Se registrou agora? é obrigatório se apresentar neste tópico em menos de 24 horas, sob pena de exclusão: [Novatos] Apresente-se aqui.

OBS.: Para participar do Chat, ver perfis e acessar o sub-fórum Relatos & Relacionamentos você precisa se cadastrar no Fórum. Os tópicos dessa seção não aparecem no box de mensagens recentes abaixo.

Tópico das Armas

Todos os demais assuntos não relacionados nos outros fóruns devem ser postados aqui.
Avatar do Usuário
Thanatos
Tenente
Tenente
Mensagens: 363
Registado: 11 mar 2016, 12:55
Reputação: 0
Brazil

Re: Tópico das Armas

Mensagempor Thanatos » 30 jun 2016, 16:43

OK, tem controle. Mas isto não signifique que o controle é necessário.

Como não to conseguindo dar CTR C e V, vou postar esta citação do livro via imagem
Imagem
da página 307 do livro "demcoracia, o Deus que falhou".
Link pro livro : http://rothbardbrasil.com/wp-content/up ... falhou.pdf

Até mesmo o Olavo que não é ancap, reconhece que Hoppe é irrefutável se tratando de ordem espontânea, a crítica dele é "como por na prática a ordem espontânea?"
Avatar do Usuário
Remy LeBeau
Veterano
Veterano
Mensagens: 297
Registado: 13 mar 2016, 23:41
Reputação: 3
Uzbekistan

Re: Tópico das Armas

Mensagempor Remy LeBeau » 30 jun 2016, 18:12

Thanatos Escreveu:OK, tem controle. Mas isto não signifique que o controle é necessário.

Como ele não pode ser necessário, se todos os modelos atuais, que vigoram, desde os mais rígidos aos mais liberais apresentam um controle mínimo? Já falamos do controle direto do Estado através da autorização e licença, e até mesmo do controle feito indireto (deixando na mão da iniciativa privada, com o Estado entrando depois em caso de necessidade) e mais flexível.
O que não existe é uma completa liberação geral, já que uma ou outra figura existirá, porque é um direito reconhecido, tutelado, mas que facilmente extrapola a esfera privada e causa reflexos nos direitos de outrem e na sociedade.
Em outro momento você mencionou que o Canadá dispensou o registro para obtenção. Certo. Porém o Canadá mantém um órgão público exclusivo para catalogar, arquivar e documentar os dados técnicos de qualquer arma de fogo comprada naquele território, a ponto de que se isso não for feito em até 15 dias após a compra, o cara responde e ainda perde a arma que comprou.
Por que? Porque se essa arma desaparecer, for furtada, surgir na cena de um crime e etc, toda a numeração e especificação dela será de conhecimento do Estado. Motivo pelo qual auxilia, por exemplo, à resolução e investigação de crimes que envolvem armas de fogo, bem como o histórico dela no caso de uma venda particular. A Suíça segue a mesma lógica ao entregar o armamento militar utilizado após o serviço militar do conscrito, só que ela já entrega com as especificações previamente anotadas.

Thanatos Escreveu:Como não to conseguindo dar CTR C e V, vou postar esta citação do livro via imagem
Imagem
da página 307 do livro "demcoracia, o Deus que falhou".
Link pro livro : http://rothbardbrasil.com/wp-content/up ... falhou.pdf

Até mesmo o Olavo que não é ancap, reconhece que Hoppe é irrefutável se tratando de ordem espontânea, a crítica dele é "como por na prática a ordem espontânea?"

Não entendi onde você quer chegar com esse trecho...
Não sou olavete, nem detrator dele, mas na verdade pouco me importa o que ele acha ou deixa de achar. Como estamos trocando ideias aqui, seria conveniente então você falar o que acha do tema, ou deixa de achar, apesar de que já estamos saindo do objeto do tópico...
Rothbard era um economista e o site é voltado para as suas ideias, ok. Essa é a crítica-base: querer usar de economia e seus princípios para regrar e interpretar áreas alheias da economia, o resultado é pavoroso e temerário.

No tópico específico eu mencionei que a hierarquia base de um Estado, ou a sua ordem, por assim dizer, não surgiu de uma natureza apenas, mas das mais variadas formas possíveis, afinal tem de tudo. Desde a imposição à força, desde uma convergência de interesses, desde criar uma estrutura para proteger direitos e etc. Portugal, por exemplo, surgiu hierarquizado como conhecemos, por ter participado na Reconquista e acaba por se tornar um país independente, através da manutenção da ordem hierárquica prévia que já existia quando ele era dependente da Hispânia.
Já haviam estruturas estatais desde os primórdios de quando o homem passou a se tornar bípede, lá na Mesopotâmia, com um poder central através de um regime político específico, leis (Hamurábi, emanadas de um monarca superior), tributos e etc... Com o passar do tempo há um aperfeiçoamento disso, e eventuais cisões e rupturas (como o feudalismo), mas que posteriormente convergem para uma unificação do poder central (pelos mais variados motivos e formas)... Mas o autor nega, viaja no tempo e tenta afirmar que ainda eram sociedades pré-estatais, e nada daquilo era Estado...

Westfália só deu forma ao Estado e uma compreensão lógica das suas bases e pressupostos no século XVII, definindo a concepção de Estado, através de fundamentos para as suas prerrogativas, bem como trazendo à importante concepção da soberania. Esta operando no plano interno quanto externo, o que já ocorria até mesmo antes, mas não havia um tratado internacional com um ponto comum reconhecido por todos, e sim meras deliberalidades, como casas reais se enfrentando e se matando, ou conflitos religiosos. Daquele marco em diante, adotamos a compreensão moderna de Estado. Agora, querer dizer que os Estados anteriores a esse período (ou "sociedades" como ele chama) não são Estados, beira ao ridículo e ao absurdo, como querer negar que 2 + 2 = 4, por pura birra.
Por isso os reis se tornaram soberanos, porque a sua soberania era reconhecida internamente naquele Estado, e, portanto, ele tinha poder sobre os súditos. Bem como era conhecido por outros soberano, como o monarca soberano daquele território. Monopolizando assim toda uma estrutura estatal em si mesmo.
E neste caso, a nomenclatura técnica correta adotada nas Ciências Humanas é: "Estados pré-modernos", pois eram Estados no sentido literal e fático, mas não dotados dos critérios modernos de sua racionalização e compreensão.

Outro ponto absurdo é ele afirmar que reis e senhores feudais eram meros figurantes, hahaha. Naquela época nem havia uma clara compreensão da propriedade privada, seus efeitos e extensão, tudo era propriedade do rei, tudo pertencia a ele, inclusive o território, além de que ele era o representante legal daquele Estado, acumulando funções do Executivo, Legislativo e Judiciário, e declarando guerra bem como negociando tratados como ele quissesse.
Você mesmo discutiu comigo quanto à descentralização do poder em senhores feudais, já que eles acumulavam funções como essas nos territórios que administravam, fragmentando o poder, bem como também tinham essas liberalidades quando se submetiam ao poder central do monarca (ainda que este último tivesse a palavra final), esqueceu? Mudou de ideia?
Sobre leis e o escambau, haviam ordenações do próprio rei, regras estabelecidades pelos senhores feudais e ordens emanadas pela Igreja tudo concorrendo entre si para administrar o próprio território gerando uma grande confusão e direitos sendo reconhecidos e efetivados através das jurisprudências, e não das leis (como hoje), só que era regra à insegurança jurídica, já que em alguns locais se reconheciam alguns direitos e outros (sob o mesmo contexto) não.

Concordo sobre o monopólio legal, pois de fato isto ocorreu quando o processo de centralização do poder ganha forma e corpo, e tudo acaba por recair na mão de um monarca, ou de um Legislativo, unificando as normas.

Mas enfim, é uma bagunça o texto e um descalabro querer reduzir outros períodos históricos a "pré-estatais" quando eram Estados pré-modernos, pois reproduzimos estruturas estatais nos dias de hoje com milhares de anos de existência. Querer definir por exemplo um Império Romano como uma "sociedade" é algo absurdo, pois até hoje instituições romanas que lastrearam a existência de um Estado são utilizadas.
Ademais já postamos tantos e tantos exemplos de guerras do período medieval e prévio, com Estados batalhando para resguardar seus interesses públicos e privados (de sua monarquia), que soa como absurdo o autor definir aquilo como ausência de Estado, só porque à realidade naquela época não é do agrado dele.

Aplicando a tal "Lei de Rothbard" (entendedores entenderão), foram se especializar em falar coisas que não dominam, através de conceitos exclusivos da economia, e não de conceitos técnicos necessários para esse fim.

Para compreender a figura do Estado e o estatismo é pré-requisito ler Hans Kelsen que é uma literatura técnica, aprofundada, destinada aquele fim, específica e reconhecida internacionalmente como primordial, e não umas obras absurdas e utópicas, até mesmo descoladas de fatos comuns ensinados e estudados no Ensino Fundamental.

Não quero ser chato, mas se for ler o trecho aqui que você colou, não tem um exemplo factível corroborando o que ele fala, apenas a "versão dele". Ao contrário do que que faço aqui: jogar exemplos reais que refutam essas teorizações absurdas de fatos históricos não tão complexos de se aprender, bem como também jogar exemplos que apresentam um contexto semelhante ao que é defendido pelos anarco-capitalistas, mas que não materializaram os ideais deles, porque como já disse mais de uma vez são utópicos e descolados do processo civilizatório do ser humano.
Avatar do Usuário
Homem
Moderador
Moderador
Mensagens: 1336
Registado: 12 mar 2016, 19:42
Reputação: 11

Re: Tópico das Armas

Mensagempor Homem » 30 jun 2016, 20:05

[+] TEXTO/IMAGEM ESCONDIDO
Basileus Basileon Escreveu:Muito pelo contrário, são essas exigências mínimas modelos de segurança e garantias de que uma liberdade, proveniente de um direito, não vire uma grande putaria. E não sou eu exclusivamente que defendo esse modelo, mas qualquer país nos dias de hoje. Vá para a Suíça ou vá para os EUA, qualquer um deles apresenta. Só na sua cabeça que nos dias de hoje não haveria nenhum controle e tudo estaria ao Deus dará.
Até mesmo os teus "exemplos" jogados aqui foram desmentidos, as legislações mais flexíveis e liberais continuam a apresentar restrições e controle, e ainda assim a coisa funciona.
Sobre os bandidos, até mesmo em um modelo de restrição total o mercado negro opera, ao passo que em um modelo de liberação geral, o mercado negro também continuará a operar. Já falei que lá, exemplos de legislações bem liberais, tu continua a ter um mercado negro de armamento proveniente da iniciativa privada, quanto de entes estatais, para abastecer o mercado interno e, principalmente, externo.

Bem pelo contrário. Quanto mais os estados americanos vão abolindo as exigências para comprar e portar uma arma, menos homicídios, menos arrombamentos, menos assaltos... Os números de violência dizem isso.

Putaria são exatamente essas exigências que só criam barreiras para o cidadão de bem portar uma arma....
[+] TEXTO/IMAGEM ESCONDIDO
Basileus Basileon Escreveu:
Homem Escreveu:Errado. em Vermont não precisa de licença para portar arma. É só comprar na loja e colocar a arma na cintura, não precisa de licença/autorização... Ou seja, não tem as tais "exigências mínimas" que vc tanto defende e Vermont não se transformou numa Somália, pelo contrário, como vc reconhece, é mais traquilo que outros estados onde tem "exigência mínima"...

Errado.
1) Eu não falei que lá precisa de licença, falei que a venda é regulada pelo próprio mercado graças à uma negociação feita entre o Estado e o ente privado. Se o ente privado realizar uma venda errada, ele é punido junto com o infrator, por isso a própria iniciativa privada se fiscaliza. E ainda elogiei e falei que isso funciona;
2) No seu próprio exemplo, ainda que ele seja o mais liberal possível, o Estado ainda controla quais calibres são liberados, quais armamentos podem ser disponibilizados pela venda. É só para te mostrar que até mesmo no modelo mais liberal possível dos EUA, tal direito ainda não é absoluto, o Estado não obsta, apenas controla e ainda fiscaliza. Não é todo mundo que pode, e quem comete crime usando uma arma legalmente comprada, perde o direito do porte e da posse;
3) Você não conseguiu contrariar o fato de que a capital do estado e uma cidade do interior decidiram restringir calibre pelo fato de que o sistema local já é mais do que eficiente, e não haveria necessidade de que os cidadãos que lá estão portem e possuam determinados calibres restritos.

E na legislação mais liberal e abrangente dos EUA, só 70% - 75% da população masculina e feminina que a lei autoriza comprar possui armas de fogo. Nem no modelo mais liberal possível é atingido o montante de 100% do grupo que em tese poderia possuir armas de fogo.

Vermont não virou uma Somália graças aos entes estatais (municípios - Vermont - EUA) que legislam sobre a matéria, fiscalizam, controlam e garantem não só a ordem, como o direito.

Basileus Basileon Escreveu:
Homem Escreveu:Como o próprio autor do comentário reconhece que há estados americanos onde não é exigido nem autorização/licença para o porte de armas e que estes estados são tranquilos, considero como encerrada a discussão....

Se quer cogitar discutir o assunto usando como modelo o exemplo dos EUA, ao menos estude que todo o embasamento do direito ao porte e à posse tem origem constitucional, ou, apenas a lei mais importante que consolida e fundamenta um Estado, obrigando este a respeitar, resguardar e tutelar direitos, como o que discutimos aqui. O próprio Estado é fundado em conjunto deste direito, e irá atuar para garanti-lo, fiscalizá-lo e cumpri-lo.
Fora que dentro deste país, o modelo local permite legislações liberais, que ainda apresentam fiscalizações e controle; legislações rígidas e legislações proibitivas. Mas você jamais irá admitir que mesmo em Vermont há fiscalização, regras e controle, e nem o grupo que a lei autoriza a possuir e portar atingiu a taxa de 100%, e sim entre 70% a 75%. Paciência, era o seu teto de vidro.

Uma defesa passional do direito ao porte das armas de fogo, passa, obrigatoriamente, pela defesa de um Estado que garanta tal direito, resguarde, tutele, fiscalize e controle. Você precisa do Estado para tal direito, de modo que ele reconheça essa prerrogativa, respeite, tutele e conserve. Caso contrário só através de uma convenção social, mas conforme o exemplo do Mises Brasil, os anarco-capitalistas sequer conseguem resolver questões trabalhistas sem o Estado, não é mesmo? Afinal, necessitam que ele tutele tais direitos, resolva conflitos particulares e que use do seu poder de coerção para fazer valer a sua decisão... Que dirá uma questão dessa magnitude.

Você não passa de um alguém contraditório, que não sabe o que quer e balança de um lado para o outro tentando extrair o que há de útil e agradável em cada modelo, para tentar alimentar essa concepção de uma sociedade utópica que só existe, e existirá, na sua imaginação.

Mas eu nunca disse que se liberar o porte de armas, 100% das pessoas vão portar. As pessoas são diferentes. Há quem não queira ter uma arma. Em Arizona e em Vermont, o indivíduo que quer ter uma Glock 17 pode comprar num supermercado e já sair portando, sem burocracia, sem precisar de licença. E não vai ser o seu mimimi que vai negar isso. Claro que tem suas restrições, gun-free zones, DD, mas isso é lei federal.
E defender o porte irrestrito de armas não é coisa de anarco-capitalista. Conservadores minarquistas como Thomas Jefferson defendiam isso. O problema é que vc nem minarquista é.
[
[+] TEXTO/IMAGEM ESCONDIDO
quote="Basileus Basileon"]Eles emendaram a Constituição para dizer que o Estado reconheceria o direito de possuir e portar armamento, e que tal direito não poderia ser tolhido. Só que o modelo federalista de lá permite que os estados locais tenham a opinião final sobre isso, e alguns estados manteram esse direito, outros retiraram, e isso é constitucional de acordo com a ordem jurídica de lá. O fato de regulamentar não impede nenhum direito. Parece que você não entende a diferença entre "regulamentar" e "impedir". Seria diferente se amanhã tal direito fosse removido em larga escala, aí se trataria de inconstitucionalidade, mas tais medidas não passam, e tentaram, sem sucesso, recentemente.
Não infringe porque o direito não foi removido, apenas disciplinado e assegurado pelo próprio Estado.[/quote]

Puxa, mas vc se contradiz. Claro que infringe e vc mesmo admite isso. Sendo que a Segunda Emenda assegura o direito ao porte de arma e diz que tal direito não pode ser tolhido, e se há uma lei que restringindo tal direito, é claro que infringe.
[+] TEXTO/IMAGEM ESCONDIDO
[quote="Basileus Basileon"]Quote o trecho inteiro, ele é autoexplicativo.
Criaram a concepção de que se liberasse geral o porte e posse, no dia seguinte tudo seria lindo e maravilhoso, e na Somália "liberaram" dessa forma (na verdade, esse era o contexto lá). Tinha arma pra todo mundo, seja no mercado negro, ou potências estrangeiras abastecendo seus grupos armados, desde crianças, adultos e até idosos, homens, mulheres... Todo mundo tinha armamento e todo mundo tinha um grupo armado para se associar, desde exército, terroristas, milícias e cidadãos só tentando se defender e sobreviver, uma completa descentralização, e o que ocorreu? Um genocídio. Fora que nem Estado somaliano existia mais praticamente, porque ele já havia falido anos antes.
Tá aí um exemplo crível: sem Estado e porte/posse liberado geral que resultou em um genocídio. E não tem nem 30 anos que isso ocorreu.[/quote]

Errado. O país mais livre para se portar armas não é a Somália:



Entendeu agora porque eu insisto nesse exemplo?
"Acabou o dinheiro, o carro, acabou os amigos e as mulheres" (Predador)
Avatar do Usuário
Remy LeBeau
Veterano
Veterano
Mensagens: 297
Registado: 13 mar 2016, 23:41
Reputação: 3
Uzbekistan

Re: Tópico das Armas

Mensagempor Remy LeBeau » 01 jul 2016, 10:39

Homem Escreveu:Bem pelo contrário. Quanto mais os estados americanos vão abolindo as exigências para comprar e portar uma arma, menos homicídios, menos arrombamentos, menos assaltos... Os números de violência dizem isso.

Putaria são exatamente essas exigências que só criam barreiras para o cidadão de bem portar uma arma....

Sobre o estado local dificultar à venda a ponto de quase abolir, ou restringir absurdamente, já expliquei que ele tem essa prerrogativa sem ela ser inconstitucional. Inconstitucional seria abolir em todo território nacional, e isto não passa. Como semana passada tentaram e não conseguiram.
Você pode discordar por afinidade ideológica, e isso é natural em uma democracia, mas do ponto de vista do sistema construído nos EUA é legal, pois a palavra final fica na mão de um estado, que pode regrar como quiser a matéria.

Quando eu toco nesse ponto você se incomoda, porque sabe que os seus exemplos são irreais e não coadunam com o que você crê.
Você jogou no mínimo como exemplo as três legislações mais liberais dos EUA, afirmando que aquilo ali era totalmente liberado, só porque o estado não exigia licença ou autorização. Eu demonstrei com base naquelas leis que controles, fiscalizações e eventuais limitações existem mesmo assim, só acabaram abrandadas e flexibilizadas quando comparadas com leis protetivas. De forma geral as leis referentes às armas de fogo nos EUA, ainda apresentam alguns, ou todos, esses critérios que já listei por aqui:

1) Requisitos mínimos que o grupo apto a comprar precisa cumprir (idade mínima, taxas e tributos a serem pagos, uma ou outra burocracia e etc). Mesmo em Vermont, a legislação mais liberal, 70% - 75% desta população apta possui no mínimo um armamento;
2) Restrição de calibre, como em Vermont (uma cidade adotou e a própria capital do estado está em vias de adotar), além de outros estados que restringem alguns calibres para uso exclusivo de militares, agências de segurança e EMPs;
3) Restrição no porte (Arizona), de modo que em vários locais o porte é simplesmente proibido, mesmo que seja em um estado que autorize;
4) Adoção de medidas restritivas de direito, como o confisco de todas as armas de fogo de um indivíduo em caso de envolvimento com o crime, e a eventual perda deste direito;
5) Controle do estado tanto na compra (autorização), no uso (licença para uso/venda/grupos de tiro) ou ainda de forma indireta (no caso do empresário);
6) Tributos, como impostos ou taxas;
7) Burocracia mínima, como registrar a arma de fogo perante algum órgão público que tome nota de suas especificações (calibre, número de série, apetrechos e etc);
8) Invasão de privacidade por um ente público ou um ente privado, que irá fiscalizar toda a vida privada do postulante a comprar o armamento.

Este direito não é irrestrito e absoluto, encontra-se sujeito à eventuais fiscalizações até nos exemplos mais liberais.

Eu não sou contrário a esse direito, é isso que você teima em entender, porque não consegue argumentar contra. Apenas estou demonstrando para você que os seus exemplos são equivocados, pois eles ainda possuem controle, fiscalização e regras. Pode pegar todos os estados dos EUA, mesma coisa. Pode pegar a Suíça, mesma coisa.
Esse teu modelo estilo "liberou geral" só existe na sua cabeça. No mundo real nenhum país ou território adota isso de forma absoluta.

E Vermont, mesmo com o controle e as regras mais afrouxadas, possui as taxas de homicídio mais baixas dos EUA, embora 70% - 75% da população apta a portar e possuir armas de fogo lá tenham armamentos. Eu nem discuti isso, joguei o dado e concordei com as taxas de homicídio. Só que você criou o delírio de que esse direito é completamente livre, na mão do mercado e eu demonstrei que não, existem legislações, regras e controles (dirimidos, é verdade, pois é um modelo liberal).

Porte e posse irrestrito de armas de fogo, sem à presença do Estado existiu na Somália onde ocorreu um genocídio durante 20 anos.

Homem Escreveu:Mas eu nunca disse que se liberar o porte de armas, 100% das pessoas vão portar. As pessoas são diferentes. Há quem não queira ter uma arma. Em Arizona e em Vermont, o indivíduo que quer ter uma Glock 17 pode comprar num supermercado e já sair portando, sem burocracia, sem precisar de licença. E não vai ser o seu mimimi que vai negar isso. Claro que tem suas restrições, gun-free zones, DD, mas isso é lei federal.
E defender o porte irrestrito de armas não é coisa de anarco-capitalista. Conservadores minarquistas como Thomas Jefferson defendiam isso. O problema é que vc nem minarquista é.

Negativo. Segundo dados de 2013:
1) Arizona tem a 15ª taxa de homicídios per capita mais alta dos EUA;
2) Segundo a ONG americana "Prefeitos contra as armas ilegais" (nome autoexplicativo), Arizona é o 15º estado que mais exporta (para outros estados) armas utilizadas em crimes;
3) Ainda segundo esta ONG, Arizona é o 13º estado nos EUA que mais consegue recuperar armas-de-fogo compradas localmente e que são utilizadas em crimes tanto no seu território, quanto em outros estados;
4) Ainda segundo esta ONG, mais uma vez, Arizona é o principal estado que supre o cartel do narcotráfico mexicano, que opera tanto nos EUA quanto no México. Ou seja, eles compram suas armas ali mesmo.

Não vou traduzir por preguiça. Se quer falar dos EUA, ao menos domine o idioma inglês.

Quem é proibido pelo estado do Arizona de comprar armas de fogo.
[+] TEXTO/IMAGEM ESCONDIDO
Federal law prohibits certain persons from purchasing or possessing firearms, such as felons, certain domestic abusers, and certain people with a history of mental illness.

Similarly, Arizona prohibits a person from knowingly possessing a firearm if the person:

Has been convicted of a felony or who has been adjudicated delinquent for a felony and whose civil right to possess or carry a firearm has not been restored;
Is at the time of possession serving a term of imprisonment in any correctional or detention facility;
Is at the time of possession serving a term of probation pursuant to a conviction for a domestic violence offense or a felony offense, parole, community supervision, work furlough, home arrest or release on any other basis;
Is an undocumented alien or a nonimmigrant alien traveling with or without documentation in this state for business or pleasure or who is studying in this state and who maintains a foreign residence abroad, subject to certain exceptions;
Has been found to constitute a danger to himself or herself or others or to be persistently or acutely disabled or gravely disabled pursuant to court order, and whose right to possess a firearm has not been restored;
Has been found incompetent, and not subsequently found competent; or
Has been found guilty except insane.1

Arizona also prohibits any person who was previously adjudicated delinquent for an offense that would be a felony if committed by an adult, from possessing, using or carrying a firearm within ten years from the date of his or her adjudication or release or escape from custody if the person was previously adjudicated for an offense that, if committed as an adult, would constitute:

Burglary in the first degree;
Burglary in the second degree;
Arson;
Any felony offense involving the use or threatening exhibition of a deadly weapon or dangerous instrument; or
A “serious offense.”2

If a juvenile is adjudicated delinquent for an offense that if committed by an adult would be a misdemeanor, the court may prohibit the juvenile from carrying or possessing a firearm while the juvenile is under the jurisdiction of the department of juvenile corrections or the juvenile court.3

Restoration of firearm rights: The time when a convicted felon or a person adjudicated delinquent may file for restoration of firearm rights depends on the seriousness of the offense; some felons and persons adjudicated delinquent are able to seek restoration as soon as two years after discharge from probation or imprisonment.4 In addition, in 2009, Arizona established a procedure through which a person who was found to constitute a danger to himself, herself, or others or to be persistently or acutely disabled or gravely disabled may have his or her right to possess a firearm restored.5 This procedure was amended in 2011.6

An emergency or final protective order against domestic violence may prohibit the defendant from possessing or purchasing a firearm for the duration of the order. For more information, see Domestic Violence and Firearms in Arizona .

For information on the background check process used to enforce these provisions, see Background Checks in Arizona.


Requerimentos mínimos (idade, por exemplo) para portar e possuir armas-de-fogo no Arizona.
[+] TEXTO/IMAGEM ESCONDIDO
Arizona prohibits any person from selling or giving a firearm or ammunition or a toy pistol from which dangerous and explosive substances may be discharged to a person under age 18 without written consent of the minor’s parent or legal guardian.1

Arizona law prohibits an unemancipated person under age 18 from knowingly carrying or possessing a firearm on his person, within his immediate control, or in or on a means of transportation, in any place that is open to the public or on any street or highway or on any private property (except private property owned or leased by the minor or the minor’s parent, grandparent or guardian). This prohibition does not apply if the minor is accompanied by a parent, grandparent, or guardian, or a certified hunter safety instructor or certified firearms safety instructor acting with the consent of the unemancipated person’s parent or guardian.2

This prohibition also does not apply to a person who is 14 to 17 years of age and who is:

Engaged in lawful hunting or shooting events or marksmanship practice at an established range or other area where the discharge of a firearm is not prohibited;
Engaged in lawful transportation of an unloaded firearm for the purpose of lawful hunting;
Engaged in lawful transportation of an unloaded firearm between the hours of 5:00 a.m. and 10:00 p.m. for the purpose of shooting events or marksmanship at an established range or other area where the discharge of a firearm is not prohibited; or
Engaged in an activity requiring the use of a firearm that is related to the production of crops, livestock, poultry, livestock products, poultry products, or ratites or in the production or storage of agricultural commodities.3


Arizona retira o direito de portar e possuir armas de fogo, em caso de medidas protetivas provenientes de violência doméstica.
[+] TEXTO/IMAGEM ESCONDIDO
Arizona has no laws requiring the disarmament of persons prohibited from possessing firearms, except when a court issues an eligible domestic violence protective order.


Arizona aplica às leis federais nos EUA que obrigam vendedores locais a fazer checagem dos antecendentes do postulante a comprar armas de fogo. Essa checagem é dispensada nas vendas privadas entre pessoas físicas. Portanto, não, o indivíduo não compra uma Glock no Wal Mart de boa. Ele precisa ter um cadastro lá com esses dados para comprar e que é atualizado, sob pena de não conseguir mais. Aqui estão os requisitos, e o que é chegado.
[+] TEXTO/IMAGEM ESCONDIDO
Federal law requires federally licensed firearms dealers (but not private sellers) to initiate a background check on the purchaser prior to sale of a firearm. Federal law provides states with the option of serving as a state “point of contact” and conducting their own background checks using state, as well as federal, records and databases, or having the checks performed by the FBI using only the federal National Instant Criminal Background Check System (“NICS”) database. (Note that state files are not always included in the federal database.)

Arizona is not a point of contact state for the NICS. Arizona has no law requiring firearms dealers to initiate background checks prior to transferring a firearm. As a result, in Arizona firearms dealers must initiate the background check required by federal law by contacting the FBI directly.1

Federal law does not require dealers to conduct a background check if a firearm purchaser presents a state permit to purchase or possess firearms that meets certain conditions.2 As a result, concealed weapon permit holders in Arizona are exempt from the federal background check requirement when purchasing a handgun.3 (Note, however, that people who have become prohibited from possessing firearms may continue to hold state permits to purchase or permit firearms if the state fails to remove these permits in a timely fashion.)

Arizona does not require private sellers (sellers who are not licensed dealers) to initiate a background check when transferring a firearm.


Aqui estão os requisitos psicológicos que o postulante deve atender para ser declarado apto à portar e possuir armas-de-fogo no estado de Arizona. Portanto, é necessário, além da checagem dos requisitos, possuir um laudo psicológico autorizando de algum profissional vinculado ao estado do Arizona, e não, sem ele não compra Glock no Wal Mart
[+] TEXTO/IMAGEM ESCONDIDO
Federal law prohibits possession of a firearm or ammunition by any person who has been “adjudicated as a mental defective” or involuntarily “committed to any mental institution.”1 No federal law, however, requires states to report the identities of these individuals to the National Instant Criminal Background Check System (“NICS”) database, which the FBI uses to perform background checks prior to firearm transfers.

In 2014, Arizona enacted a law requiring courts to transmit information to the Supreme Court of Arizona, which must transmit it to the Department of Public Safety (DPS), which must transmit it to NICS, whenever the court:

Finds a person incompetent, or subsequently competent, or guilty except insane;
Appoints a guardian for an adult, except when the appointment of a guardian is due solely to the person’s physical incapacity;
Terminates a guardianship; or
Finds a person to constitute a danger to self or others or to be persistently or acutely disabled or gravely disabled as a result of a mental disorder, and the court enters an order for inpatient or outpatient treatment.2

A 2011 Arizona law requires reporting to NICS when a formerly mentally ill person’s eligibility to possess firearms is restored. If a court grants a petition restoring a person’s eligibility to possess firearms, the court must promptly notify the Supreme Court of Arizona and DPS. As soon thereafter as practicable, DPS must update, correct, modify or remove the person’s record in any database that DPS “maintains and makes available to [NICS] consistent with the rules pertaining to the database.” Moreover, within ten business days after receiving the notification from the court, DPS must notify the United States Attorney General that the person no longer falls within the provisions of Arizona and federal law prohibiting possession of firearms.3


Aqui está a licença que é obrigatória possuir no estado de Arizona para ser vendedor de armas de fogo. É verdade que o estado dispensa uma licença estadual de venda (como a Georgia, por exemplo), mas ele obriga a possuir uma licença junto ao Departamento de Álcool, Tabaco e Armas de Fogo, que é um órgão federal, ou seja, a licença para vender lá exigida é FEDERAL.
[+] TEXTO/IMAGEM ESCONDIDO
Federal law requires firearms dealers to obtain a license from the Bureau of Alcohol, Tobacco, Firearms & Explosives (ATF), although resource limitations prevent the ATF from properly overseeing all its licensees.

Arizona has no law requiring firearms dealers to obtain a state license. Firearms dealers are only subject to state laws governing gun sales generally.


Os registros referentes à compra e venda de armas de fogo no Arizona é dispensado, salvo em caso de investigações e ações judiciais, em que o vendedor é obrigado a informar tudo.
[+] TEXTO/IMAGEM ESCONDIDO
Arizona has no law requiring firearms to be registered. In fact, Arizona law states that no political subdivision of the state may “require the licensing or registration of firearms or ammunition or any firearm or ammunition components or related accessories. . . .”1 Similarly, another provision, which prohibits the transfer of firearms to minors, states that nothing within the statute shall be construed to require firearm sales reporting, nor shall registration of firearms or firearm sales be required.2

Finally, an Arizona law enacted in 2010 and subsequently amended in 2013, prohibits a political subdivision from requiring or maintaining a record in any form, whether permanent or temporary, including a list, log or database, of any identifying information of a person who owns, possesses, purchases, sells or transfers a firearm, except in the course of a law enforcement investigation


Arizona proíbe que algum maior porte arma-de-fogo quando estiver acompanhado de algum menor de 18 anos. Inclusive em locais públicos, inclusive em ruas e avenidas e inclusive em propriedades privadas alheias (claro, em casa pode). Tal conduta está sujeita a uma multa.
Portanto, no Arizona, um pai de família não pode portar uma arma de fogo mesmo quando ele só está levando o filho para o colégio, a pé, de carro, de ônibus, metrô....
[+] TEXTO/IMAGEM ESCONDIDO
Arizona law makes a parent or guardian of a person under age 18 jointly and severally liable for the fine imposed or any civil damages resulting from a minor’s use of a firearm in certain situations.1 This rule only applies if the minor knowingly and without the company of a proper adult, carried or possessed a firearm on his or her person, within his or her immediate control, or in or on a means of transportation:

In any place that is open to the public;
On any street or highway; or
On any private property except private property owned or leased by the minor or the minor’s parent,
grandparent or guardian.

The parent or guardian is only liable if he or she knew or reasonably should have known that the minor was carrying or possessing the firearm as described above, and he or she made no effort to prevent it


No Arizona, a compra e venda de metralhadoras é proibida, inclusive a eventual posse/porte de uma arma comprada em outro estado.
[+] TEXTO/IMAGEM ESCONDIDO
Arizona includes machine guns in the definition of “prohibited weapon,” and prohibits anyone from knowingly manufacturing, possessing, transporting, selling, or transferring a prohibited weapon. However, this rule does not apply if the machine gun is registered pursuant to federal law or has been classified as a curio or relic by the U.S. treasury department.1 Federal law generally allows machine guns to be registered so long as they were manufactured prior to May 19, 1986.


Em 2012, o Arizona editou uma lei para combater o tráfico de armas e o mercado negro de armas de fogo que operava lá. Irônico, né? Tráfico de armas e mercado negro dentro de um estado com uma legislação bem liberal... Eu te avisei antes, você não quis me ouvir... (Legislação no spoiler).
[+] TEXTO/IMAGEM ESCONDIDO
In 2012, Arizona adopted a law penalizing knowingly “trafficking in weapons or explosives for financial gain in order to assist, promote or further the interests of a criminal street gang, a criminal syndicate or a racketeering enterprise.”1 Under the law, “trafficking” means to sell, transfer, distribute, dispense or otherwise dispose of a weapon or explosive to another person, or to buy, receive, possess or obtain control of a weapon or explosive, with the intent to sell, transfer, distribute, dispense or otherwise dispose of the weapon or explosive to another person.


No Arizona, o direito ao porte e a posse de armas de fogo é regulamentado na própria Constituição e na legislação local. As referidas leis, no próprio texto, obrigam o estado a controlar, regulamentar e fiscalizar esse direito, ou seja, a própria lei não tornou ele absoluto e criou mecanismos de controle e fiscalização. As jurisprudências locais apenas acompanharam essas ordens legais e constitucionais.
[+] TEXTO/IMAGEM ESCONDIDO
Article II, § 26 of the Arizona Constitution states: “The right of the individual citizen to bear arms in defense of himself or the State shall not be impaired, but nothing in this section shall be construed as authorizing individuals or corporations to organize, maintain, or employ an armed body of men.”1 In addition, Arizona Revised Statutes § 12-714 states that the legislature has found that “[t]he citizens of this state have the right, under . . . article II, § 26 of the Arizona Constitution, to keep and bear arms.”2

Arizona courts have held that the constitutional right to “bear arms” is qualified and subject to reasonable regulation by the state in its exercise of police power. In Dano v. Collins, the Arizona Court of Appeals rejected an article II, § 26 challenge to a state statute, Arizona Revised Statutes § 13-3102(A)(1), (2), which at that time prohibited the carrying of concealed weapons.3 The court noted that article II, § 26 does not grant “an absolute right to bear arms under all situations,” and emphasized that an individual’s right to bear arms in self-defense must be balanced with the state’s duty, under its police power, to make reasonable regulations to protect the health, safety and welfare of its citizens.4

Similarly, in State v. Moerman, the court rejected an article II, § 26 challenge to the former ban on concealed weapons, holding that the right to bear arms is not absolute but qualified, and the ban “regulates only the manner in which individuals may exercise their right to bear arms. . .” The court stated that, while the ban “may limit this right, it neither frustrates nor impairs it.”5

The Attorney General of Arizona has opined that section 13-3112, which at that time required persons to attend a training class and obtain a concealed weapons permit before carrying a concealed weapon, also does not infringe on the right to bear arms.6

In State v. Noel, the court held a statute prohibiting a felon from possessing a pistol does not violate article II, § 26.7 Citing Noel, the Supreme Court of Arizona, in State v. Rascon, held that prohibiting a convicted felon from having a firearm under his or her control as a condition of probation does not violate the right to bear arms.8

Lastly, in City of Tucson v. Rineer, the court rejected an article II, § 26 challenge to an ordinance that prohibited the use or possession of firearms within city parks, holding that the ordinance was a reasonable exercise of a city’s police power


A própria lei do Arizona expressamente afirma que esse direito não pode ser tolhido no estado, mas está sujeito à regulamentação, fiscalização e controle. A letra da lei diz e exige isso...
[+] TEXTO/IMAGEM ESCONDIDO
Arizona Revised Statutes §13-3118 states that ” Except for the legislature, this state and any agency or political subdivision of this state shall not enact or implement any law, rule or ordinance relating to the possession, transfer, or storage of firearms other than as provided in statute.”

Further restrictions and exceptions to this general preemption statute are contained in Section 13-3108, which provides in part:

Except as provided in subsection G of this section, a political subdivision of this state shall not enact any ordinance, rule or tax relating to the transportation, possession, carrying, sale, transfer, purchase, acquisition, gift, devise, storage, licensing, registration, discharge or use of firearms or ammunition or any firearm or ammunition components or related accessories in this state.
A political subdivision of this state shall not require the licensing or registration of firearms or ammunition or any firearm or ammunition components or related accessories or prohibit the ownership, purchase, sale or transfer of firearms or ammunition or any firearm or ammunition components or related accessories.

In 2010, Arizona enacted two laws that add to this section. The first new law added a subsection that, since further amendment, currently reads:

A political subdivision of this state shall not enact any rule or ordinance that relates to firearms and is more prohibitive than or that has a penalty that is greater than any state law penalty. A political subdivision’s rule or ordinance that relates to firearms and that is inconsistent with or more restrictive than state law, whether enacted before or after July 29, 2010, is null and void.1

This law also removed local authority to limit firearm possession in certain parks and preserves, and made clear that the state’s restrictions on local authority apply whether the political subdivision is acting pursuant to its police power, in a proprietary capacity, or otherwise.2

The second new law added a subsection that, in its current form, prohibits a political subdivision from requiring or maintaining a record in any form, whether permanent or temporary, including a list, log or database, of any of the following:

Any identifying information of a person who leaves a weapon in temporary storage at any public establishment or public event, except that the operator of the establishment or the sponsor of the event may require that a person provide a government issued identification or a reasonable copy of a government issued identification for the purpose of establishing ownership of the weapon. The operator or sponsor must store any provided identification with the weapon and shall return the identification to the person when the weapon is retrieved. The operator or sponsor must not retain records or copies of any identification provided pursuant to this paragraph after the weapon is retrieved;

Except in the course of a law enforcement investigation, any identifying information of a person who owns, possesses, purchases, sells or transfers a firearm; or

The description, including the serial number, of a weapon that is left in temporary storage at any public establishment or public event.3

Nevertheless, section 13-3108 permits political subdivisions to enact and enforce firearms regulations that:

Impose privilege and use taxes on the retail sale, lease or rental of, or the gross proceeds or gross income from the sale, lease or rental of, firearms or ammunition or their components at a rate that applies generally to other items of tangible personal property;

Require that a minor who knowingly possesses or carries a firearm in any place that is in or open to the public or on any street or highway or on private property (except private property owned or leased by the minor or the minor’s parent, grandparent or guardian) to be accompanied by a parent, grandparent, guardian or certified hunter or firearms safety instructor acting with the consent of a parent, grandparent, or guardian. Any ordinance or rule adopted pursuant to this provision shall not apply to minors age 14 through 17 engaged in lawful hunting or shooting events, including transportation of an unloaded firearm for such purposes, and for activities related to agricultural work;

Relate to the regulation of commercial land and structures, including firearms or ammunition-related businesses or commercial shooting ranges, in the same manner as other commercial businesses (but see 17-602(A), which states that outdoor shooting range noise standards are a matter of statewide concern). This provision does not authorize a political subdivision to regulate the sale or transfer of firearms on property it owns, leases, operates or controls in a manner that is different than or inconsistent with state law. This provision also does not authorize a political subdivision through a zoning ordinance to prohibit or regulate the otherwise lawful discharge of a firearm or maintenance or improvements directly related to the discharge on a private lot or parcel of land that is not open to the public on a commercial or membership basis; nor to regulate the otherwise lawful discharge of a firearm or maintenance or improvements directly related to the discharge on land that is used for agriculture or other non-commercial purposes. (It should be noted that for the purposes of this provision, a use permit or other contract that provides for the use of property owned, leased, operated or controlled by a political subdivision shall not be considered a sale, conveyance or disposition of property);

Regulate employees or independent contractors of the political subdivision who are acting within the course and scope of their employment or contract; or

Limit or prohibit the discharge of firearms in parks and preserves. Narrow exceptions exist to this area of regulation, including the discharge of firearms on properly supervised ranges, in approved hunting areas, to control nuisance wildlife, if in possession of a special permit issued by the chief law enforcement officer of the political subdivision, if working as an animal control officer, or in self-defense or defense of another person against an animal attack if a reasonable person would believe that deadly physical force was necessary.

The Attorney General of Arizona has opined that state law would preempt an ordinance generally prohibiting the carrying of a firearm outside one’s own real property.4

In City of Tucson v. Rineer, the court rejected a section 13-3108(A) challenge to a Tucson ordinance that prohibits the use or possession of firearms within city parks.5 The court rejected the argument that the statute occupies the entire field of firearms regulation, stating that while the statute prohibits political subdivisions from enacting certain firearm-related ordinances, the statute “is specific in its prohibitions” and had the legislature intended that the statute preclude all local regulation of possessing or carrying weapons, it would have expressly said so.6 The court also found that the provisions in section 13-3108(B) would be superfluous if section 13-3108(A) precluded all local firearms regulation.7 Note that, in 2010, the Arizona Legislature removed local authority to limit firearm possession in certain parks and preserves.8

The court of appeals again rejected a section 13-3108 challenge to a local firearm-related regulation in McMann v. City of Tucson.9 In McMann, gun show promoters argued that section 13-3108 preempted a Tucson regulation requiring, as a condition of the promoter’s use permit, instant background checks for prospective gun purchasers at gun shows held at the Tucson Convention Center (TCC).10 The court held that the legislature did not clearly intend to preempt Tucson from requiring background checks on prospective firearms purchasers at events held at the TCC.11

Following the McMann case, the Legislature amended section 13-3108, which permits local jurisdictions to regulate the land and structures of firearms and ammunition-related businesses in the same manner as other commercial businesses. The following provision was added in 2003:

Notwithstanding any other law, [section 13-3108] does not authorize a political subdivision to regulate the sale or transfer of firearms on property it owns, leases, operates or controls in a manner that is different than or inconsistent with state law. For the purposes of [section 13-3108], a use permit or other contract that provides for the use of property owned, leased, operated or controlled by a political subdivision shall not be considered a sale, conveyance or disposition of property.

Additionally, Section 17-602(A) states that outdoor shooting range noise standards are a matter of statewide concern, and provides that city, town, county and any other state noise standards are preempted as applied to outdoor shooting ranges. Section 17-605(A) states that compliance with Arizona Revised Statutes Title 17, Chapter 6, Article 1 is an affirmative defense to any civil liability or claim for equitable relief arising from any allegation regarding noise or noise pollution from an outdoor shooting range.

Finally, Arizona Revised Statutes § 12-714(A) states that “[a] political subdivision of this state shall not commence a qualified civil liability action in any Arizona court” against a firearms manufacturer or seller.


A lei do Arizona afirma que um vendedor só pode ser responsabilizado civilmente se, sabendo que não poderia vender uma arma de fogo para alguém que não estava habilitado, vende mesmo assim, independentemente dessa arma ser ou não utilizada em um crime.
[+] TEXTO/IMAGEM ESCONDIDO
Arizona prohibits political subdivisions of the State from bringing civil actions for damages against manufacturers or sellers of non-defective firearms or component parts of firearms or ammunition when the civil action results from the criminal or unlawful misuse of such products by a third party. This rule does not prevent actions against persons convicted of knowingly transferring a firearm illegally by a party directly harmed by this conduct


Fonte: http://smartgunlaws.org/gun-laws/state-law/arizona/

As legislações e os dados são de Agosto de 2015. Posso até postar os dispositivos legais e constitucionais que embasam tudo que afirmei, demonstrando, mais uma vez, que você está equivocado.

Respondendo ao que você disse: não, um indivíduo não vai no Arizona e em Vermont, compra uma Glock no Wal Mart e sai andando com ela de boa.
Ele necessita de um cadastro frente a loja, que deve ser atualizado anualmente, uma autorização psicológica com um profissional habilitado ao estado e completar um curso de instrução de tiro. Aí sim ele pode comprar e portar uma arma de fogo, mas com as restrições que eu postei aqui. E se fizer uma cagada, nem que seja peidar no elevador, perde todos esses direitos numa tacada só e pode ter o armamento confiscado pelo estado.

E mesmo lá existe o tráfico de armas de fogo, mercado negro...

A legislação federal dos EUA é mais restritiva do que a do Arizona. Se ela fosse aplicada irrestritamente, tu não veria tanta liberalidade que o Arizona autoriza por lei estadual.

Vermont, idem. Também tem suas restrições, ainda que menores do que o Arizona. Já postei anteriormente, não vale a pena insistir nisso.

Mentiram pra você e tu acreditou.

Homem Escreveu:Puxa, mas vc se contradiz. Claro que infringe e vc mesmo admite isso. Sendo que a Segunda Emenda assegura o direito ao porte de arma e diz que tal direito não pode ser tolhido, e se há uma lei que restringindo tal direito, é claro que infringe.

Como eu posso entrar em contradição se (dados de 2013 e computados a partir de Newtown...)
Imagem
Os estados pintados de amarelos foram aqueles que passaram leis locais para regulamentar a extensão do direito ao porte e a posse;
Os estados pintados de azul foram aqueles que passarem leis locais para controlar e regulamentar a venda das armas de fogo;
O estado pintado de amarelo e azul passou leis de ambas essas naturezas;
Os estados pintados de preto manteram a mesma política desde então (restritiva ou liberal, tanto faz, só não mudou).

Como eu posso entrar em contradição se (imagem muito grande, coloquei no spoiler, dados de 2015):
[+] TEXTO/IMAGEM ESCONDIDO
Imagem

Se esse quadro comparativo com os estados dos EUA mostram como cada um deles regra o seu direito ao posse e a porte de armas de fogo, a sua política de controle e venda.

Talvez uma foto refresque a sua cabeça e ajude a recuperar o discernimento.
Imagem
Até mesmo em propriedades privadas que autorizam indivíduos a entrarem armados lá, obrigam que esses mantenham o armamento visível, travado e no coldre. Duvida? Copie a imagem ou escreva o conteúdo no Google, verá que esse modelo de placa é utilizado nos estados nos EUA que possuem um porte mais flexível.
Até mesmo na liberalidade existe algum tipo de restrição. Ninguém entra com um armamento destravado, fora do coldre e coloca em uma mesa, por exemplo, sob pena de tomar um tiro ou ser abordado por agentes policiais.
Te lanço um desafio. Vá para Vermont, se vista de cowboy e tente entrar em algum bar com dois revólveres fora do coldre, girando eles no dedo, apontando para os outros e colocando a arma na mesa. Se não for fuzilado lá dentro, vai ser rendido, detido e entregue a polícia local.

Como posso entrar em contradição, se
Imagem
Estados pintados de verde possuem as legislações mais proibitivas para obtenção de armas de fogo;
Estados pintados de vermelho possuem as legislações mais frouxas para obtenção de armas de fogo.

O modelo constitucional deles disciplina que o direito ao porte e a posse é reconhecido nos EUA, e não pode ser banido (se fosse, aí pegaria todos os estados obrigatoriamente), porque seria inconstitucional (alguns sustentam lá que esse direito é uma cláusula pétrea, como nós possuímos aqui). Entretanto, os estados são livres para regrar o direito e instituir controle, até mesmo legislações restritivas e quase proibitivas, enquanto tem outros estados com leis mais liberais.
Pela última vez, inconstitucional é banir EM TODO O TERRITÓRIO. O que tentaram mais uma vez, recentemente, e não passou.

Homem Escreveu:Errado. O país mais livre para se portar armas não é a Somália:



Entendeu agora porque eu insisto nesse exemplo?

Hahahaha. Mais de uma vez você pediu o fim do Estado para andar de tanque (!!!) e ter o porte e a posse completamente livres. A Somália de 86 - 2006, nem era um Estado porque ele faliu e o poder fragmentou em várias partes. Não havia nem monopólio da força do Estado, mas sim grupos armados brigando entre si.
Não faltou armas por lá, todo mundo tinha... Sobrou tanto que até hoje os piratas somálios estão bem armados.

Dava pra comprar e andar de tanque lá...

Durante 86 - 2006, a Somália foi a peróla dos anarco-capitalistas. Não tinha moeda oficial. Não tinha monopólio do banco central (afinal, nem existia), não tinha Estado, mal tinha um exército, sobravam milícias armadas por todo lado, qualquer um (homem, mulher, crianças ou idosos) podia possuir e portar armas de fogo e se associar livremente em alguma das facções, e o que resultou esses 20 anos de anarquia? Um genocídio.

Eu já te convidei uma dezena de vezes para que você, um anarquista, saia do Estado e vá morar na selva, na mata ou em águas internacionais, livre da "opressauuummmm!!111" do Estado, mas você não sai! O ex-diretor do Mises Brasil, por exemplo, precisou do Estado "opressor!!!!1111" para resolver um dissídio trabalhista, sequer resolveram isso na esfera privada, ora bolas, deixar na mão do mercado resolver esses direitos trabalhistas negados (110.000 temerários de direitos trabalhistas não pagos na rescisão, porque direitos trabalhistas são "expropriações dos atos empresariais", mas que ele exigia na Justiça ao tomar um PNB e pediu Justiça Gratuita, para que o Instituto e o contribuinte paulistano paguem a conta do processo).
Não resolvem nem a merda de um problema trabalhista sem um Estado, e agora querem deixar as armas de fogo na mão do mercado, totalmente livre? Hahaha, faz-me rir. Graças à Deus nenhum Estado leva a sério umas ideias absurdas dessas, e nenhum exemplo atual existe disso aí, só na sua imaginação.

Mudo o convite.
Convido você a construir uma máquina do tempo, voltar para 1986 e se mudar para a Somália e morar lá de 86 - 2006, afinal, o porte e a posse estavam liberados e não existia um Estado somálio opressor para te aporrinhar, que tal curtir essa onda anarco-capitalista liberal, sem Estado e ter suas armas de fogo sem nenhum controle? Vai poder andar de tanque (basta comprar).

E é claro que eles recolheram o que conseguiram de armas de fogo e proibíram geral, o país acabara de sofrer um conflito civil, um genocídio, sofreu e sofre insurgências islâmicas terroristas e assumiu a obrigação de controlar as armas de fogo lá após as negociações para cessar as hostilidades. É no mínimo lógico (e não estou dizendo que isso é correto, nem que eu concorde, mas que é compreensível) para qualquer um, que um país que acabou de sair de uma Guerra Civil, um genocídio e enfrenta um terrorismo doméstico, adotaria leis restritivas às armas de fogo, menos para você que vive especulando sobre sonhos e fantasias.

Foto de um tanque de guerra M47 (fabricação americana) do exército somálio, armado e completamente operacional, abandonado perto de Mogadishu, encontrado por forças americanas que lá serviram.
Imagem
Você não queria, citando Paulo Kogos, o fim do Estado para poder andar de tanque?? Essa é a sua chance!!!!

Entendeu agora porque você é hipócrita? Não sabe o que quer e recorre à exemplos contrários as suas teses e tenta usurpá-los para servir as suas ideias delirantes?
Entendeu porque eu digo que você tá alheio da realidade?
Avatar do Usuário
Homem
Moderador
Moderador
Mensagens: 1336
Registado: 12 mar 2016, 19:42
Reputação: 11

Re: Tópico das Armas

Mensagempor Homem » 02 jul 2016, 13:42

Basileus Basileon Escreveu:
Homem Escreveu:Mas eu nunca disse que se liberar o porte de armas, 100% das pessoas vão portar. As pessoas são diferentes. Há quem não queira ter uma arma. Em Arizona e em Vermont, o indivíduo que quer ter uma Glock 17 pode comprar num supermercado e já sair portando, sem burocracia, sem precisar de licença. E não vai ser o seu mimimi que vai negar isso. Claro que tem suas restrições, gun-free zones, DD, mas isso é lei federal.
E defender o porte irrestrito de armas não é coisa de anarco-capitalista. Conservadores minarquistas como Thomas Jefferson defendiam isso. O problema é que vc nem minarquista é.

Negativo. Segundo dados de 2013:
1) Arizona tem a 15ª taxa de homicídios per capita mais alta dos EUA;
2) Segundo a ONG americana "Prefeitos contra as armas ilegais" (nome autoexplicativo), Arizona é o 15º estado que mais exporta (para outros estados) armas utilizadas em crimes;
3) Ainda segundo esta ONG, Arizona é o 13º estado nos EUA que mais consegue recuperar armas-de-fogo compradas localmente e que são utilizadas em crimes tanto no seu território, quanto em outros estados;
4) Ainda segundo esta ONG, mais uma vez, Arizona é o principal estado que supre o cartel do narcotráfico mexicano, que opera tanto nos EUA quanto no México. Ou seja, eles compram suas armas ali mesmo.

Não vou traduzir por preguiça. Se quer falar dos EUA, ao menos domine o idioma inglês.

O Arizona enfrenta o mal das gangues latinas (formadas por imigrantes ilegais). Mesmo assim, em 2015, sua capital apresentou os números de homicídios mais baixos dos últimos trinta anos. Parece que liberar o porte de armas em 2010 funcionou. Agora imagine se o Arizona tivesse leis de controle rígido de armas. Seria como Illinois (com leis de controle rígido), com taxas de homicídio mais altas...
"Acabou o dinheiro, o carro, acabou os amigos e as mulheres" (Predador)
Avatar do Usuário
Homem
Moderador
Moderador
Mensagens: 1336
Registado: 12 mar 2016, 19:42
Reputação: 11

Re: Tópico das Armas

Mensagempor Homem » 02 jul 2016, 15:13

Fui pesquisar sobre essa ONG que vc citou.... Um bando de esquerdistas desarmamentistas. Vc já viu os prefeitos e ex-prefeitos que integram essa ONG? A maioria é DEMOCRATA. Por que que eles não dizem que as cidades mais violentas dos Estados Unidos são exatamente as que tem forte controle de armas.... Por que eles não dizem que a maioria dos assaltos que ocorrem no Arizona, ocorre em gun free zones (exatamente estas áreas do Arizona que vc citou onde é proibido armas)???Por que eles não dizem toda a verdade???.

E vc vem dizer que defende "exigências mínimfas"? Esses fdps não defendem exigencias minimas, defendem exigencias maximas. Um dos integrantes dessa ONG, Richard M. Daley, depois que ele impôs gun control, os números de homicídios dispararam em Chicago....
"Acabou o dinheiro, o carro, acabou os amigos e as mulheres" (Predador)
Avatar do Usuário
Homem
Moderador
Moderador
Mensagens: 1336
Registado: 12 mar 2016, 19:42
Reputação: 11

Re: Tópico das Armas

Mensagempor Homem » 02 jul 2016, 15:27

Basileus Basileon Escreveu:Aqui estão os requisitos psicológicos que o postulante deve atender para ser declarado apto à portar e possuir armas-de-fogo no estado de Arizona. Portanto, é necessário, além da checagem dos requisitos, possuir um laudo psicológico autorizando de algum profissional vinculado ao estado do Arizona, e não, sem ele não compra Glock no Wal Mart
[+] TEXTO/IMAGEM ESCONDIDO
Federal law prohibits possession of a firearm or ammunition by any person who has been “adjudicated as a mental defective” or involuntarily “committed to any mental institution.”1 No federal law, however, requires states to report the identities of these individuals to the National Instant Criminal Background Check System (“NICS”) database, which the FBI uses to perform background checks prior to firearm transfers.

In 2014, Arizona enacted a law requiring courts to transmit information to the Supreme Court of Arizona, which must transmit it to the Department of Public Safety (DPS), which must transmit it to NICS, whenever the court:

Finds a person incompetent, or subsequently competent, or guilty except insane;
Appoints a guardian for an adult, except when the appointment of a guardian is due solely to the person’s physical incapacity;
Terminates a guardianship; or
Finds a person to constitute a danger to self or others or to be persistently or acutely disabled or gravely disabled as a result of a mental disorder, and the court enters an order for inpatient or outpatient treatment.2

A 2011 Arizona law requires reporting to NICS when a formerly mentally ill person’s eligibility to possess firearms is restored. If a court grants a petition restoring a person’s eligibility to possess firearms, the court must promptly notify the Supreme Court of Arizona and DPS. As soon thereafter as practicable, DPS must update, correct, modify or remove the person’s record in any database that DPS “maintains and makes available to [NICS] consistent with the rules pertaining to the database.” Moreover, within ten business days after receiving the notification from the court, DPS must notify the United States Attorney General that the person no longer falls within the provisions of Arizona and federal law prohibiting possession of firearms.3

Autorização de quem? Precisa apresentar esse laudo psicológico para quem? Em 29 de julho de 2010, o Arizona aboliu a exigência de autorização para comprar e portar arma....
"Acabou o dinheiro, o carro, acabou os amigos e as mulheres" (Predador)
Avatar do Usuário
Thanatos
Tenente
Tenente
Mensagens: 363
Registado: 11 mar 2016, 12:55
Reputação: 0
Brazil

Re: Tópico das Armas

Mensagempor Thanatos » 02 jul 2016, 15:48

De novo este espantalho de que precisamos de uma anarquia pra poder andar de tanque... Tem aqui 5 lugares onde um civil pode andar de tank e até atirar, aliais, no BF Vegas, da pra um turista dirigir um tank e esmagar um carro. Ele só precisa ter $$$ pra isto > http://www.popularmechanics.com/militar ... tank-here/

Se não me engano, a BlackWater tem uns APC's também(eles já cogitaram comprar tanks, mas chegaram a conclusão que o custo operacional inviabilizaria a utilização de um MBT). Eu não sei se anarquia funciona em regiões grandes, como os EUA. Por isto, no caso dos EUA, defendo o fim do NFA ( https://en.wikipedia.org/wiki/National_Firearms_Act ) e a descentralização do poder legal a nível municipal. Ai se uma cidade quiser experimentar uma anarquia, direito dela.
Avatar do Usuário
Homem
Moderador
Moderador
Mensagens: 1336
Registado: 12 mar 2016, 19:42
Reputação: 11

Re: Tópico das Armas

Mensagempor Homem » 02 jul 2016, 17:19

Thanatos Escreveu:De novo este espantalho de que precisamos de uma anarquia pra poder andar de tanque... Tem aqui 5 lugares onde um civil pode andar de tank e até atirar, aliais, no BF Vegas, da pra um turista dirigir um tank e esmagar um carro. Ele só precisa ter $$$ pra isto > http://www.popularmechanics.com/militar ... tank-here/

Se não me engano, a BlackWater tem uns APC's também(eles já cogitaram comprar tanks, mas chegaram a conclusão que o custo operacional inviabilizaria a utilização de um MBT). Eu não sei se anarquia funciona em regiões grandes, como os EUA. Por isto, no caso dos EUA, defendo o fim do NFA ( https://en.wikipedia.org/wiki/National_Firearms_Act ) e a descentralização do poder legal a nível municipal. Ai se uma cidade quiser experimentar uma anarquia, direito dela.

Agora liberar o porte de armas virou coisa de anarquista.

Eu nem estou discutindo sobre liberar tanques de guerra, estamos discutindo sobre o porte irrestrito de armas como uma Glock, um AK-47....

No contexto atual do Brasil, se tivessemos uma legislação como a do Texas já estaria muito bom....
"Acabou o dinheiro, o carro, acabou os amigos e as mulheres" (Predador)
Avatar do Usuário
Homem
Moderador
Moderador
Mensagens: 1336
Registado: 12 mar 2016, 19:42
Reputação: 11

Re: Tópico das Armas

Mensagempor Homem » 02 jul 2016, 18:47

Vai se tratar. A Somália não é e nunca foi anarcocapitalista. Daqui a pouco vc vai dizer que o Estado Islâmico é anarcocapitalista.

Como eu falei, eu nem estou discutindo liberar tanque. Eu falo em liberar armas à mão, desde os revólveres até armas mais pesadas, como um AK-47, um GM6 Lynx...
"Acabou o dinheiro, o carro, acabou os amigos e as mulheres" (Predador)
Avatar do Usuário
Remy LeBeau
Veterano
Veterano
Mensagens: 297
Registado: 13 mar 2016, 23:41
Reputação: 3
Uzbekistan

Re: Tópico das Armas

Mensagempor Remy LeBeau » 03 jul 2016, 03:53

Homem Escreveu:O Arizona enfrenta o mal das gangues latinas (formadas por imigrantes ilegais). Mesmo assim, em 2015, sua capital apresentou os números de homicídios mais baixos dos últimos trinta anos. Parece que liberar o porte de armas em 2010 funcionou. Agora imagine se o Arizona tivesse leis de controle rígido de armas. Seria como Illinois (com leis de controle rígido), com taxas de homicídio mais altas...

Mas você cansou de me quotar aqui falando que era um modelo liberalzão fodão perfeito (apesar disto ter sido desmentido com a legislação e a constituição do estado do Arizona), e agora acabou de assumir que lá há violência armada do crime organizado?
É o que eu estou te falando há uma semana, mas você não tem os pés na realidade para compreender... Mesmo em modelos mais liberais, irrestritos, sem controle e fiscalização, você tem o tráfico de armas e o mercado negro de armas para abastecer os indivíduos que são fiscalizados e controlados pelo Estado e que não poderiam ter nada legalmente.
E mesmo em um modelo de controle absurdo e proibitivo, como Honduras e Brasil, continuam a existir o tráfico de armas e o mercado negro. Ou seja, você não é o dono da verdade, não possui a resposta perfeita para o problema e não faz parte da solução do problema. Na verdade, está no mesmo saco dos proibicionistas, garganteando pseudosoluções que não se materializam e não resolvem o problema, pois ele continua existindo, restando só uma utopia do que é uma sociedade linda e legal.

"mimimimimi Vermont". Já concordamos aqui, tem os índices mais baixos, pois é uma região dos EUA que libera o porte e a posse, mas ainda apresenta crimes, em que pese ser à legislação mais liberal dos EUA, mesmo sujeita à controle e fiscalização do Estado, como qualquer outro estado de lá.

Arizona não liberou o porte em 2010. O porte sempre esteve liberado conforme a lei e a constituição de lá que eu postei, assim como está em qualquer outro estado dos EUA, porque a Constituição do país ordena que esse direito exista e não seja removido. O que eu demonstrei com todos os gráficos postados é que os estados dos EUA podem ser mais restritivos ou liberais quanto às armas de fogo, mas nenhum libera geral (continua controlando) e nenhum pode restringir geral. É tão difícil entender?

E as leis do Arizona, como eu já postei apontando os artigos, incisos e parágrafos, possuem fiscalização e eventual restrição. E sim, junto com Vermont e outro estado que não me lembro, são as mais liberais dos EUA. Não existe essa sua utopia de que algum país ou estado libera geral isso, e só recolhe imposto sem se importar com o que está acontecendo na sociedade.

Pare de tentar deturpar essa discussão como se estivesse tentando dar a entender que eu sou contra. Já falei que sou a favor, e já concordamos dezenas de vezes que Estados que não restringem, ou removem, tal direito, apresentam melhores índices de segurança. Se não consegue argumentar contra a realidade, eu não tenho culpa de que você a teoriza e imagina as coisas como você acha que elas deveriam ser. O mundo real não é como você pensa, e os dados aqui apontados e a própria legislação local já demonstraram o quanto você está equivocado.

Homem Escreveu:Fui pesquisar sobre essa ONG que vc citou.... Um bando de esquerdistas desarmamentistas. Vc já viu os prefeitos e ex-prefeitos que integram essa ONG? A maioria é DEMOCRATA. Por que que eles não dizem que as cidades mais violentas dos Estados Unidos são exatamente as que tem forte controle de armas.... Por que eles não dizem que a maioria dos assaltos que ocorrem no Arizona, ocorre em gun free zones (exatamente estas áreas do Arizona que vc citou onde é proibido armas)???Por que eles não dizem toda a verdade???.

E vc vem dizer que defende "exigências mínimfas"? Esses fdps não defendem exigencias minimas, defendem exigencias maximas. Um dos integrantes dessa ONG, Richard M. Daley, depois que ele impôs gun control, os números de homicídios dispararam em Chicago....

Pouco importa se eles são de esquerda ou de direita. Pouco importa se eles querem liberar geral ou restringir geral. Pouco importa quem eles sejam, pois o que o interessa são os dados, que são fornecidos pelo JUDICIÁRIO e pelas FORÇAS POLICIAIS MUNICIPAIS, ESTADUAIS E FEDERAIS.
Perda de tempo e desespero tentar atacar a fonte dos dados ou o argumentador, só porque os dados são contrários as suas convicções pessoais. Se atenha aos fatos. Se não consegue contrariá-los, desista, porque 2 + 2 não deixa de ser 4, se você acha que deveria ser 5. Qualquer ser racional já descobriu na mais tenra idade.

Os dados foram forjados? Não.
Os democratas cometeram esses crimes ou inventaram para aumentar as safras? Não.
Os dados existem pois foram recolhidos dos Poderes Judiciários do Arizona e Federal, e das forças policiais das cidades do Arizona, do estado do Arizona e do governo federal, apenas foram compilados e publicados e encontram lastro na própria legislação local que ordena à publicação deles, o recolhimento de informação diante de crimes e a apreensão das armas de fogo. Já demonstrei no meu último post citando a lei e os artigos.

Porque já concordamos que o porte e a posse de armas de fogo é um direito do cidadão e influencia nos baixos índices de criminalidade. Você não acabou de dizer que eles são contra e querem proibir em todo os EUA? Por isso não fazem essa relação.
Mas nas últimas duas semanas eles tentaram no Senado americano mais uma medida para proibir a venda em todo os EUA Perderam porque é inconstitucional. Isso foi noticiado em todos os canais. Eles podem espernear por toda a vida que querem a proibição, como você pode continuar esperneando que quer um modelo desregulamentado, sem controle e fiscalização... Não irá acontecer, salvo uma nova Constituição ou um hecatombe nuclear e todos nós acabarmos por viver em uma espécie de Mad Max.

Mas como os dados, mais uma vez, demonstram que você não tem a menor ideia do que está debatendo e não concorda com eles pois desmentem as suas concepções irreais da vida, é claro que você irá fugir e tentar desacreditar a fonte deles ao invés de rebatê-lo, não é?

Detalhe... Se eles querem se locupletar e foder o Arizona... Já poderiam ter feito isso pelo menos desde que o Arizona passou a fazer parte dos EUA, certo? Engraçado, o porte e a posse continuam por lá, a legislação é uma das três mais liberais de lá, e até agora nada deu certo...

Se o cara fodeu Chicago, legalmente ele está autorizado, pois foi colocado lá democraticamente por pessoas que pensam como ele e votaram nele, assim como é direito seu espernear na Internet e lotar esse fórum de mimimimis. Porém, nem eles poderão proibir em todo os EUA, bem como nem você e seus companheiros poderão impôr à venda totalmente desregulamentada e descontrolada.
Entre para a seita. Aceita que dói menos. O mundo não muda só porque não o achamos justo, ou não concordamos com as coisas. Bem vindo à vida em sociedade.

PS: Não sou eu apenas que falo em exigências mínimas, mas sim todos os outros estados dos EUA e demais países desse planeta que reconhecem e autorizam os seus respectivos cidadãos a portar e possuir armamentos de fogo. Muito provavelmente até outros planetas que possuam algum tipo de vida inteligente ou não, mas que se organizaram como um Estado e possuem armamento, também vão fiscalizar e regulamentar.
Todo o planeta está errado e você certo? Não. Você não é o Messias. O anarco-capitalismo não irá solucionar e resolver tudo.

Até um comuna é mais humilde e realista que ti. Ele mesmo sabe, e concorda, que o socialismo é um grande lixo, se esforça e tenta, ao menos, inventar desculpas ou justificativas para isso: "mimimimi, esse país sofre embargo" ; "mimimimi, agentes imperialistas corromperam o governo popular" ; "mimimimi, deturparam 'marques' ; "mimimimi, aquilo não era um regime comunista, mas sim um 'capitalismo de estado' [?]" ; "mimimimi, aquilo era um regime totalitário sem liberdade".
Você não, vive de "achismos", teorizações e especulações de coisas tão básicas, disponíveis para qualquer um e de fácil compreensão, inclusive, fundamentadas e comprovadas seguindo a premissa mais básica do empirismo.

Homem Escreveu:Autorização de quem? Precisa apresentar esse laudo psicológico para quem? Em 29 de julho de 2010, o Arizona aboliu a exigência de autorização para comprar e portar arma....

Por que o medo de clicar no spoiler? Eu tiro o texto do spoiler que você quotou e posto aqui sem problema nenhum.
"In 2014, Arizona enacted a law requiring courts to transmit information to the Supreme Court of Arizona, which must transmit it to the Department of Public Safety (DPS), which must transmit it to NICS, whenever the court:

Finds a person incompetent, or subsequently competent, or guilty except insane;
Appoints a guardian for an adult, except when the appointment of a guardian is due solely to the person’s physical incapacity;
Terminates a guardianship; or
Finds a person to constitute a danger to self or others or to be persistently or acutely disabled or gravely disabled as a result of a mental disorder, and the court enters an order for inpatient or outpatient treatment.

A 2011 Arizona law requires reporting to NICS when a formerly mentally ill person’s eligibility to possess firearms is restored. If a court grants a petition restoring a person’s eligibility to possess firearms, the court must promptly notify the Supreme Court of Arizona and DPS. As soon thereafter as practicable, DPS must update, correct, modify or remove the person’s record in any database that DPS “maintains and makes available to [NICS] consistent with the rules pertaining to the database.” Moreover, within ten business days after receiving the notification from the court, DPS must notify the United States Attorney General that the person no longer falls within the provisions of Arizona and federal law prohibiting possession of firearms".

Traído pela ignorância, desconhecimento da língua inglesa, preguiça e no mínimo 4 anos atrasado da realidade.

Existe um órgão público estadual: Departamento Público de Segurança, que deve chancelar o laudo psicológico do postulante a comprar armas de fogo que posteriormente deverá enviá-lo para um cadastro feito com os vendedores de arma de fogo (salvo venda privada de pessoa física para pessoa física), para que ele possa comprar tudo que ele quer.
Com o agravante que o cadastro deve ser atualizado anualmente.

As leis do estado do Arizona e a Constituição do estado, aqui postadas com os respectivos artigos, bem como jurisprudências da Corte Constitucional do estado do Arizona estão todas erradas e você está certo, apenas porque você quer a venda desregulamentada e não concorda com qualquer outra posição e não aceita a realidade dos EUA e dos resto dos planetas que liberam a venda?
Pois é, a lei e a Constituição do Arizona devem ser todas falsas e você está certo.

Minha fontes são de Agosto de 2015, já o seu link é de 2010, tá explicado. Tu foi atrás da informação, viu que estava errado, e mesmo assim jogou uma fonte errada, ultrapassada e desatualizada para ver se ganhava no grito.

E desde 2011, o próprio estado do Arizona pode cassar judicialmente qualquer autorização e venda de armas de fogo, caso não concorde com o laudo psicológico, bem como pode, através da autorização legal, confiscar de pleno qualquer armamento de fogo daqueles que não atualizaram o laudo, ou foram apontados como inaptos psicologicamente para possuir o armamento, até que ele atualize o laudo, ou seja novamente declarado como apto psicologicamente.

E estamos discutindo sobre o estado do Arizona porque você postou que lá era um paraíso sem controle e regulação. Não vou dizer que o jogo virou, porque o jogo nunca virou, você estava errado desde o começo. Tudo bem, é só mais um exemplo de que você não tem a menor ideia e conhecimento do que discutimos aqui e tenta forçar uma realidade paralela dos fatos, bem como lhe falta maturidade para assimilar, reconhecer e lidar com a política das armas de fogo nos EUA.
Pela última vez, o mundo não é como você acha que é ou deveria ser. Não adianta tentar distorcer à realidade, postar coisas contraditórias ou forçar reinterpretações mentirosas dos fatos.

Os três convites continuam de pé.
1) Construir uma máquina do tempo e ir para a Somália morar lá de 1986 - 2006, para não ter Estado, não ter controle e fiscalização de armas de fogo, poder comprá-las e andar de tanque (inclusive armado e operacional);
2) Se vestir de cowboy, entrar em um bar de qualquer cidade no estado de Vermont, tirar os revólveres do bolso, girá-los com o dedo no gatilho, apontar para os outros, colocá-los em uma mesa e chamar qualquer um que te olhe torto para um duelo. Se não for fuzilado, preso ou internado em um hospício;
3) Sair do Estado opressor, se mudar para o meio do mato ou para águas internacionais, construir uma nova comunidade sem nenhuma estrutura estatal (tudo do zero, tudo novo e revolucionário, não vale copiar nada), meter um livre-mercado lá e ser auto-suficiente sem nenhum Estado.

Largue a mão de ser hipócrita e alienado, tem um mundão lá fora completamente diferente do que você acha que é, ou gostaria que fosse, bem diferente do que os seus materiais utópicos de estudo que especulam sobre uma realidade "linda e bela", que nunca existiu, existirá ou que pudesse ter existido mesmo quando todas as circunstâncias eram favoráveis.

Homem Escreveu:Vai se tratar. A Somália não é e nunca foi anarcocapitalista. Daqui a pouco vc vai dizer que o Estado Islâmico é anarcocapitalista.

Como eu falei, eu nem estou discutindo liberar tanque. Eu falo em liberar armas à mão, desde os revólveres até armas mais pesadas, como um AK-47, um GM6 Lynx...

Vá você. Um anarcocapitalista que chama um organização terrorista de Estado, e que fala abertamente que Estado Mínimo se traduz como extinção de um Estado.

E a Somália é o seu paraíso, afinal você não quer abolir o Estado só pra andar de tanque, comprar todo tipo de armamento e extinguir um exército em prol de milícias voluntárias?
Somália (1986 - 2006): Sem Estado, sem moeda oficial, sem Banco Central, armas de fogo completamente liberadas (até aparatos de destruição), várias facções paramilitares e tanques armados abandonados e operacionais aguardando só alguém entrar na cabine e dirigir.

Boa viagem.
Última edição por Remy LeBeau em 03 jul 2016, 08:32, editado 1 vez no total.
Avatar do Usuário
Remy LeBeau
Veterano
Veterano
Mensagens: 297
Registado: 13 mar 2016, 23:41
Reputação: 3
Uzbekistan

Re: Tópico das Armas

Mensagempor Remy LeBeau » 03 jul 2016, 05:22

Thanatos Escreveu:De novo este espantalho de que precisamos de uma anarquia pra poder andar de tanque... Tem aqui 5 lugares onde um civil pode andar de tank e até atirar, aliais, no BF Vegas, da pra um turista dirigir um tank e esmagar um carro. Ele só precisa ter $$$ pra isto > http://www.popularmechanics.com/militar ... tank-here/

Se não me engano, a BlackWater tem uns APC's também(eles já cogitaram comprar tanks, mas chegaram a conclusão que o custo operacional inviabilizaria a utilização de um MBT). Eu não sei se anarquia funciona em regiões grandes, como os EUA. Por isto, no caso dos EUA, defendo o fim do NFA ( https://en.wikipedia.org/wiki/National_Firearms_Act ) e a descentralização do poder legal a nível municipal. Ai se uma cidade quiser experimentar uma anarquia, direito dela.

Eu preciso criar um espantalho desta natureza, quando o nosso amigo fundamenta o viés abolicionista dele porque ele quer andar de tanque de guerra?
Eu preciso deste espantalho quando no outro tópico, o fórum militar postado por você como fonte, um retardado se julgava no direito de defender o fim do Estado porque ele queria ter uma bomba atômica em casa?

Não precisa ir até os EUA, podemos até ficar no HUEzil.
Se tiver grana, conhecimento técnico, ou uma equipe especializada, dá para comprar um avião militar, adaptá-lo e utilizá-lo para fretes. Fica até como dica de investimento, muitos fazem até aqui no HUEzil.

Eu nunca vou entender essa estranha mania de vocês jogarem 43877479843 links e não lerem nem o próprio conteúdo. Mas vamos lá. Eu não vou postar print porque aí seria demais. Eu trabalho com meritocracia. Vou te ensinar a pescar, e não dar o peixe. Mas se não confia em mim, abra o próprio link e dê um control + F.

[+] TEXTO/IMAGEM ESCONDIDO
"As it turns out, it's not all that difficult to rent a tank" = Estamos falando de um aluguel. A empresa compra, presta o serviço através de aluguel. O popular não vai ter a propriedade do tanque, contrariando nosso amigo;

"The majority of companies that do so function as tourist attractions" = Estamos falando de turismo, não estamos falando de propriedade privada ou uso estritamente particular de um indivíduo;

"Generally speaking, each company offers packages with different aspects: shooting guns, crushing cars, even slam through a mobile home" = Atirar em carros (comprados de ferro-velho/usados, ou seja, propriedade privada da empresa de turismo), esmagar carros (propriedade privada da empresa de turismo) e esmagar uma casa contruída pela empresa de turismo para essa finalidade. Sabia que nos parques temáticos você também encontra carros? Casas? Brinquedos?

"It's important to note that U.S. regulations generally require the "de-milling" of a tank's cannon, so there's no firing of the awesome big gun. But hey, you can still crush cars." = Prontooooooo, acabou o sonho, acabou o amor, acabou a ilusão, acabou o romantismo e a idealização romântica dos fatos. Lá está o Estado-malvado-opressor através das leis, ordenando o desmonte das peças de destruição do tanque e estragando a maior diversão que seria dar um atiro com aquele canhão.
Mas hey, você ainda pode passar por cima de carros de ferro-velho, como o nosso amigo americano disse. Bom, na nossa sociedade estatal opressora, se você não tentar fraudar um seguro e nem cometer um homicídio, você pode destruir o próprio carro passando com outro por cima!
Será que devemos pedir o fim do Estado para termos corridas de bate-bate sem a presença dele? Será que devemos acabar com o Estado para ter aquelas corridas de destruição e demolição? Veja, nos EUA com alguns obamas e você pode assistir e participar de um show desses. Ou melhor, pode até adotar isso como profissão, e não vai ser funça!


Já sei, Thanatos, você quer comprar um tanque não é?
Que tal? http://www.milweb.net/classifieds.php?type=1

Poxa, mas todos aqueles tanques estão desarmados. É só a carcaça para se movimentar. Maldito Estado opressor, vamos acabar com ele!!!!!

Que tal um rally de tanque?
"CVRT Sabre - 1972 Historic Vehicle
02 July '16
CVRT Sabre in fantastic all round condition and ready to rally."

Que tal um tanque que corre bem e tem boas rodas?
"Alvis Sabre CVR(T)

02 July '16
1972 Alvis Sabre CVR(T) Runs drives good track and wheels some spares and CES £22,500."

Que tal um tanque com o sistema operacional de mísseis funcionando mas completamente desarmado, com espaço para carona? Já pensou levar a patroa para dar uma volta nesses???
"2K12-KUB
30 June '16
Fully working chassis of 2K12-KUB rocket launcher. No armament system, two pits for passengers instead. Poor health forces sale. 7000 Euros or near offer."

Que merda de Estado opressor que me obriga a comprar um tanque desarmado e modificado, ao invés de me deixar comprar um Uno Mille financiado em 72x. Porra, tem que acabar o Estado para ontem, Mad Max já!!

Tem outros milhares de exemplos como esse retirado do site indicado na sua fonte. Não vou citar mais porque, como eu disse, seria cômodo, e eu quero lhe ensinar a pescar e não dar o peixe. Mas vamos acabar com o Estado para dar rolê de tanque? Bom, teria que acabar com o HUEzil, pois há dois anos um militar usou um tanque do Brasa para levar o filho dele para o colégio (Você, eu e o nosso amigo pagamos a gasosa).

Voltando ao seu link original...
[+] TEXTO/IMAGEM ESCONDIDO
"Ox Hunting Ranch in Uvalde, Texas (about two hours from San Antonio) has a tank!

Tank Model: 1944 M4A2E8 Sherman

Price: $5,500

What You Can Do: O preço acima inclui uma hora de condução em torno, bem como 100 cartuchos cada um dos três metralhadoras diferentes do tanque. The ranch also throws in some other non-tank related bits like free fishing, but we're all about driving tanks here.

Can You Crush a Car?: No, sadly.

Safety Classes Involved: There's at least one "training" session which most likely includes safety lessons."

Veja só. 5.500 obamas para dar um rolê de uma hora com tanque e atirar com metralhadora dentro de um rancho, o que já podemos fazer em um estande de tiro nos EUA. Dá para esmagar carros? Que pena, não dá. Mas como compensação podemos pescar gratuitamente lá...
E os 5.500 obamas estão dotados de impostos, e o material é fiscalizado pelo exército, bem como o equipamento de reparo para o tanque deve ser comprado diretamente com vendedores que possuem licenças federais. Porra de Estado, tem que acabar!!!!1111

"Drive A Tank in Kasota, Minnesota has... a whole bunch of tanks! Like, more than two.

Tank Models: FV433 Abbott SPG, FV432 APC, Russian T-55 MBT, Chieftain MBT, and Sherman E8

Price: $399 to $3,599

What You Can Do: Drive A Tank is possibly the best-known commercial tank experience on the market right now. Part of this is due to the sheer number of packages and vehicles available. Folks can drive around, shoot guns, crush one or two cars, and there's even a special home demolition package. The range in price also makes the experience the most bang for your buck in the United States. If you've seen videos of folks crushing cars in tanks, it's likely someone at Drive A Tank. In fact, even we've been to Drive A Tank.

Can You Crush a Car?: Oh yes. Or two, even. In fact, they'll let you drive the FV432 APC through a mobile home for $3,495.

Safety Classes Involved: Yes, to varying degrees depending on which package is chosen. The more armored vehicles being driven about, the more safety and training involved. They also give an "extensive" history of tanks."

Massa. Dá para esmagar dois carros comprados do ferro-velho, que integram a propriedade privada do empresário, esmagar uma casa artesanal construída, disparar a esmo material comprado com fiscalização e autorização do exército.
Pelo menos esse passeio é melhor que o primeiro.

"Battlefield Vegas in (you guessed it) Las Vegas, Nevada has a tank!

Tank Model: British Chieftain Mk8 refitted to become a M1A1 Abrams replica

Price: $3,500

What You Can Do: Crush a car. That's pretty much it. But still, car crushing! Battlefield Vegas will also send a military Humvee to pick you up from the Las Vegas Strip, so that's not nothing.

Can You Crush a Car?: Yes! All they ask is 24 hours notice.

Safety Classes Involved: No, kind of surprisingly. Given that it's just crushing a car, one of the Battlefield Vegas employees advises the driver on what to do and actually sits behind them within the tank. Another employee out front then provides a visual guide for rolling over the chosen vehicle."
Esse é comédia. O material foi desarmado pelos malditos britânicos para retirar toda a parte divertida de atirar, e o máximo que você pode fazer é esmagar carros comprados no ferro-velho, desde que você avise o empresário 24h antes para ele providenciar, ou vai dar só rolê em uma propriedade privada.
E esse Humvee usado, comprado do exército americano, desarmado, vai te buscar no local.

"The Irish Military War Museum in Starinagh, Collon, Co. Meath (north of Dublin, Ireland) has a tank! Well, kind of.

Tank Model: FV432 armored personnel carrier (APC)

Price: €99 (about $150)

What You Can Do: Learn to drive around. Compared to other options, this is both surprisingly cheap but also the least exciting. Some folks might not consider the APC to be a real tank, but we're counting it in our book. They do give drivers a little dog tag as a memento of their drive. There's also the fact that it's in Ireland, so it might be a hassle to reach for some folks.

Can You Crush a Car?: No such luck.

Safety Classes Involved: Given that these are billed as "lessons," there's almost certainly a safety aspect involved."
Se você quiser tirar a sua CNH para tanque é aqui mesmo. Puta que pariu, que merda de Estado que autoriza ensinarem seres humanos a dizerem tanques, ermmmm. Sem armas, sem carros, só um simulador-real. Droga de Estado, acho que vou me alistar e servir para dar rolê de tanque.

"Tank Town USA in Morganton, Georgia has at least one tank!

Tank Models: Unclear, though appears to be several different APC models.

Price: $75/10 minutes, which sounds cheap but can get expensive fast as each additional 10 minutes is another $65.

What You Can Do: There's the riding around for 10 minutes (or half a mile, whichever comes first), which is fine and dandy given that there's seemingly a little course with bumps and so on to navigate.

Can You Crush a Car?: Yes, and for $499 it seems to be the cheapest car crush available in North America. Value!

Safety Classes Involved: Yup."
Se você tem habilitação de moto vai adorar esse aqui, dar um rolêzinho de tanque em um circuito fechado por até 20 minutos ou metade de uma milha. Que tal? Relembrar o dia do exame prático com um tanque? Onde já se viu que Estado malvado e opressor impedir uma nostalgia?
Pode esmagar um carro, mas vai ter esmagá-lo em até 20 minutos ou menos de metade de uma milha. :fuckyeah


Mas como o nosso amigo disse, o Estado tem que acabar para dar rolê de tanque. Não importa uma legislação flexibilizada, um Estado que atue para controlar e regrar tal prática, bem como tributar... Já pensou que mundão legal, teu cachorro caga no quintal do vizinho e tu é acordado com um tanque militar esmagando a sua casa? Afinal, propriedade privada x propriedade privada, pra quê Estado???
Vocês pedindo o fim do Estado por causa de um tanque.... Eu queria o fim do Estado para andar com a nave dos Jetsons!!!!!111 O Estado tem que acabar para que eu possa voar por aí e guardar a minha nave em uma maleta.

Tudo propriedade privada, reconhecida, garantida, fiscalizada e regulamentada pelo Estado... Ok, no HUEzil um tanque seria demais, mas um jato, avião, helicóptero estão à disposição...
Me falaram que em Sampa o negócio de táxi de helicóptero dá grana, putz se eu pudesse empreender nessa área, maldito Estado que tem que acabar para, ops, mas ele deixa. :megusta

EMP não é exército, é um grupo militar privado autorizado apenas à práticas defensivas em situações de conflito, é um empreendimento privado regulado internamente pelos países que possuem as sedes dessas empresas, internacionalmente e nos locais em que irá atuar.

Legalmente, no caso dos EUA, elas não podem comprar armamento deste tipo no território dos EUA. Então o que eles fazem? Compram no mercado negro do estrangeiro, utilizam no local que estão e não podem voltar para a sede deles com esse equipamento.
Vai acontecer o que aconteceu com o nosso amigo. Ele vai se mudar para a Somália e vai achar um tanque largado, porque a EMP teve que evacuar e não pode transporte o equipamento, sem acabar presa em algum ponto do mundo e extraditada para os EUA. Detalhe, se comprar o armamento americano nem que seja de um nigeriano na Islândia, os EUA vão pedir à extradição.

Aliás, amigo, as empresas militar privada, nos EUA, nem armas de fogo podem comprar lá. Então o que eles fazem? Driblam a lei!
"The private military company Blackwater has found an unusual way to skirt federal laws that prohibit private parties from buying automatic weapons. Blackwater bought 17 Romanian AK-47s and 17 Bushmasters, gave ownership of the guns to the Camden County sheriff and keeps most of the guns at Blackwater's armory in Moyock."
Usa um laranja e faz um contrato de comodato, kkkkkkk. E você achando que o jeitinho só existia no HUEzil.

"Basileus tá mentindo..."
Uma EMP foi contratada pelo Edward Kennedy em 1986 para uma viagem para a América Latina. Kennedy comprou equipamento militar para os malacos. A viagem foi um sucesso, quando voltaram para os EUA...
"Sen. Edward Kennedy's private bodyguard, hired for a trip to South America, was arrested last week when he arrived at the Capitol with two submachine guns and ammunition, officials said Tuesday.
The bodyguard was identified as Charles Stein, 47, a former police officer in San Fernando, Calif., who has worked for the Massachusetts Democrat in the past, providing security on overseas trips. He was released on his own recognizance after appearing in court."
http://articles.orlandosentinel.com/198 ... yguard-uzi

Legalmente eles não podem nem comprar munição para arma de fogo, e você caindo no conto do "não é viável um equipamento deste", pô!

Os T-72 utilizados em Serra Leoa, que resultou na prisão, julgamento e condenação de todos os envolvidos (inclusive da EMP) no TPI de Haia por crimes de guerra e contra a humanidade, foram emprestados pelo governo da Libéria que contratou a EMP.
Especialmente, no caso dos tanques, por causa do conflito em Serra Leoa (Libéria contratou as EMPs para intervirem lá), as leis internacionais passaram a proibir expressamente que as EMPs tomem parte em conflitos militares utilizando tanques de guerra, mesmo que defensiva. Se pegos, serão julgados por crimes de guerra, que são puníveis com pena de morte.

Essas EMPs não são como no video-game, que usam histórias romantizadas, ficção, cheats e dão respawn... Primeiro porque não são exército e não gozam dessa prerrogativa. Segundo que são executados como mercenários em respaldo às Convenções de Genebra. Terceiro que, quotei da Wiki, "According to a 2008 study by the Office of the Director of National Intelligence, private contractors make up 29% of the workforce in the United States Intelligence Community and cost the equivalent of 49% of their personnel budgets", 29% desses caras estavam contratados para serviços de logística do serviço de inteligência dos EUA, e respondiam por quase metade do orçamento disponível para isso. Logo, é mais caro contratar uma EMP do que mandar o funça fazer o serviço, ou seja, é caro esse serivço e nem todos estão dispostos a pagar.

Na prática eles podem contrariar as leis? Bom, homicídio é crime e pessoas continuam sendo assassinadas. Mas a vida de uma EMP não tem relação alguma com o que aparece nos video-games, a vida real é bem diferente.

Para arrematar:
Ser contra a NFA, ok cara, tranquilo. Respeito sua opinião, fica registrado aqui que você é contra;
Descentralização dos municípios já é aplicado nos EUA, alguns podem restringir localmente armas-de-fogo ou facilitar. Já postamos o exemplo de Vermont em que duas cidades (capital, inclusive) contrariaram as leis estaduais e optaram por restringir calibres diante de uma lei estadual liberal;
Cidade anárquica? Não. Cidade é um regime de agrupamento humano hierarquizado, ou seja, é um modelo de Estado. No teu caso, seria um agrupamento humano anarquizado. Não tem como "permitir" uma cidade virar uma anarquia, porque ela deixaria de ser cidade (Estado) e viraria um apanhado de gente, não se misturam, se quer anarquia, tem que abdicar da cidade, se quer cidade, tem que abdicar da anarquia. Fazer isso dentro de um território? Impossível, só se ele se separasse do Estado que se encontra para aí virar o que quiser, sem ser cidade, porque esta última é Estado. Agora um grupo de pessoas saír do Estado para viver em anarquia? Sim, pode, direito de ir e vir, que é o que eu já recomendei ao nosso amigo anarco-capitalista para que ele saia do Estado e vá para as águas internacionais ou para o meio do mato, e viva no seu livre-mercado.

Sobre o APC que eles montaram em 2007 (Grizzly), o projeto foi desenvolvendo para participar de uma licitação do exército dos EUA, só que não passou (muito criticado quanto a blindagem, principalmente a dianteira). Não haveria impedimento para eles desenvolverem e venderem armamentos, por causa do livre-mercado, o que foderia seria o uso. Como o Grizzly não passou e eles ficaram no prejuízo, venderam o que conseguiram e cancelaram o projeto já em 2008.
Avatar do Usuário
Thanatos
Tenente
Tenente
Mensagens: 363
Registado: 11 mar 2016, 12:55
Reputação: 0
Brazil

Re: Tópico das Armas

Mensagempor Thanatos » 03 jul 2016, 12:04

1 - O Kogos mesmo já disse trocentas vezes que é contra o estado porque era anti ético
2 - E ele mesmo defendia a posse/porte de tanks e canhões mesmo antes de ser anarquista
3 - Mesmo que consigamos acabar com o estado, ter uma ogiva "em casa", é ridículo, pois é uma ameaça a todos ao redor. Te-la em uma usina privada, é outra coisa
4 - Novamente. É plenamente possível atirar com aquele canhão. Já te mostrei a lei que torna possível ter armamento do tipo nos EUA(só é caro e burcrático), já até postei trocentos links de canhões nas mãos de civis, plenamente operacionais, em especial o FPSRussia.
5 - Mesmo que fosse impossível ter armamento deste tipo. Você acha certo o estado violar a segunda emenda? Lembre-se a segunda emenda foi feita para permitir que a população se defenda de um governo tirânico. Não pra se defender de um "trombadinha"
6 - Sobre PMC's, não estou falando de "video games". Apenas falei que a Academi TEM UM APC E JÁ COGITOU TER UM TANK.
7 - Você esta comparando o custo de "uma missão". Se fosse mais barato usar "funças", eles utilizariam. Mas e o custo de "manter" toda a estrutura pro estado usar?
8 - Sobre a descentralização, vamos supor que uma cidadezinha faça um plebiscito pra não seguir uma uma lei que eles não suportam e que 99,999(...)% da população apoie. Esta decisão seria respeitada?
9 - "as leis internacionais passaram a proibir expressamente que as EMPs tomem parte em conflitos militares utilizando tanques de guerra, mesmo que defensiva. Se pegos, serão julgados por crimes de guerra, que são puníveis com pena de morte "
Exatamente. É uma tentativa que existe desde os tempos medievais. Centralizar todo o poder nas mãos do estado e infelizmente cada dia que passa, eles chegam mais próximos disto.
Avatar do Usuário
Homem
Moderador
Moderador
Mensagens: 1336
Registado: 12 mar 2016, 19:42
Reputação: 11

Re: Tópico das Armas

Mensagempor Homem » 03 jul 2016, 12:29

Basileus Basileon Escreveu:Mas você cansou de me quotar aqui falando que era um modelo liberalzão fodão perfeito (apesar disto ter sido desmentido com a legislação e a constituição do estado do Arizona), e agora acabou de assumir que lá há violência armada do crime organizado?
É o que eu estou te falando há uma semana, mas você não tem os pés na realidade para compreender... Mesmo em modelos mais liberais, irrestritos, sem controle e fiscalização, você tem o tráfico de armas e o mercado negro de armas para abastecer os indivíduos que são fiscalizados e controlados pelo Estado e que não poderiam ter nada legalmente.

Sim. Lá há violência, mas não é por culpa das armas... Ainda assim há menos violência armada que em outros estados onde tem gun control. Ademais, se não houvesse os regulamentos que vc cita, é provável que a violência seria bem menor no Arizona. Depois que o Arizona facilitou o porte de armas, os números de violência declinaram.
Basileus Basileon Escreveu:Arizona não liberou o porte em 2010. O porte sempre esteve liberado conforme a lei e a constituição de lá que eu postei, assim como está em qualquer outro estado dos EUA, porque a Constituição do país ordena que esse direito exista e não seja removido. O que eu demonstrei com todos os gráficos postados é que os estados dos EUA podem ser mais restritivos ou liberais quanto às armas de fogo, mas nenhum libera geral (continua controlando) e nenhum pode restringir geral. É tão difícil entender?

Liberou 100% em 2010. A partir de 2010 que não precisou mais de autorização para poder portar uma arma no Arizona.
Basileus Basileon Escreveu:E as leis do Arizona, como eu já postei apontando os artigos, incisos e parágrafos, possuem fiscalização e eventual restrição. E sim, junto com Vermont e outro estado que não me lembro, são as mais liberais dos EUA. Não existe essa sua utopia de que algum país ou estado libera geral isso, e só recolhe imposto sem se importar com o que está acontecendo na sociedade.

Essa "utopia" já existiu nos Estados Unidos nos seus primeiros anos. Depois pouco a pouco o estado foi se agigantando e se transformou nesse monstro intervencionista que é hj.... Também já existiu no Brasil antes da lei nº 9437/1997.
Basileus Basileon Escreveu:Pare de tentar deturpar essa discussão como se estivesse tentando dar a entender que eu sou contra. Já falei que sou a favor, e já concordamos dezenas de vezes que Estados que não restringem, ou removem, tal direito, apresentam melhores índices de segurança.

Não é o que parece, pelas fontes que vc cita.

Vc que tem que parar de desviar a discussão para anarcocapitalismo. É como se defender o porte de armas fosse coisa de anarcocapitalista. Conservadores minarquistas defendem o porte irrestrito de armas (mas vc nem isso é). Os EUA nos primeiros anos não era anarcocapitalista e o porte de armas era totalmente liberado.
Basileus Basileon Escreveu:
Homem Escreveu:Fui pesquisar sobre essa ONG que vc citou.... Um bando de esquerdistas desarmamentistas. Vc já viu os prefeitos e ex-prefeitos que integram essa ONG? A maioria é DEMOCRATA. Por que que eles não dizem que as cidades mais violentas dos Estados Unidos são exatamente as que tem forte controle de armas.... Por que eles não dizem que a maioria dos assaltos que ocorrem no Arizona, ocorre em gun free zones (exatamente estas áreas do Arizona que vc citou onde é proibido armas)???Por que eles não dizem toda a verdade???.

E vc vem dizer que defende "exigências mínimfas"? Esses fdps não defendem exigencias minimas, defendem exigencias maximas. Um dos integrantes dessa ONG, Richard M. Daley, depois que ele impôs gun control, os números de homicídios dispararam em Chicago....

Pouco importa se eles são de esquerda ou de direita. Pouco importa se eles querem liberar geral ou restringir geral. Pouco importa quem eles sejam, pois o que o interessa são os dados, que são fornecidos pelo JUDICIÁRIO e pelas FORÇAS POLICIAIS MUNICIPAIS, ESTADUAIS E FEDERAIS.
Perda de tempo e desespero tentar atacar a fonte dos dados ou o argumentador, só porque os dados são contrários as suas convicções pessoais. Se atenha aos fatos. Se não consegue contrariá-los, desista, porque 2 + 2 não deixa de ser 4, se você acha que deveria ser 5. Qualquer ser racional já descobriu na mais tenra idade.

Os dados foram forjados? Não.
Os democratas cometeram esses crimes ou inventaram para aumentar as safras? Não.
Os dados existem pois foram recolhidos dos Poderes Judiciários do Arizona e Federal, e das forças policiais das cidades do Arizona, do estado do Arizona e do governo federal, apenas foram compilados e publicados e encontram lastro na própria legislação local que ordena à publicação deles, o recolhimento de informação diante de crimes e a apreensão das armas de fogo. Já demonstrei no meu último post citando a lei e os artigos.

Importa sim. Eles esconderam informações por conviniência. Eles defendem o total controle de armas... Felizmente eles perderam...
Basileus Basileon Escreveu:Se o cara fodeu Chicago, legalmente ele está autorizado, pois foi colocado lá democraticamente por pessoas que pensam como ele e votaram nele

Quer dizer, o cara fodeu Chicago, e agora se apresenta como se tivesse a solução para os problemas de violência nos EUA, mas de acordo com vc não há demais nisso...
Basileus Basileon Escreveu:PS: Não sou eu apenas que falo em exigências mínimas, mas sim todos os outros estados dos EUA e demais países desse planeta que reconhecem e autorizam os seus respectivos cidadãos a portar e possuir armamentos de fogo. Muito provavelmente até outros planetas que possuam algum tipo de vida inteligente ou não, mas que se organizaram como um Estado e possuem armamento, também vão fiscalizar e regulamentar.
Todo o planeta está errado e você certo? Não. Você não é o Messias. O anarco-capitalismo não irá solucionar e resolver tudo.

Agora defender o porte de armas é coisa de anarcocapitalista....
Basileus Basileon Escreveu:
Homem Escreveu:Autorização de quem? Precisa apresentar esse laudo psicológico para quem? Em 29 de julho de 2010, o Arizona aboliu a exigência de autorização para comprar e portar arma....

Por que o medo de clicar no spoiler? Eu tiro o texto do spoiler que você quotou e posto aqui sem problema nenhum.
"In 2014, Arizona enacted a law requiring courts to transmit information to the Supreme Court of Arizona, which must transmit it to the Department of Public Safety (DPS), which must transmit it to NICS, whenever the court:

Finds a person incompetent, or subsequently competent, or guilty except insane;
Appoints a guardian for an adult, except when the appointment of a guardian is due solely to the person’s physical incapacity;
Terminates a guardianship; or
Finds a person to constitute a danger to self or others or to be persistently or acutely disabled or gravely disabled as a result of a mental disorder, and the court enters an order for inpatient or outpatient treatment.

A 2011 Arizona law requires reporting to NICS when a formerly mentally ill person’s eligibility to possess firearms is restored. If a court grants a petition restoring a person’s eligibility to possess firearms, the court must promptly notify the Supreme Court of Arizona and DPS. As soon thereafter as practicable, DPS must update, correct, modify or remove the person’s record in any database that DPS “maintains and makes available to [NICS] consistent with the rules pertaining to the database.” Moreover, within ten business days after receiving the notification from the court, DPS must notify the United States Attorney General that the person no longer falls within the provisions of Arizona and federal law prohibiting possession of firearms".

Traído pela ignorância, desconhecimento da língua inglesa, preguiça e no mínimo 4 anos atrasado da realidade.

Existe um órgão público estadual: Departamento Público de Segurança, que deve chancelar o laudo psicológico do postulante a comprar armas de fogo que posteriormente deverá enviá-lo para um cadastro feito com os vendedores de arma de fogo (salvo venda privada de pessoa física para pessoa física), para que ele possa comprar tudo que ele quer.
Com o agravante que o cadastro deve ser atualizado anualmente.

As leis do estado do Arizona e a Constituição do estado, aqui postadas com os respectivos artigos, bem como jurisprudências da Corte Constitucional do estado do Arizona estão todas erradas e você está certo, apenas porque você quer a venda desregulamentada e não concorda com qualquer outra posição e não aceita a realidade dos EUA e dos resto dos planetas que liberam a venda?
Pois é, a lei e a Constituição do Arizona devem ser todas falsas e você está certo.

Minha fontes são de Agosto de 2015, já o seu link é de 2010, tá explicado. Tu foi atrás da informação, viu que estava errado, e mesmo assim jogou uma fonte errada, ultrapassada e desatualizada para ver se ganhava no grito.

E desde 2011, o próprio estado do Arizona pode cassar judicialmente qualquer autorização e venda de armas de fogo, caso não concorde com o laudo psicológico, bem como pode, através da autorização legal, confiscar de pleno qualquer armamento de fogo daqueles que não atualizaram o laudo, ou foram apontados como inaptos psicologicamente para possuir o armamento, até que ele atualize o laudo, ou seja novamente declarado como apto psicologicamente.

Cassar qual autorização? Desde 2010 não precisa nem de autorização para portar armas em Arizona...
Basileus Basileon Escreveu:
Homem Escreveu:Vai se tratar. A Somália não é e nunca foi anarcocapitalista. Daqui a pouco vc vai dizer que o Estado Islâmico é anarcocapitalista.

Como eu falei, eu nem estou discutindo liberar tanque. Eu falo em liberar armas à mão, desde os revólveres até armas mais pesadas, como um AK-47, um GM6 Lynx...

Vá você. Um anarcocapitalista que chama um organização terrorista de Estado, e que fala abertamente que Estado Mínimo se traduz como extinção de um Estado.

E a Somália é o seu paraíso, afinal você não quer abolir o Estado só pra andar de tanque, comprar todo tipo de armamento e extinguir um exército em prol de milícias voluntárias?
Somália (1986 - 2006): Sem Estado, sem moeda oficial, sem Banco Central, armas de fogo completamente liberadas (até aparatos de destruição), várias facções paramilitares e tanques armados abandonados e operacionais aguardando só alguém entrar na cabine e dirigir.

Boa viagem.

Pela teoria contratualista do teu guru Thomas Hobbes, o Estado Islâmico é um estado legítimo, afinal, nos países onde ele se instalou, a maioria das pessoas não é muçulmana? Mais ainda: o povo daqueles países não exige um Estado Islâmico???Então pela teoria contratualista, o Estado Islâmico é um Estado legítimo...

Quanto à Somália, já falei várias vezes, não é e nunca foi anarcocapitalista. Ainda assim, apesar de tudo, os indicadores da Somália estão melhores do que sob a ditadura socialista de Siad Barre....
"Acabou o dinheiro, o carro, acabou os amigos e as mulheres" (Predador)
Avatar do Usuário
Remy LeBeau
Veterano
Veterano
Mensagens: 297
Registado: 13 mar 2016, 23:41
Reputação: 3
Uzbekistan

Re: Tópico das Armas

Mensagempor Remy LeBeau » 06 jul 2016, 10:49

Thanatos Escreveu:1 - O Kogos mesmo já disse trocentas vezes que é contra o estado porque era anti ético

Bom saber.

Thanatos Escreveu:2 - E ele mesmo defendia a posse/porte de tanks e canhões mesmo antes de ser anarquista

Impossível diante da conjectura atual. Salvo comprar um armamento desses, autorizado pelo Estado, que irá realizar uma auditoria, desmilitarizá-lo, desmontar alguns equipamentos (outros autoriza), e semi-novo. Mas aí só para colecionadores ou um empreendimento mesmo, difícil um cidadão comum ter bala na agulha.

Thanatos Escreveu:3 - Mesmo que consigamos acabar com o estado, ter uma ogiva "em casa", é ridículo, pois é uma ameaça a todos ao redor. Te-la em uma usina privada, é outra coisa

Concordo e assino embaixo. É isso que eu queria dizer desde que postei isso há meses. Mas o cara achava válido acabar com o Estado, comprar o material, montar e revender. Como qualquer Estado impede, ele queria o fim e achava que com o abolicionismo ele poderia ter suas bombas atômicas.

Thanatos Escreveu:4 - Novamente. É plenamente possível atirar com aquele canhão. Já te mostrei a lei que torna possível ter armamento do tipo nos EUA(só é caro e burcrático), já até postei trocentos links de canhões nas mãos de civis, plenamente operacionais, em especial o FPSRussia.

Mas eu não disse que era impossível com base no vídeo e nos links. Falei que de todos os exemplos ali, apenas um permitia, com controle rígido do Estado, desde vistorias, autorizações, auditorias e até mesmo obrigando o dono do empreendimento a comprar munição através de um vendedor com licença federal (Departamento de Álcool, Tabaco e Armas).
O caso do FPSRussia resultou na detenção temporária dele, por só ter uma licença de uso particular de armas de fogo, e ele começou a vender equipamentos militares, sem licença para tal fim, o que é proibido. Ele foi detido até tirar a licença para venda e aí autorizado.
É mais um exemplo de regulamentação, controle e fiscalização de uma liberdade.

Thanatos Escreveu:5 - Mesmo que fosse impossível ter armamento deste tipo. Você acha certo o estado violar a segunda emenda? Lembre-se a segunda emenda foi feita para permitir que a população se defenda de um governo tirânico. Não pra se defender de um "trombadinha"

Mas o Estado não viola porque não removeu a emenda, kkkkk. Ela continua lá. Se solidificou como uma cláusula pétrea. O que é proibido é remover o direito ao porte e a posse em todo o EUA, através de uma Lei Federal ou da remoção da Emenda na Constituição.
O que difere é que os estados de lá são verdadeiramente federados, e autorizados à legislar sobre essa matéria. Alguns são restritivos, beirando ao proibicionismo, e outros mais liberais. Ponto. Mas o direito continua lá, ainda que para poucos. Isso é autorizado de acordo com o sistema adotado deles. É diferente de fazer uma nova Constituição (o que eles não querem) ou remover a Emenda (o que tentaram recentemente e não deu).
De um governo tirânico nacional como estrangeiro. Só acrescentaria isso.

Thanatos Escreveu:6 - Sobre PMC's, não estou falando de "video games". Apenas falei que a Academi TEM UM APC E JÁ COGITOU TER UM TANK.

Me parece que está, porque já foi dito que legalmente eles não podem possuir, e utilizam de "jeitinhos" para ter. A Blackwater tentou um empreendimento legal, montando uma Pessoa Jurídica para fabricar armamentos, o que pode, mas ela não poderia utilizá-los. Qual era a destinação desses equipamentos? Vender para o Exército dos EUA através de uma licitação aberta. Não deu, o equipamento não era bom o bastante. Tentaram apagar o prejuízo vendendo para fora (o que também pode), mas não deu muito certo e cancelaram o projeto. Restaram alguns protótipos. Produzir podem, vender idem, agora manter e utilizar, não, porque é proibido. Ponto.
Elas só podem possuir no mercado negro e fora da jurisdição dos EUA, em alguma missão por exemplo. Se voltarem para lá com ele, acabou, é preso. E desde a Libéria/Serra Leoa, se forem descobertos utilizando algum tanque de guerra, sem autorização do Estado local, sem autorização de forças internacionais ou estrangeiras que lá estão, é prisão e entrega para Haia ou execução sumária (no caso das forças locais pegarem).

Thanatos Escreveu:7 - Você esta comparando o custo de "uma missão". Se fosse mais barato usar "funças", eles utilizariam. Mas e o custo de "manter" toda a estrutura pro estado usar?

Negativo. Leia o estudo de volta, não é isso que está lá, kkkkk...
Eles foram contratados pelos EUA para serviço de logística. E quase 30% desse tipo de serviço, que seria dos EUA, foi terceirizado na mão deles, o que encareceu e consumiu quase a metade do orçamento disponível para esse fim.
Como está dito, as contratações foram realizadas para o serviço de logística do serviço de informação dos EUA, é mais barato manter um funça do que terceirizar. Ninguém está falando em ações militares, mas sim logística. Logística para a CIA, melhor dizendo.
Eles terceirizam porque em caso de envolvimento, não se pode implicar o governo e sim uma agência ou entes privados que atuaram deliberalidamente para algum fim específico (espionagem industrial, por exemplo). Como já foi feito no Oriente Médio mais de uma vez e em outras regiões de conflito.

Só demonstra que o serviço é caro, tanto para a contratação, como para molhar a mão de alguém para virar a cara, fornecimento de equipamentos (o próprio Estado que proíbe, acaba entregando por trás da cortina), transporte e etc...
O filme "Senhor da Guerra" (que é uma versão romantizada da vida de Viktor Bout) mostra bem isso, com base em fatos reais do envolvimento de Bout com EMPs na África e contrabando de armamento soviético, bem como americano posteriormente, para essas empresas que lá estavam. Já que ele remetia armamentos oficiais com anuência dos Estados para EMPs que lá estavam e possuíam acordos com entes privados e governos. Ele supriu muitas EMPs na Libéria e em Serra Leoa, até que a casa caiu e isso se tornou combatido no planeta todo.

Thanatos Escreveu:8 - Sobre a descentralização, vamos supor que uma cidadezinha faça um plebiscito pra não seguir uma uma lei que eles não suportam e que 99,999(...)% da população apoie. Esta decisão seria respeitada?

Depende do modelo federado/país.
No Brasil, se a lei for federal ou estadual isso jamais passaria. Não importa qual lei fosse e sobre qual matéria ela fosse.
Nos EUA, sim/não. Dependendo da matéria da lei federal/estadual, os municípios podem deliberar se querem ou não, já outras, acabam por acatar.

Isto foi demonstrado nesse tópico, nos exemplos de algumas cidades do estado de Vermont, que contrariam a política de armas estadual. Bem como do Arizona, que optou por não seguir algumas leis federais quanto ao controle e a fiscalização das armas de fogo e ter uma lei mais flexível.

Thanatos Escreveu:9 - "as leis internacionais passaram a proibir expressamente que as EMPs tomem parte em conflitos militares utilizando tanques de guerra, mesmo que defensiva. Se pegos, serão julgados por crimes de guerra, que são puníveis com pena de morte "
Exatamente. É uma tentativa que existe desde os tempos medievais. Centralizar todo o poder nas mãos do estado e infelizmente cada dia que passa, eles chegam mais próximos disto.

Não. Existe desde os anos 90 por causa do conflito civil em Serra Leoa, em que a Libéria, para não intervir militarmente no conflito, contratou EMPs e supriu as EMPs com armamento militar próprio e comprado de mercadores, e mandou que essas empresas cumprissem alguns objetivos militares ali dentro (usando T-52s). Foram capturados, entregaram toda a cadeia de comando da EMP e o ditador da Libéria. A casa caiu para todo mundo. Foram condenados. A comunidade internacional decidiu por isso, e por influência e insistência da França, até mesmo os sócios da EMPs podem ser condenados a morte por causa de um crime de guerra ou contra a humanidade.
Igual as milícias particulares do Kadyrov (Chechênia), que são bancadas pelo próprio ditador Kadyrov, às quais foram enviadas para a Ucrânia com anuência do governo russo que supriu os rebeldes locais e essas milícias, para cumprirem alguns objetivos militares no leste da Ucrânia. E alguns já foram executados sumariamente quando capturados e outros foram presos para julgamento. Como isso foi descoberto, houve um grande escândalo demonstrando o envolvimento do governo russo no conflito, sem enviar suas próprias tropas (que estão mobilizadas na fronteira, em que pese alguns cruzarem ela para tomar parte no conflito), mas que supriu grupos lá e sofre sanções econômicas por isso.

Por que os governos contratam as EMPs? Para não se "envolverem" no conflito. Só que como se trata de uma guerra, tem que oferecer logística e material para os caras e aqui muita gente cai.
Por isso algumas EMPs, para cortar custos (e deve ser caro pra caralho ter uma empresa dessas), fornecem só equipamento para treino, já que muitas missões são subsidias por governos ou entes privados que irão fornecer o equipamento para a missão.
Avatar do Usuário
Remy LeBeau
Veterano
Veterano
Mensagens: 297
Registado: 13 mar 2016, 23:41
Reputação: 3
Uzbekistan

Re: Tópico das Armas

Mensagempor Remy LeBeau » 06 jul 2016, 12:03

Homem Escreveu:Sim. Lá há violência, mas não é por culpa das armas... Ainda assim há menos violência armada que em outros estados onde tem gun control. Ademais, se não houvesse os regulamentos que vc cita, é provável que a violência seria bem menor no Arizona. Depois que o Arizona facilitou o porte de armas, os números de violência declinaram.

E eu não estou culpando as armas pela violência. Se estivesse, seria proibicionista, o que não sou. Existe, como existirá, afinal nenhum modelo de segurança do planeta é 100% eficaz. Estou demonstrando que mesmo nos modelos mais liberais continuam a existir crimes (e não estou falando, por exemplo, de um homicídio em legítima defesa), como o próprio Arizona é responsável, em número gerais, por suprir os cartéis do narcotráfico mexicano. Novamente, tanto em um modelo de proibição geral ou de um de liberação geral, crimes, contrabando e etc continuam a existir.

Com ou sem restrição os crimes continuarão a existir. Por isso é equivocado falar que é só liberar geral que não existirão mais crimes.
"Mas o modelo liberal tem taxas menores" e eu não questionei isso. Apenas indiquei que o tal modelo liberal é fiscalizado e controlado, você que passou a inferir que isso contribuía para a violência, mesmo quando eu demonstro que todos os modelos possuem essa premissa, até Vermont, o mais liberal e ainda fiscalizado e regulamentado, que possui as taxas mais baixas.

"Depois que o Arizona facilitou o porte de armas, os números de violência declinaram"
Facilitou em que sentido? Desde que o Arizona passou a fazer parte dos EUA já é assim, uma vez que a Constituição deles é do final do século XVIII. Até hoje é, mesmo com administrações democratas.

Homem Escreveu:Liberou 100% em 2010. A partir de 2010 que não precisou mais de autorização para poder portar uma arma no Arizona.

Mentira. As legislações locais, as recentes reformas de 2014, a Constituição do estado e os julgados mais recentes demonstram a necessidade de conseguir o laudo psicológico chancelado por um profissional habilitado pelo estado; um cadastro frente as lojas que vendem o equipamento e com necessidade de atualização anual e o conteúdo do cadastro referendar que o indivíduo está apto conforme os requisitos dispostos na lei. Quem faz tudo isso são os entes privados, e não o Estado como em outros estados.

Se estiver tudo errado, o Arizona retira esse direito e confisca todo o armamento.

Você está confundindo "estar habililitado" com "licença estadual" ou "autorização estadual".

Homem Escreveu:Essa "utopia" já existiu nos Estados Unidos nos seus primeiros anos. Depois pouco a pouco o estado foi se agigantando e se transformou nesse monstro intervencionista que é hj.... Também já existiu no Brasil antes da lei nº 9437/1997.

No Brasil era infinitamente mais restritiva do que agora, ou do que nos EUA. Até mesmo os estados mais restritivos nos EUA, são bem liberais quanto ao HUEzil do passado.

Nos EUA é claro, vários estados foram formando os EUA, surgindo, comprados ou conquistados, mas as armas continuam. Ademais, houve uma profunda transformação dos armamentos que se tornaram mais mortíferos. Agora, nem mesmo naquela época o indivíduo teria um navio de guerra, por exemplo. Não difere nada. Naquela época só teriam carabinas e revólveres de pólvora. O grosso continuava restrito por falta de logística. Ainda hoje o indivíduo pode possuir um rifle ou uma pistola por exemplo, mesmo com a lei atual.

"Mas era liberal!!!!!!!!!1111111"
... E não tinha a tecnologia de hoje!!!!!!!!111

Nenhum americano poderia possuir um tanque de guerra, pós-Primeira Guerra Mundial. Quando há uma alteração legal por lá, o armamento mais pesado ainda estava longe da realidade populacional. E, mesmo hoje, restringindo, já foi demonstrado por aqui que mesmo com a política nacional atual, o cara pode dar rolêzinho de tanque sem precisar acabar com o Estado.
Ou seja, mesmo fiscalizando e restringindo nos dias de hoje, a liberalidade é infinitamente maior do que antes por causa do desenvolvimento tecnológico. E ressalvadas às devidas proporções, mesmo com a lei atual, o cara compra o que os antepassados de séculos atrás podiam comprar.

Ah, e no tempo das cavernas nem lei existia e todo mundo podia se armar livremente: porrete, lança, espada, facada, tacape e etc. Entendeu? De que adianta, se tudo é favorável e não existe logística?

Homem Escreveu:Não é o que parece, pelas fontes que vc cita.

Vc que tem que parar de desviar a discussão para anarcocapitalismo. É como se defender o porte de armas fosse coisa de anarcocapitalista. Conservadores minarquistas defendem o porte irrestrito de armas (mas vc nem isso é). Os EUA nos primeiros anos não era anarcocapitalista e o porte de armas era totalmente liberado.

Porque eu tenho os pés no chão, não vivo em uma bolha e sei como é feito lá, que não é essa teorização de que é tudo liberado e bonito, sem o Estado junto e fiscalizando. É simples, você que se fecha para isso porque quer argumentar contra à realidade e os fatos.

Não estou desviando, você que enfia ela para sustentar o seu abolicionismo diante do tema, de que seria tudo um conto de fadas liberando geral e o Estado acabando. Inclusive, usa do porte e da posse para sustentar o fim do Estado, vide a trágica história do tanque.

Além do porte e da posse irrestritos serem uma grande utopia. O fim do Estado também.

Agora os EUA não eram absurdamente liberais antigamente? No outro tópico você dizia que era hiper-liberal, ora, decida-se... E o porte e posse liberados lá era por falta de logística para regulamentar a matéria, fora que o armamento liberado era apenas de carabinas e revólveres de pólvora. É diferente do desenvolvimento dos armamentos no dia de hoje e o seu poder de destruição. Você não andaria de tanque naquela época, e nem em um navio militar, desista.

E temos a Somália, que reuniu todos esses pressupostos aí como ausência de Estado e porte/posse irrestritos através de um: Estado falido, "Estado sem Estado", sem banco central, sem moeda oficial, sem exército centralizado, sem poder, várias milícias populares, porte e posse de arma de fogo liberado, tanques disponíveis e etc. Está aí o paraíso anarco-capitalista com um direito desses totalmente livre.
E até estudos econômicos feitos por anarco-capitalistas sobre esse período e o conflito foram feitos, mas ninguém foi morar lá em Pasárgada... :lol

Homem Escreveu:Importa sim. Eles esconderam informações por conviniência. Eles defendem o total controle de armas... Felizmente eles perderam...

Por que o medo dos dados? Por que não tenta explicá-los? Por que não tenta refutá-los com outra fonte? Porque não dá, porque não tem como.

Não adianta atacar a fonte. Como a lei demonstrou, é obrigatório o recolhimento de dados das armas vendidas, das armas apreendidas, das armas utilizadas nos crimes e dos dados dos compradores e vendedores, quando houver uma investigação ou um processo. Isto tudo está acima de qualquer administração democrata ou republicana, porque a lei obriga, e nenhum grupo político tentou revogá-la.

Só restou atacar a fonte dos dados, e não eles, porque contrariam e demonstram o quão errado você está.
Não adianta postar mimimimis na Internet, nenhum estadista ou especialista em segurança pública leva a sério uma tese tão absurda e impraticável como essa. Salvo a Somália, que virou aquilo por fatores externos, mas que reunia todos os pressupostos abolicionistas e do porte e posse liberalizados.

Homem Escreveu:Quer dizer, o cara fodeu Chicago, e agora se apresenta como se tivesse a solução para os problemas de violência nos EUA, mas de acordo com vc não há demais nisso...

Ele fodeu Chicago porque ele só entrou lá graças aos eleitores, que pensam como ele, que colocaram o lá através de um processo democrático. Já os defensores do porte e da posse, foram vencidos no processo democrático. Não há conspiracionismo em cima disso, apenas fatos. Ademais, como já dito 43437843 vezes, o modelo dos EUA permite pequenas decisões como essas.

Homem Escreveu:Agora defender o porte de armas é coisa de anarcocapitalista....

Saia do armário, ué. Já manifestou mais de uma vez a sua posição de anarcocapitalista e defensor irrestrito do porte e a posse desregulamentados e descontrolados.
Você não faz parte da solução dos problemas, mas sim dos próprios problemas, pois só apresenta concepções absurdas, ilógicas e impraticáveis. Por sorte, nenhum especialista em segurança pública, governo e etc adotam tais medidas utópicas.

Homem Escreveu:Cassar qual autorização? Desde 2010 não precisa nem de autorização para portar armas em Arizona...

Você não sabe nem quais são so requisitos obrigatórios para comprar arma de fogo lá. Não sabe a diferença do que é uma autorização e do que é uma licença. Não sabe nem como é a política e a legislação local do Arizona. Aí fica postando esses troços absurdos e desatualizados.
Não vou insistir, está tudo postado aqui, desde a Constituição local e as leis demonstrando que você não faz a menor ideia da realidade de lá, além do quanto está equivocado.
Quer ficar na ignorância, fique aí sozinho.

E o que é cassado (para aqueles que querem aprender sobre o tema) é a habilitação proveniente do cadastro que o indivíduo faz perante um vendedor, o qual, em tese, habilita ele de acordo com os requisitos legais. Se ele não atualiza, ou é reprovado em um exame psicológico, essa habilitação é cassada e o armamento confiscado até que ele atualize o cadastro, recobre à capacidade ou então perde esse direito porque não está apto. Se ele tentar comprar diretamente com uma pessoa física, ambos vão presos porque o cara não está habilitado para portar e possuir, e o vendedor porque não podia vender para ele.
Mas nosso amigo acha que isso é conspiracionismo, mesmo estando na lei. :yaoming

Homem Escreveu:Pela teoria contratualista do teu guru Thomas Hobbes, o Estado Islâmico é um estado legítimo, afinal, nos países onde ele se instalou, a maioria das pessoas não é muçulmana? Mais ainda: o povo daqueles países não exige um Estado Islâmico???Então pela teoria contratualista, o Estado Islâmico é um Estado legítimo...

Quanto à Somália, já falei várias vezes, não é e nunca foi anarcocapitalista. Ainda assim, apesar de tudo, os indicadores da Somália estão melhores do que sob a ditadura socialista de Siad Barre....

Isso que dá ficar só na punhetação libertária mesmo, e teorizando utopias... Tu não sabe merda alguma de História e Filosofia, por isso não consegue debater absolutamente nada aqui.

Hobbes deu a sua versão do surgimento do Estado, e respectiva finalidade. O Estado Islâmico é uma organização militar terrorista que invadiu vários países soberanos.

Mais de 100 anos depois de Hobbes vem a Paz de Westfália que é o marco histórico para explicar quais são os pressupostos de um Estado. Mas você está uns 400 anos atrasados em relação aos demais, e ainda não compreendeu isso. Não entendeu que há 400 anos os Estados são divididos em Estados modernos e pré-modernos.

Sobre a Somália. É claro que melhorou, afinal o Estado faliu após o esquerdismo, e nem existia mais, caindo no meio de uma guerra civil, que resultou em um genocídio. Nem Estado Mínimo era, nem Estado existia. Não havia regulamentação das armas de fogo, qualquer um poderia ter, só bastava ter grana. Não havia exército, mas sim milícias armadas e voluntárias....
Era o paraíso para qualquer anarquista que defende o porte e a posse de forma irrestrita....

Cuidado com esses estudos, pois já foram desacreditados e desmentidos há tempos, já que os dados foram colhidos após o conflito militar, quando o país já estava centralizado e o grosso das hostilidades haviam cessado. Além do problema ético de fazer um estudo econômico (equivocado, por sinal) de um genocídio que vitimou entre 100.000 - 300.000 seres humanos.
Avatar do Usuário
mafioso
Veterano
Veterano
Mensagens: 118
Registado: 26 mar 2016, 18:09
Reputação: 1
Brazil

Re: Tópico das Armas

Mensagempor mafioso » 06 jul 2016, 15:07

nem li
FODA SE !
Avatar do Usuário
Homem
Moderador
Moderador
Mensagens: 1336
Registado: 12 mar 2016, 19:42
Reputação: 11

Re: Tópico das Armas

Mensagempor Homem » 08 jul 2016, 20:14

Já que vc quer dados atualizados, então vamos lá.

Lei sancionada recentemente pelo governador do Arizona:

O governador Doug Ducey assinou legislação que permite armas perto de escolas e penaliza cidades com leis de armas mais rígidas do que o estado:

http://www.azcentral.com/story/news/pol ... /84195278/
"Acabou o dinheiro, o carro, acabou os amigos e as mulheres" (Predador)
Avatar do Usuário
Remy LeBeau
Veterano
Veterano
Mensagens: 297
Registado: 13 mar 2016, 23:41
Reputação: 3
Uzbekistan

Re: Tópico das Armas

Mensagempor Remy LeBeau » 09 jul 2016, 21:08

Homem Escreveu:Já que vc quer dados atualizados, então vamos lá.

Lei sancionada recentemente pelo governador do Arizona:

O governador Doug Ducey assinou legislação que permite armas perto de escolas e penaliza cidades com leis de armas mais rígidas do que o estado:

http://www.azcentral.com/story/news/pol ... /84195278/

Você não tem a menor ideia do que defende, do que quer e do que acha correto.

Uma hora você fala que é libertário, defensor irrestrito do porte e posse de armas de fogo e anti-Estado. E agora, me posta um link de uma lei, assinada e ratificada pelo governador do Arizona que amplia e regulamenta um direito, que há alguns poucos dias você dizia que deveria existir alheio do Estado, sem fiscalização e regulamentação...
Ou seja, tu me posta uma notícia do Estado baixando uma lei para regulamentar e controlar um direito, dias depois de dizer que o próprio Estado deveria acabar e que esse direito deveria ser absoluto. :facepalm:

É o que eu estou falando desde que você ficou se doendo aí. O Estado legislando e regulamentando a matéria, inclusive estipulando uma indenização frente a ele próprio (municípios), em caso de descumprimento.
Como você iria regulamentar isso aí sem o Estado? Na base do uga-uga e no porrete, como no tempo das cavernas? :delicia

Agora você é conivente com o Estado e ele é bão? :yaoming

Não existe nada de absoluto e imutável, acima de qualquer coisa e sem fiscalização. Pelo contrário, é regulamentado e fiscalizado na figura da lei e pelo Estado. O que você não entende até agora é que um grupo de legislações podem ser mais liberais e outras restritivas, mas tudo é feito e regulamentado pelo próprio Estado, porque a Segunda Emenda reconhece um direito individual e obriga o próprio ente a não removê-lo e adequá-lo (controle/regulamentação) de acordo com à realidade dos EUA.
Avatar do Usuário
Homem
Moderador
Moderador
Mensagens: 1336
Registado: 12 mar 2016, 19:42
Reputação: 11

Re: Tópico das Armas

Mensagempor Homem » 09 jul 2016, 21:13

Basileus Basileon Escreveu:
Homem Escreveu:Já que vc quer dados atualizados, então vamos lá.

Lei sancionada recentemente pelo governador do Arizona:

O governador Doug Ducey assinou legislação que permite armas perto de escolas e penaliza cidades com leis de armas mais rígidas do que o estado:

http://www.azcentral.com/story/news/pol ... /84195278/

Você não tem a menor ideia do que defende, do que quer e do que acha correto.

Uma hora você fala que é libertário, defensor irrestrito do porte e posse de armas de fogo e anti-Estado. E agora, me posta um link de uma lei, assinada e ratificada pelo governador do Arizona que amplia e regulamenta um direito, que há alguns poucos dias você dizia que deveria existir alheio do Estado, sem fiscalização e regulamentação...
Ou seja, tu me posta uma notícia do Estado baixando uma lei para regulamentar e controlar um direito, dias depois de dizer que o próprio Estado deveria acabar e que esse direito deveria ser absoluto. :facepalm:

É o que eu estou falando desde que você ficou se doendo aí. O Estado legislando e regulamentando a matéria, inclusive estipulando uma indenização frente a ele próprio (municípios), em caso de descumprimento.
Como você iria regulamentar isso aí sem o Estado? Na base do uga-uga e no porrete, como no tempo das cavernas? :delicia

Agora você é conivente com o Estado e ele é bão? :yaoming

Não existe nada de absoluto e imutável, acima de qualquer coisa e sem fiscalização. Pelo contrário, é regulamentado e fiscalizado na figura da lei e pelo Estado. O que você não entende até agora é que um grupo de legislações podem ser mais liberais e outras restritivas, mas tudo é feito e regulamentado pelo próprio Estado, porque a Segunda Emenda reconhece um direito individual e obriga o próprio ente a não removê-lo e adequá-lo (controle/regulamentação) de acordo com à realidade dos EUA.

Você entendeu tudo errado. O estado está retirando as restrições que ele mesmo impôs....
"Acabou o dinheiro, o carro, acabou os amigos e as mulheres" (Predador)

Voltar para “Taverna”

Quem está logado:

Usuários neste fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante