros super-heróis, tivemos a Era de Ouro (The Golden Age). Com o passar das décadas, vieram a Era de Prata (The Silver Age), a Era de Bronze (The Bronze Age), até a recém finada Era Moderna (The Modern Age)… Agora, estamos em uma nova Era. Uma em que o mal venceu. A partir de agora, podemos dizer com total convicção que tudo mudou e pra pior. Isso, graças aos melindres e ao clamor das feminazis, dos gayzistas, dos black hitlers, dos ativistas de assuntos aleatórios e sua agenda podre que contempla inescrupulosamente o puro adesismo, o politicamente correto, o relativismo moral, a justiçagem, o vitimismo, a falácia, a demagogia, hipocrisia, enfim… Tudo o que se pode colocar na saco de lixo do que essa corja que representa tudo isso chama de “justiça social”, uma lavagem cerebral em forma de cantilena de ideologias políticas e sociais vem antes do que deveria ser o objetivo principal de existir dessas revistas em quadrinhos: divertir e entreter. Para agradar uma minoria estridente de floquinhos de neve especiais, podemos declarar morta e enterrada a Era dos Heróis, do quadrinho de escapismo, de várzea, do entretenimento puro e simples. Bem vindos, leitores, à Era Negra dos Quadrinhos (The Black Age). Vai ter lixo empurrado na sua garganta sim e se reclamar, vai ter em dobro!

Imagem

A treta desta semana é que o nosso considerado escritor e também herói das minorias, esquerdomacho e feministo Brian Michael Bendis (ele de novo) apresentou sua mais nova criação “revolucionária”: a novA Homem de Ferro, que vai estrear logo após a conclusão da medíocre saga atual da Marvel, Civil War II. Sim, amigo do Contra, Tony Cachaça vai se aposentar e vai por no seu lugar, uma adolescente totalmente desconhecida, porém, empoderada, lacradora, tombada e quebradora de tabus, Riri Williams, que pra alegria dos giradores de catraca, alem de mulher, ainda é negra, o que já vale pontos duplos na cartelinha do bingo dos oprimidxs. Só faltou ser também gorda,trans, lésbica, tatuada, amputada, macumbeira, islâmica e degustadora de água gourmet pra conseguir agrada a toda a corja dos ativistas de Facebook, Tumblr e Twitter.

Imagem

O mais estranho nisso é que desde 2008, o ano em que saiu o primeiro filme do Homem de Ferro pros cinemas, que a Marvel vem tentando fazer o cabeça de lata mais e mais conhecido e relevante tanto dentro de seu universo ficcional, quanto no imaginário popular, já que o herói nunca passou de um personagem de segunda linha até meados dos anos 2000. Depois que eles finalmente tiveram êxito nessa tarefa e agora o Homem de Ferro é realmente um personagem relevante dentro e fora dos quadrinhos, sendo bem reconhecido até fora do meio merd, rola essa troca mal ajambrada e feita nas coxas, já que, sejamos realistas: essa tal Riri tem zero de desenvolvimento de personalidade, profundidade e carisma. Uma mudança idiota e sem sentido, cujo único propósito é polemizar.



Esse é um dos principais motivos que estou lendo cada vez menos revistas da Marvel nesses últimos tempos. Essa fase recente é um cagalhão recheado de idéias e histórias ruins. São poucas revistas que são razoavelmente legíveis ou que não tenham alguma babaquice com algum contexto social. E é impressionante a capacidade e a determinação de roteiristas e editores em cagar nos seus personagens clássicos e em sua história e legado. E na grande maioria das vezes, do jeito mais estúpido e idiota. Eles realmente se acham os paladinos da justiça social e que estão realizando algo de bom com esse papo merda de “diversidade Uber Alles”. Acham que estão fazendo histórias relevantes e de alguma importância de cunho social, mas só estão lançando um monte de lixo, mal escrito, mal desenhado, mal editado, mal concebido… Enfim, qualidade passa bem longe de tudo isso e com ela, também vai embora a credibilidade, confiança e a paciência de seus verdadeiros leitores.

Não tem nada de bom que possa sair disso. Não é nada pessoal, nem racismo, como algum retardado desavisado possa alegar. Simplesmente é que essa tal Riri é uma merda de personagem, independente de sua cor. Não tem nada de interessante nela – pelo menos, não até o que foi mostrado até aqui. E sobre ela ser o novo alter ego do HOMEM de Ferro… Bem, qualquer boçal que tenha começado a ler gibi na semana passada deve ter se tocado de que isso foi apenas pra atrair atenção e mídia pra editora e pra essa revista nova que será lançada. Ou seja, a única razão da Marvel em fazer isso é gerar uma polêmica vazia e rasteira. Não vai passar disso: uma notinha em alguns jornais americanos, cobertura nos sites de notícias, fãs estrilando… e só. Mas, enfim… essa é a estratégia da Marvel nos últimos anos: lançar uma edição #1 a cada semana e fazer as vontades dessa putada SJW que adora reclamar de tudo pelo simples motivo de que agora a moda é reclamar de tudo.

Imagem

Bem, aí você pode me dizer: “o mesmo aconteceu quando mudaram o Peter Parker pelo Miles Morales no Universo Ultimate e deu super certo, viu?” Acontece, inseto, que no caso dessa transição houve um planejamento muito maior e mais trabalhado, que com certeza durou mais que 2 meses e um punhadinho de edições. Inclusive, nesse caso, teve todo um evento em cima disso, com a colaboração dos autores que estavam envolvidos nos títulos da linha na época. A morte do Homem Aranha Ultimate foi um evento que reverberou em toda a linha e determinou o que viria na nova fase, com Morales agindo como o substituto do falecido. Já aqui, não. Apenas uma mudança apelativa e sem nenhum sentido, nem mesmo num universo onde acontecem tantas bizarrices como é o Universo Marvel.

Imagem

Porque, de boa… como vai ser essa porra? Riri vai se chamar como… Mulher de Ferro, Garota de Ferro ou Pessoa de Ferro? Vai manter o nome Homem de Ferro, por mais idiota que isso soe? Vai ser o Metroid? É ridículo imaginar que um cara como o Tony Stark iria ceder assim de mão beijada o que são provavelmente suas armas mais poderosas e toda sua tecnologia à uma desconhecida. E pior: uma desconhecida de 15 anos (apesar de que ela ser desenhada como se tivesse uns 30), sem nenhuma experiência.

Imagem

Se você perguntar pra qualquer um que conheça um pouco da história da Marvel e quem são seus maiores personagens, a maioria irá ficar entre esses: Homem Aranha, Capitão América, Wolverine, Thor, Hulk e… Homem de Ferro. Pois bem, desses todos apenas dois estão em atividade em sua identidade original (Homem Aranha/Peter Parker, que no momento é só mais um, já que tem mais heróis aracnídeos por aí que Lanternas Verdes na DC; e o Capitão América/Steve Rogers, que agora é um nazista), apesar que ambos estão relegados ao segundo plano em razão de dar mais destaque para suas versões de cor (Miles Morales e Sam Wilson). Os demais, foram todos substituídos por outros personagens menores com o intuito de retratar alguma “minoria” que se não se ver representada em um personagem de gibi de super heróis, vai chorar no Facebook e no Twitter e acusar todo mundo de machista, racista, sexista, homofóbico, etc. E agora, o Homem de Ferro nem homem é mais, hahahaha. Se essas merdas todas ao menos fossem só pelo dinheiro, entenderia numa boa, mas não… Todo mundo sabe que essa putada que a Marvel quer agradar, é justamente quem não lê e não entende porra nenhuma de quadrinhos e estão tomando na bunda com isso.

Imagem

Parece que a ideia dos editores da Marvel é pegar todo o seu legado, história e personagens e jogar tudo no lixo apenas pra agradar uma curriola de chiliquentos que sequer acompanha suas publicações e que achou nos quadrinhos um campo fértil pra vomitar suas merdas. Enquanto isso, sua concorrente, a DC, que nos últimos anos se utilizou da mesma tática e quebrou a cara lindamente com o lixo dos Novos 52 e depois com aquela outra merda de DC You, agora, vem tentando se redimir e se recuperar do prejuízo e da falência criativa que foram esses últimos 5 anos perdidos. Apesar de até agora me parecer apenas um belo de um embuste, o DC Rebirth aparentemente é uma iniciativa que teoricamente visa atender o desejo de seu público, aquele que REALMENTE consome e banca seus produtos, ao restabelecer seus ícones, cronologia e legado e tentar trabalhar em cima do que sempre deu certo, o tal do carne com batatas, como eles mesmos chamaram essa iniciativa (que ainda tem muito a dizer ao que veio).

Imagem

Importante dizer que ao cunhar o termo “Era Negra”, em nenhum momento estou de usar esse termo de forma pejorativa ou pior, racista. Se você entendeu dessa forma, é burro e não sabe interpretar uma porra de um texto. Volte pro mobral e depois de 3 anos de supletivo, releia isso aqui umas duzentas vezes. Não tenho nada contra pessoas de cor, etnias ou preferências sexuais diferentes. E nem com essas mudanças idiotas de identidade de personagens. Tipo, quantas vezes isso já não aconteceu antes? O meu problema é com essa onda “progressista” e politicamente correta que vem apatifando os quadrinhos já fazem uns bons anos aí. É com o real propósito disso tudo, que não passa de adular uma parcela insignificante do público leitor de historias em quadrinhos. E essa mania excessiva de levantar bandeiras e fazer apologia à agendas especificas, geralmente de ideologia de esquerda, isso através das histórias e personagens. Fosse essa uma iniciativa sincera e despropositada de politicagem, tanto Marvel, quanto DC empregariam recursos e esforços reais em criar novos personagens caracterizando essas minorias que eles dizem tanto adorar e promover essas novas franquias de forma que pudessem se estabelecer no mercado e no gosto popular, assim como conseguiram tão bem ao adaptar seus ícones para tantas outras mídias, como games, animação e cinema (se bem que nesse caso, só a Marvel fez certo até agora).

Imagem

Criem novos personagens, deem a eles a chance de se destacarem. Trabalhem intensamente em torna-los interessantes e que possam se tornar o novo Deadpool ou a próxima Arlequina (argh!) sem precisar usurpar (temporariamente) a identidade de um herói já estabelecido e consagrado. Quantos novos personagens fodões não poderiam sair de uma premissa dessas? Mas, claro, façam certo, façam bem feito, seus filhos da puta. Não inventem merdas como essa, que não vão conseguir sustentar uma revista mensal por 5 meses e depois irão cair no limbo do esquecimento e que sequer serão mencionadas no próximo relançamento que vai rolar no semestre seguinte:

Imagem

Se criar novos personagens representativos de minorias que perdurem e com carisma pra angariar novos fãs é tão difícil, que tal recorrer aos que já existem? Ao invés de focar (e forçar) na diversidade por si só, porque não se dedicar a tornar populares personagens “de minorias” já existentes e que são queridos pelos leitores? Gente como Luke Cage, a ex-Capitã marvel, Mônica Rambeau (que já foi até líder dos Vingadores nos anos 80), Tempestade, Estrela Polar, o Blade, Bishop, Shang Chi, etc., etc… O próprio Falcão, que agora é UM DOS Capitães América, sempre foi um personagem bacana e que esteve por aí por umas boas décadas. Não precisava pegar ele e botar num cosplay de Capitão América pra assim, torná-lo mais “relevante”. O mais natural no caso dessa nova personagem (Riri), seria dar um novo título mensal pra ela e ver se a galera vai curtir. Poderia ser até como todo mundo estava especulando, de que ela seria a nova Máquina de Combate, já que o original morreu no começo dessa bosta de Civil War II que tá rolando agora lá fora. Já que o negócio é sair pegando tudo que é herói e só ir trocando o gênero e a cor sem nenhum motivo aparente, que seja de um que nunca foi lá grandes coisas e que com a devida promoção, talvez passasse a ser mais importante de agora em diante. Não é o ideal, mas, faria um pouco mais de sentido e não pareceria tão forçado assim como é botar essa menina no lugar do Tony Stark, que hoje é (forçadamente, mas enfim) o personagem mais proeminente do Universo Marvel tanto nos quadrinhos, quanto no cinema.

Imagem

Sempre existiu uma enorme diversidade no rol de personagens da Marvel muito antes dessa modinha canhestra pró SJW. O Pantera Negra sempre foi um cara de destaque no Universo Marvel. Porra, o Luke Cage já foi líder dos Vingadores, quando o Bendis ainda tinha algum resquício de bom senso e lucidez. E a fase dele no comando dos Novos Vingadores é realmente boa pra caralho! Então, é possível sim pegar personagens existentes do segundo escalão e fazer uma boa história que os faça ter o devido destaque. É só querer, filho da puta. O que eu acho é que os cabeças da Marvel se preocupam mais com a ideia do que é “diversidade” no senso comum, do que realmente se importarem de fazer isso acontecer de forma natural e coerente em sua linha. Eles querem apenas a repercussão por si só, o auê, a polemica, o mimimi dos fãs e o confete dos movimentos e ativistas sociais e da mídia adesista SJW dizendo como eles são ousados, modernos e progressistas em fazerem essas merdas. Permitir que personagens menores tenham algum destaque em detrimento de mudar a identidade de algum nome muito mais conhecido não dá à Marvel a atenção que ela procura, da corja moralmente superior que ela quer agradar e nem a aprovação daqueles que são os defensores do pensamento “ética/moral/politicamente correto”, que é o que só eles parecem tanto querer de uns anos pra cá.

Imagem

Parece que o intuito dessas mudanças todas é de erradicar todo e qualquer personagem que possa ser descrito como um “homem branco, hetero, ‘cis’, classe media, piroco e opressor”, o que representa a grande maioria dos super heróis mais icônicos da Marvel (e da DC também). No entanto, não acho essa saída da Marvel em corrigir isso seja a mais correta. As pessoas costumam odiar e terem grande rejeição a personagens que são porcamente introduzidos e tão mal escritos como essa e que são alçados à proeminência de forma tão corrida e afobada. Leva tempo pra um personagem se desenvolver e crescer no gosto popular. Quando o Deadpool apareceu no fim da primeira série dos Novos Mutantes em 1991, ele gerou um certo burburinho e interesse por parte dos leitores. A galera curtiu o personagem de cara, mas, mesmo assim, ele não teve sua revista mensal automaticamente por causa disso. Levou 6 anos pra que isso acontecesse. E isso, nos fucking anos 90, onde qualquer merda esgotava nas comic shops e a revista mais xexelenta da Marvel vendia mais de 500.000 exemplares por mês nos Estados Unidos. Sinceramente, acho que isso serve – e muito – pra provar o meu ponto. Até agora, essa Riri não mostrou a que veio, mas parece que a Marvel parece estar querendo investir muito nisso, então, como diria um ceguinho esperançoso: veremos. Vai que eu e todos aqueles que estamos céticos em relação ao futuro e ao propósito dessa personagem existir estejamos errado, né. Pode acontecer (mas, acho que não).

Imagem

A conclusão que chego depois de passados alguns dias dessa história é que tanto a introdução quanto essa promoção tão repentina a status de personagem de primeira grandeza, é extremamente forçada. E visto nas mãos de quem ela vai estar, não duvido que muitos leitores vão rejeitar essa péssima ideia de cara e talvez essa nova “PessoX” de Ferro não tenha lá muita chance de se integrar de fato à linha da Marvel e render boas histórias. Se a tal de Riri não se estabelecer nos próximos meses e sumir de vista no próximo relaunch da linha da Marvel, será mais uma de tantos outros personagens insignificantes que a Marvel criou nas duas ultimas décadas. Apesar de todo esse oba-oba de agora, o que não passa de um tentativa desesperada de repetir o que já deu certo antes. Mas, sejamos sinceros: os dois queridinhos da Marvel no momento, Miles Morales e Kamal Khan são bons personagens, mas, é só. Não se comparam a nenhum outro grande herói da editora e tampouco, podem ser considerados personagens icônicos, nem mesmo num futuro distante. trocar personagens clássicos por uma versão “de minoria” é uma porra de um desserviço tanto para o novo, quanto para o velho. Marvel, para com essa merda.

Imagem

Ainda insisto no meu argumento: é porco, relaxado e preguiçoso da parte da Marvel fazer o que vêm fazendo nos últimos anos, na vã tentativa de atrair um público que não dá a mínima pros seus quadrinhos ao substituir seus ícones por personagens representantes de minorias, invés de criar novos personagens e franquias e investir em divulgação e difusão delas de forma que gere interesse tanto para os leitores cativos e potenciais novos que por ventura poderiam surgir dessas iniciativas. E isso, mais uma vez, é bom lembrar, tem nada a ver com preconceito de minha parte, é apenas uma constatação de um fato. Afinal, duvido que alguém fosse gostar do contrário, se, por exemplo, dessem o uniforme do Pantera Negra pra um loiro ariano de olhos azuis. Aí nesse caso, a representatividade vai pro caralho, né?

