Se registrou agora? é obrigatório se apresentar neste tópico em menos de 24 horas, sob pena de exclusão: [Novatos] Apresente-se aqui.

OBS.: Para participar do Chat, ver perfis e acessar o sub-fórum Relatos & Relacionamentos você precisa se cadastrar no Fórum. Os tópicos dessa seção não aparecem no box de mensagens recentes abaixo.

Caso sua conta não tenha sido aprovada imediatamente, aguarde o prazo de 2 (dois) dias úteis para ter seu cadastro efetivado por um Administrador.

A amante... A estranha verdade...

Discussões com temáticas realistas e afins
Avatar do Usuário
Major Lobo Realista
Líder da Moderação
Líder da Moderação
Mensagens: 2214
Registado: 14 mar 2016, 01:30
Reputação: 18
United States of America

A amante... A estranha verdade...

Mensagempor Major Lobo Realista » 11 jan 2018, 16:34

Imagem

Alguns anos depois que nasci, meu pai conheceu uma estranha, recém-chegada à nossa pequena cidade.

Desde o princípio, meu pai ficou fascinado com esta encantadora personagem e, em seguida, a convidou a viver com nossa família.

A estranha aceitou e, desde então, tem estado conosco.

Enquanto eu crescia, nunca perguntei sobre seu lugar em minha família; na minha mente jovem já tinha um lugar muito especial.

Meus pais eram instrutores complementares... minha mãe me ensinou o que era bom e o que era mau e meu pai me ensinou a obedecer.

Mas a estranha era nossa narradora.

Mantinha-nos enfeitiçados por horas com aventuras, mistérios e comédias.

Ela sempre tinha respostas para qualquer coisa que quiséssemos saber de política, história ou ciência.

Conhecia tudo do passado, do presente e até podia predizer o futuro!

Levou minha família ao primeiro jogo de futebol.

Fazia-me rir, e me fazia chorar.

A estranha nunca parava de falar, mas o meu pai não se importava.

Às vezes, minha mãe se levantava cedo e calada, enquanto o resto de nós ficava escutando o que tinha que dizer, mas só ela ia à cozinha para ter paz e tranquilidade.

(Agora me pergunto se ela teria rezado alguma vez para que a estranha fosse embora).

Meu pai dirigia nosso lar com certas convicções morais, mas a estranha nunca se sentia obrigada a honrá-las.

As blasfêmias, os palavrões, por exemplo, não eram permitidos em nossa casa… nem por parte nossa, nem de nossos amigos ou de qualquer um que nos visitasse.

Entretanto, nossa visitante de longo prazo usava sem problemas sua linguagem inapropriada que às vezes queimava meus ouvidos e que fazia meu pai se retorcer e minha mãe se ruborizar.

Meu pai nunca nos deu permissão para tomar álcool.

Mas a estranha nos animou a tentá-lo e a fazê-lo regularmente.

Fez com que o cigarro parecesse fresco e inofensivo, e que os charutos e os cachimbos fossem distinguidos.

Falava livremente (talvez demasiado) sobre sexo.

Seus comentários eram às vezes evidentes, outras sugestivos, e geralmente vergonhosos.

Agora sei que meus conceitos sobre relações foram influenciados fortemente durante minha adolescência pela estranha.

Repetidas vezes a criticaram, mas ela nunca fez caso aos valores de meus pais, mesmo assim, permaneceu em nosso lar.

Passaram-se mais de cinquenta anos desde que a estranha veio para nossa família.

Desde então mudou muito; já não é tão fascinante como era no princípio.

Não obstante, se hoje você pudesse entrar na guarida de meus pais, ainda a encontraria sentada em seu canto, esperando que alguém quisesse escutar suas conversas ou dedicar seu tempo livre a fazer-lhe companhia...

Seu nome?

Ah! seu nome…

Chamamos de TELEVISÃO!

É isso mesmo; a intrusa se chama TELEVISÃO!

Agora ela tem um marido que se chama Computador.

Um filho que se chama Celular.

E um neto de nome Tablet.

A estranha agora tem uma família.

A nossa será que ainda existe?
Gostou dessa mensagem? Então clique em "qualificar positivamente" ali do lado direito superior da mensagem. Obrigado!

O que me preocupa não é nem o grito dos esquerdistas, das feminazis, das mães solteiras, dos corruptos, dos maconheiros, dos cachorrentos, dos LGBTs, dos sem caráter e sem ética... O que me preocupa é o silêncio dos bons.

Meu blog: http://mundoconservador.wordpress.com/
Avatar do Usuário
albertosantos
Veterano
Veterano
Mensagens: 836
Registado: 12 mar 2016, 07:42
Reputação: 6
Brazil

Re: A amante... A estranha verdade...

Mensagempor albertosantos » 11 jan 2018, 18:23

Porra, texto foda
Avatar do Usuário
Bill Kazmaier
Moderador
Moderador
Mensagens: 516
Registado: 16 abr 2016, 17:14
Reputação: 21
United States of America

Re: A amante... A estranha verdade...

Mensagempor Bill Kazmaier » 11 jan 2018, 20:30

O macaco artificial vem sendo manipulado por terceiros desde sempre. E com o advento da tecnologia, essa manipulação se tornou muito mais fácil de se difundir. Orangotangos sem consciência nenhuma do que se passa no mundo são facilmente distraídos pelas mais diminutas futilidades a nível sensorial. No caso, a cabeça deles é um vaso, uma esterqueira, e os produtores de "conteúdo", tratam de enche-las de merda até o talo, e ainda os faz implorar por mais.
"IT'S ALL ABOUT WORKING BODY, MIND AND SOUL"

"Todo mundo tem um plano....Até tomar o primeiro soco" M. Tyson"
Avatar do Usuário
Schrödinger
Membro VIP
Membro VIP
Mensagens: 489
Registado: 27 abr 2017, 20:53
Reputação: 10
Brazil

Re: A amante... A estranha verdade...

Mensagempor Schrödinger » 11 jan 2018, 20:31

TV é uma coisa que não tenho e não sinto falta.
Se você está aqui pra aprender a agradar mulher, você é um filho da puta, aqui não é o teu lugar. Enfia o teu rabo no meio das pernas e saia daqui.

Voltar para “Fórum da Real”

Quem está logado:

Usuários neste fórum: Nenhum utilizador registado e 2 visitantes