Imagem

Bem, acho que é isso… Vou ficando por aqui, mas antes, só uma correção. Acho que o termo “Era Negra” não se aplica corretamente a esse novo momento que os quadrinhos de super-heróis vem passando, já que, como abordado neste artigo, o problema vai muito além disso, de inclusão adesista e rasteira de personagens que representem “pessoas de cor” (essa definição escrota é coisa da ONU, não me culpem) em prol da diversidade nos quadrinhos. isso tem outros vários e diversos propósitos: político, econômico, ideológico… são muitos interesses e 99% passam longe das boas intenções. Portanto, acho que “Era Negra” não é um nome muito justo e ao terminar de escrever todas essas groselhas aqui, pensei num melhor, que define perfeitamente esse período nojento, nefasto e execrável que as HQ´s infelizmente foi atirado por essa cambada de filhos da puta. Então, amigo Contra, seja bem vindo a ERA DE MERDA dos quadrinhos (The SHIT Age Of Comics). Perca todas as suas esperanças de que saia algo de bom disso. Eu, já não tenho mais nenhuma.



Imagem

Modern Age of Comic Books R.I.P.

(1985 – 2016)

Shit Age of Comic Books (2016 -)

Imagem
Selo Riri Williams de Gibi de Merda

https://contra52.wordpress.com/2016/07/08/259/

Parem de ler Omeletes da vida e vamos prestigiar o site desse cara, vejam por exemplo essa matéria que bacana:

https://contra52.wordpress.com/2016/03/01/outrage/
Gostou dessa mensagem? Então clique em "qualificar positivamente" ali do lado direito superior da mensagem. Obrigado!

O que me preocupa não é nem o grito dos esquerdistas, das feminazis, das mães solteiras, dos corruptos, dos maconheiros, dos cachorrentos, dos LGBTs, dos sem caráter e sem ética... O que me preocupa é o silêncio dos bons.

Meu blog: http://mundoconservador.wordpress.com/
Avatar do Usuário
Sisyphus
Veterano
Veterano
Mensagens: 1027
Registado: 12 mar 2016, 13:43
Reputação: 1
Brazil

Re: O esquerdismo da Marvel anda um nojo ultimamente

Mensagempor Sisyphus » 19 jul 2016, 22:42

Bem, tá na hora de parar de ver isso então.
"Se você não vive como pensa, vai acabar pensando como vive."
Avatar do Usuário
Remy LeBeau
Veterano
Veterano
Mensagens: 297
Registado: 13 mar 2016, 23:41
Reputação: 3
Uzbekistan

Re: O esquerdismo da Marvel anda um nojo ultimamente

Mensagempor Remy LeBeau » 29 jul 2016, 06:08

Quando decidiram relançar as aventuras-solo do Gambit em 2012, um dos roteiristas da série defendeu torná-lo bissexual, mas essa proposta foi imediatamente abortada por causa da rejeição dos fãs. Aí "se vingaram" lançando uma sequência de arcos repetitivos e chatos para baixar à venda, para que a série fosse cancelada e eles argumentassem "é porque o público cansou dele ser mulherengo e blá blá blá, temos que revitalizá-lo".

Um personagem criado no início dos anos 90, que já comeu quase todo o público feminino da Marvel, acordaria um belo dia com o bumbum guloso. :yaoming
Avatar do Usuário
Major Lobo Realista
Líder da Moderação
Líder da Moderação
Mensagens: 2214
Registado: 14 mar 2016, 01:30
Reputação: 18
United States of America

Re: O esquerdismo da Marvel anda um nojo ultimamente

Mensagempor Major Lobo Realista » 19 ago 2016, 13:28

se esta notícia for verídica nunca mais quero assistir um filme do homem-aranha na minha vida:

Spider-Man: Homecoming | Mary Jane deve ser negra no novo filme do herói

Atriz Zendaya deve interpretar a namorada de Peter Parker


18/08/2016 - 19:27

Imagem

O papel da atriz Zendaya, famosa por seu trabalho no Disney Channel, em Spider-Man: Homecoming parece ter sido revelado. De acordo com The Wrap, a jovem vai interpretar a nova Mary Jane Watson no filme, que tem Tom Holland como Peter Parker.

Zendaya foi um dos primeiros nomes confirmados no elenco do longa, mas seu papel até então foi mantido em segredo pela Marvel Studios e a Sony Pictures. O Wrap diz ter duas fontes próximas do projeto confirmando que ela é, de fato, a MJ do universo Marvel.

O elenco de Homecoming é formado também Robert Downey Jr. (Homem de Ferro), Michael Keaton (Abutre), Michael Barbieri, Kenneth Choi, Tony Revolori (Miguel), Marisa Tomei (Tia May), Donald Glover, Martin Starr, Michael Mando, Hannibal Buress e Abraham Attah. Bokeem Woodbine e Logan Marshall-Green interpretariam vilões no longa, mas suas indentidades ainda não foram reveladas.

Dirigido por Jon Watts, Spider-Man: Homecoming estreia em 6 de julho de 2017. Holland fez sua estreia como o personagem em Capitão América - Guerra Civil.

______

Não sei o que é pior nesse elenco, a MJ negra ou o Flash Thompson indiano com cara de bonzinho:

Imagem

Fontes: Omelete e Marvel 616
Gostou dessa mensagem? Então clique em "qualificar positivamente" ali do lado direito superior da mensagem. Obrigado!

O que me preocupa não é nem o grito dos esquerdistas, das feminazis, das mães solteiras, dos corruptos, dos maconheiros, dos cachorrentos, dos LGBTs, dos sem caráter e sem ética... O que me preocupa é o silêncio dos bons.

Meu blog: http://mundoconservador.wordpress.com/
Avatar do Usuário
Major Lobo Realista
Líder da Moderação
Líder da Moderação
Mensagens: 2214
Registado: 14 mar 2016, 01:30
Reputação: 18
United States of America

Re: O esquerdismo da Marvel anda um nojo ultimamente

Mensagempor Major Lobo Realista » 22 set 2016, 14:54

Diretor de Os Vingadores reúne parte do elenco em vídeo para campanha eleitoral nos EUA

Texto pede que pessoas se registrem para votação

21/09/2016

Imagem

Joss Whedon retornou ao Twitter para divulgar a campanha Save The Day, que pede que as pessoas se registrem para as eleições nos EUA. No país, o voto não é obrigatório. O diretor de Os Vingadores reuniu parte do elenco do filme em um vídeo, onde eles pedem que as pessoas votem. Apesar de não citarem o nome de Donald Trump, o texto é claramente contra o candidato republicado. Confira:

http://actionsecomics2.blogspot.com.br/ ... imigo.html
Gostou dessa mensagem? Então clique em "qualificar positivamente" ali do lado direito superior da mensagem. Obrigado!

O que me preocupa não é nem o grito dos esquerdistas, das feminazis, das mães solteiras, dos corruptos, dos maconheiros, dos cachorrentos, dos LGBTs, dos sem caráter e sem ética... O que me preocupa é o silêncio dos bons.

Meu blog: http://mundoconservador.wordpress.com/
Avatar do Usuário
Darien
Soldado
Soldado
Mensagens: 65
Registado: 18 set 2016, 23:23
Reputação: 1
Finland

Re: O esquerdismo da Marvel anda um nojo ultimamente

Mensagempor Darien » 25 set 2016, 10:51

Esse novo homem aranha tem cara de ser um caminhão de bosta inacreditável.
Avatar do Usuário
Darien
Soldado
Soldado
Mensagens: 65
Registado: 18 set 2016, 23:23
Reputação: 1
Finland

Re: O esquerdismo da Marvel anda um nojo ultimamente

Mensagempor Darien » 25 set 2016, 11:12

Essa era que vivemos é a era da chatice. As pessoas mais chatas, insuportáveis, mesquinhas e infantis da história se encontram aqui, nesse mundo, nesse momento, em algum lugar da terra.

Acostumem-se com isso.

Essa histeria de justiça social e minorias levou a humanidade a esse estado. Vemos pessoas de 30, 40 anos ou mais agindo como criancinhas choronas postando textos nas redes sociais se vitimizando, chorando porque o mundo não é da forma que elas gostariam que fosse. É tragicômico.

Voltar para “Taverna”

Quem está logado:

Usuários neste fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante