Se registrou agora? é obrigatório se apresentar neste tópico em menos de 24 horas, sob pena de exclusão: [Novatos] Apresente-se aqui.
- Você pode pedir alteração de nick aqui. A alteração de nick não impede o login através do facebook.
.
Você pode mudar a cor do fórum. Confira os Temas do Fórum e altere-os no Painel.

OBS.: Para participar do Chat, ver perfis e acessar o sub-fórum Relatos & Relacionamentos você precisa se cadastrar no Fórum. Os tópicos dessa seção não aparecem no box de mensagens recentes abaixo.

Sobre contas do Facebook: Ás vezes algumas contas criadas provenientes do Facebook ficam aguardando aprovação de um administrador. O tempo máximo para aprovação é de 1 dia.

Tópico de Jogos e Consoles

Todos os demais assuntos não relacionados nos outros fóruns devem ser postados aqui.
Avatar do Utilizador
Major Lobo Realista
Moderador Global
Moderador Global
Mensagens: 2021
Registado: 14 mar 2016, 01:30
United States of America

Re: Pixel Memories!

Mensagempor Major Lobo Realista » 17 jun 2016, 13:41

Streets of Rage era foda também, eu jogava com meus amigos no nível hard, nunca enjoava. Tinha um amigo meu que dizia ser apaixonado pela Blaze. :facepalm:

Imagem
Avatar do Utilizador
Remy LeBeau
Veterano
Veterano
Mensagens: 297
Registado: 13 mar 2016, 23:41
Uzbekistan

Re: Pixel Memories!

Mensagempor Remy LeBeau » 17 jun 2016, 14:16

kkkkkkkkkkkkkkkkk os amores de infância.

E aquelas dominatrix que a gente enfrentava no jogo de roupas vermelhas e pretas que usavam um chicote, lembra? Na primeira porrada que você acertava, elas se ajoelhavam e ficavam ali, aí não podia atacar elas. Se você dava as costas elas levantavam e jogavam o chicote nas costas, kkkkk
Avatar do Utilizador
Rikimaru
Moderador Global
Moderador Global
Mensagens: 428
Registado: 11 mar 2016, 17:55
Brazil

Re: Pixel Memories!

Mensagempor Rikimaru » 17 jun 2016, 15:52

Super metroid

Avatar do Utilizador
Rikimaru
Moderador Global
Moderador Global
Mensagens: 428
Registado: 11 mar 2016, 17:55
Brazil

Re: Pixel Memories!

Mensagempor Rikimaru » 17 jun 2016, 21:34

Eu tinha muitas dessas revistas, no auge acho que passava brincando de 200

Imagem
Avatar do Utilizador
Remy LeBeau
Veterano
Veterano
Mensagens: 297
Registado: 13 mar 2016, 23:41
Uzbekistan

Re: Pixel Memories!

Mensagempor Remy LeBeau » 20 jun 2016, 15:05

Essas revistas eram fodas. Sonhava em ser redator ou editor de uma revista de video-games. Se tivesse tentado essa área, por causa da Internet, estaria fodido hoje, kkkkkk. :hahaha:

A Gamers era muito amadora. Até 1999 o formato da revista parecia ter sido feita no Word e impressa. Além de que muitos reviews e previews eram traduzidos do inglês pro português, aí os textos saíam estranhos, como se hoje tivessem sido traduzidos no Google Tradutor;
A SuperGamePower era toda bugada, sempre saía com erros de português, dicas erradas, jogos lançados para o console errado e por aí vai;

Não sei se alguns confrades chegaram a conhecer uma tal de Game-X. Era uma revista com capas tridimensionais, com imagens exclusivas ou montadas pela própria equipe. Esta revista, sempre nos seus previews, tinha uns quadros xingando e esculachando as outras revistas, kkkk.

Exemplo (peguei da Game-X nº 17).
"Parece que quanto mais a concorrência fala, mais besteira aparece... Afinal, disseram por aí que Zelda para Nintendo 64 será o primeiro a trazer 64 mega e ainda disseram que Mario 64 tem apenas 8 megas... Uma mancada "poderosa" (SuperGamePower) atrás da outra [...] Pois é, galera, como vocês sabem: a verdade não está lá fora, mas só na X".

No Brasil nunca funcionou revistas multiplataformas, os caras sempre puxavam a sardinha para os favoritos deles, e esculachavam outros. Tanto que as revistas que sobreviveram foram apenas aquelas exclusivas.
Avatar do Utilizador
Major Lobo Realista
Moderador Global
Moderador Global
Mensagens: 2021
Registado: 14 mar 2016, 01:30
United States of America

Re: Pixel Memories!

Mensagempor Major Lobo Realista » 20 jun 2016, 15:59

No começo tinha muitas revistas multiplataformas sim, todas costumavam falar de NES, SNES, Megadrive e Master system pelo menos. Eu comprava muito aquela revista Ação Games, eu gostava na época.

Imagem

Também comprava uma revista chamada Videogame que vinha com um tipo de detonado, não tinha esse nome na época, mas eles tiravam fotos das telas e tentavam montar um passo a passo para zerar os jogos mais populares.

Imagem
Imagem
Imagem

Essa aqui tinha um detonado legal de Castlevania 3 e ainda falava sobre o Neo Geo:
Imagem

Imagem
Não era sempre que eu comprava porque o dinheiro não dava, mas eu comprava sempre que eu via alguma revista sobre algum jogo que me interessava.
Avatar do Utilizador
TendouSouji
Soldado
Soldado
Mensagens: 83
Registado: 25 mar 2016, 02:20
Brazil

Re: Pixel Memories!

Mensagempor TendouSouji » 20 jun 2016, 21:31

Basileus Basileon Escreveu:Jogava essa porra demais no Mega Drive do meu primo.

Aquela música da segunda fase (acho) que se passa na praia é muito foda e marcante. Tenho o .mp3 dela até hoje.


A fase da praia (Moon Beach) era a terceira,a segunda fase era a da rua
falando em Streets of Rage,ja jogou a versão Remake que lançaram pra PC?
Avatar do Utilizador
Remy LeBeau
Veterano
Veterano
Mensagens: 297
Registado: 13 mar 2016, 23:41
Uzbekistan

Re: Pixel Memories!

Mensagempor Remy LeBeau » 25 jun 2016, 04:29

TendouSouji Escreveu:A fase da praia (Moon Beach) era a terceira,a segunda fase era a da rua
falando em Streets of Rage,ja jogou a versão Remake que lançaram pra PC?

Isso! Peço perdão pelo vacilo, hehe.
Eu vi o remake para vender uma vez, mais de 10 anos atrás, em uma revista de jogos para PC que vinha com CD. Na época não comprei. Não baixei ou fui atrás por preguiça mesmo, o único emulador que tenho no computador é o do 64, mas já vi uns vídeos no YouTube.

Achei vacilo o criador ter criado alguns personagens (liberdade criativa), mas de resto parece show de bola.
Avatar do Utilizador
TendouSouji
Soldado
Soldado
Mensagens: 83
Registado: 25 mar 2016, 02:20
Brazil

Re: Pixel Memories!

Mensagempor TendouSouji » 26 jun 2016, 17:51

Basileus Basileon Escreveu:
TendouSouji Escreveu:A fase da praia (Moon Beach) era a terceira,a segunda fase era a da rua
falando em Streets of Rage,ja jogou a versão Remake que lançaram pra PC?

Isso! Peço perdão pelo vacilo, hehe.
Eu vi o remake para vender uma vez, mais de 10 anos atrás, em uma revista de jogos para PC que vinha com CD. Na época não comprei. Não baixei ou fui atrás por preguiça mesmo, o único emulador que tenho no computador é o do 64, mas já vi uns vídeos no YouTube.

Achei vacilo o criador ter criado alguns personagens (liberdade criativa), mas de resto parece show de bola.


Vender? desde 2011 quando lançaram a versão Final ele é gratuito e ta ai até hoje
Avatar do Utilizador
Baralho
Veterano
Veterano
Mensagens: 220
Registado: 13 mai 2016, 22:53
Brazil

Re: Pixel Memories!

Mensagempor Baralho » 26 jun 2016, 20:02

Master System, Mega Drive, SNES, como era ótimo jogar com essas máquinas, principalmente Doom e ISS.
Good times.
Thou shouldst not have been old before thou hadst been wise.
Avatar do Utilizador
Remy LeBeau
Veterano
Veterano
Mensagens: 297
Registado: 13 mar 2016, 23:41
Uzbekistan

Re: Pixel Memories!

Mensagempor Remy LeBeau » 26 jun 2016, 21:14

TendouSouji Escreveu:Vender? desde 2011 quando lançaram a versão Final ele é gratuito e ta ai até hoje

Acho que não estamos falando do mesmo jogo. Devo ter assistido no YouTube a versão nova. Em todo caso, no passado, já tinha visto uma versão remodelada feita pelos fãs (unia as versões do Mega Drive em uma só e tinha mais uns negócios novos).

Uma pena que esse tipo de jogo não faz mais tanto sucesso como já fez no passado.
Captain Commando e Final Fight eram fodões.
Avatar do Utilizador
Rikimaru
Moderador Global
Moderador Global
Mensagens: 428
Registado: 11 mar 2016, 17:55
Brazil

Re: Pixel Memories!

Mensagempor Rikimaru » 26 jun 2016, 21:39

[+] TEXTO/IMAGEM ESCONDIDO
Imagem



Essa edição da videogame eu tinha, a primeira edição, não sei o que houve mas sumiu...
Eu comprava várias dessas com um rapaz que eu conhecia, ele trabalhava numa feira com o tio e a tia dele, vendendo revistas, dentre elas revista de games usadas que ele me passava por 1 real, até no máximo 3 reais as mais novinhas
Avatar do Utilizador
Remy LeBeau
Veterano
Veterano
Mensagens: 297
Registado: 13 mar 2016, 23:41
Uzbekistan

Re: Pixel Memories!

Mensagempor Remy LeBeau » 30 jun 2016, 09:44

Ainda no assunto Streets of Rage, para quem não sabia, houveram quatro tentativas de ressucitá-lo e adaptá-lo para o mundo 3D e dar sequência na história. Infelizmente, todas falharam.

1) A primeira foi o jogo "Fighting Force".
[+] TEXTO/IMAGEM ESCONDIDO
Imagem

No meio dos anos 90, a Sega fechou um acordo com a Eidos (desenvolvedora de Tomb Raider) para que esta empresa criasse um novo Streets of Rage em 3D, para ser lançado para o Saturno. Tudo começou tranquilo e favorável, só que a Eidos começou a não cumprir prazos e demandar mais verba. A Sega ficou puta e parou de remeter grana para Eidos, que ameaçou lançar Streets of Rage para os video-games concorrentes (PSX e N64). O caso foi parar na justiça e ambas as empresas firmaram um acordo, a Eidos devolveria parte da grana da Sega, não trabalharia mais com os direitos da série e poderia lançar o seu jogo como quissesse e para qualquer plataforma.
O jogo acabou remodelado e virou a série Fighting Force, à qual foi lançada para PSX e N64 (o 1), e o 2 acabou lançado para Dreamcast e PSX. De sacanagem, a Eidos cancelou a versão do Saturno. Entretanto, um protótipo da versão do Saturno caiu na Internet, mostrando como seria o Fighting Force na versão beta (outros cenários, personagens e etc), logo após a treta com a Sega, e é o único exemplar, já que não existem versões beta do PSX e 64.
Originalmente o jogo se chamaria Streets of Rage 4, e seria exclusivo para o console da Sega.

Joguei a versão do 64. Particularmente eu me diverti pra caralho com o jogo. Não tinha o controler pak do 64 e mesmo assim zerei à tarde em um Sábado chuvoso. Nos reviews o jogo tomou umas notas bem medianas.
Seria lançado um Fighting Force 3 para PS2 e Xbox, mas o jogo nunca saiu da prancheta e a série morreu (só restou uma demo técnica que foi postada no YouTube).

2) A segunda foi o próprio "Streets of Rage 4".
[+] TEXTO/IMAGEM ESCONDIDO
https://youtu.be/BWqOoMRUgm8


Depois desse fiasco envolvendo o Fighting Force, a Sega já estava com o Dreamcast em desenvolvimento e decidiu ela própria desenvolver uma sequência do Streets of Rage para ser um dos jogos que acompanharia o Dreamcast no lançamento. Ou seja, "se os outros não conseguem, é melhor nós mesmos fazer essa porra". Após muita burocracia, o trabalho ficou à cargo da divisão japonesa da Sega. Primeiramente o jogo seria lançado no Japão e depois adaptado e traduzido para outros mercados. Os desenvolvedores obrigatoriamente queriam que o jogo fosse em 3D e apresentasse a possibilidade de jogar em primeira pessoa, além da visão em terceira pessoa (como mostra os vídeos ali).
O desenvolvimento do jogo começou mais lento do que esperado, pois o Dreamcast estava pra nascer e muitas das suas funcionalidades ainda eram um mistério, além de que muitas ideias da Sega se mostravam impossíveis de serem realizadas naquele momento. Para piorar, a Sega dos EUA e da Europa não tinham interesse nesse jogo, pois alegavam que o gênero beat'em up já estava morto no início dos anos 2000, e não acreditavam no sucesso de um Streets of Rage 4. Assim, não bancariam a tradução e lançamento desse jogo em seu respectivo mercado, ficando, portanto, um possível lançamento restrito para o mercado japonês.
Com um desenvolvimento muito lento e desacreditado, o jogo acabou abortado e nunca viu à luz do Sol.

O que restou dessa tentativa são essas demos técnicas feitas pela própria Sega do Japão, já que uma versão beta nunca saiu da própria empresa, nem caiu na net.

3) Um reboot para o PS3 e Xbox 360?!
[+] TEXTO/IMAGEM ESCONDIDO
Imagem
Imagem

Essa aqui é curiosa.
Na lei de propriedade intelectual dos EUA, existe um artigo que diz que se uma empresa/indivíduo que detém o monopólio de uma propriedade, não utilizá-lo, não renová-lo, não reinventá-lo, simplesmente não fazer mais nada com aquilo, poderá perder os direitos daquela propriedade que cairá em domínio público. Por causa disso, uma empresa pequena de jogos chamada Grin processou a Sega dos EUA em 2009, pedindo que a propriedade do Streets of Rage caísse em domínio público (ou seja, qualquer um pudesse mexer e usar a marca, sem depender de aprovação da Sega), pois ela estava parada desde a tentativa frustrada do Dreamcast. Enquanto entrou com a ação, a própria empresa começou a desenvolver um jogo do Streets of Rage para os mencionados consoles, a ser disponibilizado pela Live e PSN.
A Sega tentou impedir o desenvolvimento do jogo, enquanto o processo tramitava nos EUA, mas não conseguiu. Não existem informações se seria um jogo gratuito ou não, apenas que seria via download.
O desenvolvimento seguiu em conjunto do processo, até que a Grin entrou em dificuldades financeiras e faliu. Por causa da falência, e a impossibilidade de continuar com o desenvolvimento, a Sega ganhou a causa e, negociou um acordo com a Grin: não exigiria nenhuma compensação financeira desta, se ela se comprometesse a não vender os protótipos desse jogo nem licenciasse para outra empresa continuar o projeto. Como a Grin se negou, porque tinha esperanças de levantar uma grana com esse jogo, no processo de liquidação da empresa, a Sega comprou todo o material do Streets of Rage, por isso nenhum protótipo dele caiu no Internet. O que restou foram aquelas imagens ali que a própria Grin publicou.

4) Por pouco não estaríamos jogando um Streets of Rage novo agora.
[+] TEXTO/IMAGEM ESCONDIDO
https://youtu.be/JtOIdgP7U44

Esta história é parecida com a última.
Como o B.O da Grin pegou todo mundo de cabelo em pé na Sega, eles começaram a viabilizar um projeto de ressucitar (de novo) o Streets of Rage. Porém, como era um investimento de risco (na concepção deles), entenderam por bem licenciar o desenvolvimento deste jogo para uma outra desenvolvedora e assumiriam os custos de publicá-lo e do merchan, para que esse investimento não fosse de risco, e em caso de prejú, ele ser menor. Após contactar várias desenvolvedoras, a melhor proposta veio de uma pequena empresa de jogos chamada Ruffian (responsável por Crackdown 2), que se propôs a desenvolver o jogo para download na Live e na PSN, também para PS3 e Xbox 360. Se o jogo tivesse boa aceitação, eles também estavam dispostos a desenvolver essa nova versão para o PS4 e o XOne que estariam por vir.
Após as negociações, a Sega deu aval e a empresa iniciou os trabalhos. A Sega deu um prazo para a Ruffian desenvolver um protótipo do jogo e enviá-lo para ela. Se eles gostassem, publicariam, caso contrário ela assumiria as despesas e o jogo seria arquivado.
Gary Liddon, cabeça da Ruffian na época, e hoje empregado na Ubi Soft e um dos responsáveis pela série Watchdogs, disse que a empresa cumpriu o prazo e remeteu o protótipo para a Sega. Ele falou que o jogo seguiria o estilo da série God of War e que o protótipo levou apenas 2 meses para ser desenvolvido, estando pronto em Junho de 2012.

Ocorre que a Sega cancelou este projeto, assim como outros, devido à dificuldades financeiras, para focar nas suas séries mais rentáveis Sonic, Total War, Football Manager e Aliens. Existem dois protótipos deste Streets of Rage, um em posse da Sega e outro da Ruffian. Anos depois, o próprio Liddon fez upload de um vídeo demonstrando como seria esse novo Streets of Rage (está no spoiler), que não passou de um protótipo.

Atualmente, os direitos da marca continuam com a Sega, apesar de 4 tentativas de ressucitá-la tenham falhado. Como ela escolhe o que fazer ou não com a marca, ela nunca se opôs a projetos independentes que utilizam a marca do Streets of Rage. Ao contrário da Square-Enix que impediu um grupo independente de desenvolvedores, que no início dos anos 2000, estavam desenvolvendo uma versão caseira de Chrono Trigger (Chrono Trigger Resurrection) em 3D para N64. Os caras quase foram presos por violar à patente da Square-Enix, em que pese terem tentado mais de uma vez contactar a Square-Enix para aprovar o projeto, e até mesmo pagar do próprio bolso os royalties para realizar o jogo.
[+] TEXTO/IMAGEM ESCONDIDO
https://www.youtube.com/watch?v=-ANEBIB0oao

Sim, desenvolvedores independentes conseguiram esses gráficos absurdos para um cartucho de 64 em 1999!!!!!!
Avatar do Utilizador
Rikimaru
Moderador Global
Moderador Global
Mensagens: 428
Registado: 11 mar 2016, 17:55
Brazil

Re: Pixel Memories!

Mensagempor Rikimaru » 04 jul 2016, 22:50

Tinha um Dragon Ball Collection pra Ps1, era foda, a capa era tipo assim:

Imagem

E os jogos eram:

Dragon Ball Z: Legends


Imagem
Imagem



Dragon Ball Z:Ultimate Battle 22


Imagem
Imagem




Dragon Ball Final Bout

Imagem
Imagem
Imagem
Avatar do Utilizador
TendouSouji
Soldado
Soldado
Mensagens: 83
Registado: 25 mar 2016, 02:20
Brazil

Re: Pixel Memories!

Mensagempor TendouSouji » 05 jul 2016, 22:13

[+] TEXTO/IMAGEM ESCONDIDO
Rikimaru Escreveu:Tinha um Dragon Ball Collection pra Ps1, era foda, a capa era tipo assim:

Imagem

E os jogos eram:

Dragon Ball Z: Legends


Imagem
Imagem



Dragon Ball Z:Ultimate Battle 22


Imagem
Imagem




Dragon Ball Final Bout

Imagem
Imagem
Imagem


caraca Rikimaru,nem me fale,esse foi meu primeiro jogo que tive no meu PS1 (2005,eta que o tempo passa rapido) ,passava horas jogando os 3,consegui zerar todos :lol:
Avatar do Utilizador
Rikimaru
Moderador Global
Moderador Global
Mensagens: 428
Registado: 11 mar 2016, 17:55
Brazil

Re: Pixel Memories!

Mensagempor Rikimaru » 05 jul 2016, 23:43

TendouSouji Escreveu:
[+] TEXTO/IMAGEM ESCONDIDO
Rikimaru Escreveu:Tinha um Dragon Ball Collection pra Ps1, era foda, a capa era tipo assim:

Imagem

E os jogos eram:

Dragon Ball Z: Legends


Imagem
Imagem



Dragon Ball Z:Ultimate Battle 22


Imagem
Imagem




Dragon Ball Final Bout

Imagem
Imagem
Imagem


caraca Rikimaru,nem me fale,esse foi meu primeiro jogo que tive no meu PS1 (2005,eta que o tempo passa rapido) ,passava horas jogando os 3,consegui zerar todos :lol:


Cara fiquei tentando lembrar se zerei algum dos 3 jogos, acho que não rs era mais pra jogar contra alguém do que tudo
Avatar do Utilizador
Commodoro
Eu sou John Galt
Eu sou John Galt
Mensagens: 772
Registado: 11 mar 2016, 01:47
Italy

Re: Tópico de Jogos e Consoles

Mensagempor Commodoro » 06 jul 2016, 09:26

Combati o bom combate, completei a corrida, guardei a fé! (2 Timóteo 4:7)

Cristo vence, Cristo reina, Cristo impera. Deus lo Vult!

Homens não são reféns das mulheres, mas reféns da própria libido.

Homem cafajeste merece mulher rodada. Ambos se completam.

Casamento nos moldes modernos é uma roleta russa, mas com todas as balas carregadas.


Imagem

✠ ☦ † ☨ ✞ ☩ ✙ ☧ ✚ ✟ ♰
Avatar do Utilizador
Rikimaru
Moderador Global
Moderador Global
Mensagens: 428
Registado: 11 mar 2016, 17:55
Brazil

Re: Tópico de Jogos e Consoles

Mensagempor Rikimaru » 07 jul 2016, 18:41

Só vejo falarem do Pokemon GO em vários sites de tecnologia e o Foicebook
Avatar do Utilizador
TendouSouji
Soldado
Soldado
Mensagens: 83
Registado: 25 mar 2016, 02:20
Brazil

Re: Pixel Memories!

Mensagempor TendouSouji » 09 jul 2016, 01:27

Rapaz,na minha epoca sem internet,não sei como,consegui jogar e derrotar o Super Saiyajin 4 pensando "como fiz isso?" ,haha,conseguir algo secreto sem pesquisar na net era sensacional naquela epoca
Avatar do Utilizador
Don Welzo
Veterano
Veterano
Mensagens: 288
Registado: 12 mar 2016, 20:46

Re: Pixel Memories!

Mensagempor Don Welzo » 09 jul 2016, 13:35

Muito bom esse tópico. Faz tempo que não jogo mais, mas quando era guri, passava o dia todo. :yaoming

KOF 98

[+] TEXTO/IMAGEM ESCONDIDO
Imagem


Fui muito influenciado por um parente bem próximo meu sobre jogos. Ele era bem mais velho e era meu vizinho, e vez ou outra jogava video games com os amigos dele. Na época, jogava alguns jogos como o Sonic, Megaman e outros jogos do Sega e Saturno.

Enquanto isso, eu só tinha acesso ao SNES com jogos como mario, donkey kong, mortal kombat, street fight e fatal fury 2 etc.

Num dia fui visitar ele e lá estava esse meu parente jogando. Só que o jogo era muito diferente na época. Era o KOF 96. Apesar de ser guri e não entender do lance dos videos games, fiquei surpreso com a leveza do jogo e dos personagens na execução dos poderes e do combate, além de reconhecer alguns personagens do Fatal Fury 2 no KOF (Terry Bogard, Andy Bogard, Kim, Joe).

Tinha personagens altamente estranhos no KOF 96, como Choi Bounge (parece um mini Fredie Krueger com aparência mais bonita), Chang Koehan (parecia muito com um conhecido nosso, só chamávamos esse personagem com o nome desse conhecido) e Chin Gentsai (jogador com estilo engraçado de ser um bebum bom de briga).

Mas sem dúvida, o que mais chamou atenção na época era um personangem estranho, de longe um dos mais caricatos na época, estilo meio estranho de se movimentar, além de roupas esquisitas e uma corrente unindo as duas pernas.... :wat . Nessa época, eu não entendia muito bem o que era uma pessoa gay e a definição de EMO não existia, mas o cara apesar de parecer um, é um dos mais viris personagens já criados na história dos games.

[+] TEXTO/IMAGEM ESCONDIDO
Imagem


Apesar disso, não joguei o KOF 96 pois não tinha acesso ao Sega Saturno.

Só comecei a jogar mesmo quando seu lançamento foi para o PS1, no KOF 97. Mas o que marcou para mim foi o 98, pois a rua onde eu morava a gurizada inteirava jogava, porém jogavamos nas casas deles ou em shoppings.

KOF 98 marcou minha infância porque foi através dele que deu porta de entrada para eu interagir com os caras da periferia e sair do meu perfil classe média para interagir com os vários pobretas desconhecidos. Era um jogo que tanto rico como pobre jogava, só que os malucos jogavam em fliperama, onde no meio dos jogos rolava conversas com uso de drogas, bebidas e cigarros. Eu só tinha 12 anos na época e jogava escondido dos meus pais, e graças a Deus só tinha olhos para o KOF 98, mas a maneira de se comportar dos caras era um contraste que me chamava atenção (os caras eram mais agressivos, malandros, maliciosos e mais viris, em contraposição com os que eu andava na classe média que eram mais efeminados e inocentes).

Mas voltando ao jogo, a sequência de combos era fantástica na época para mim pelo fato de não ser feito de maneira automática (vc teria que fazer os combos passo a passo) por ser muito estiloso ( ao contrário do Mortal Kombat e Killer Instinct, os combos poderia misturar golpes + especiais que cada personagem tinha) e o desenvolvimento dos golpes não ser lento. Dava pra emendar mais de 15 combos sequenciais que o jogo respondia bem, sem travamentos.

Até vc chegar ao desenvolvimento desses combos demorava para vc conseguir executar, mas era fácil de aprender e uma vez vencido o desafio e aprendido a dar os combos, o orgulho batia pela evolução que vc conseguia obter no jogo.

Enfim, o jogo foi fantástico para mim, não só pelo desafio de vc aprender todas as performances que cada personagem tinha, como também de ter sido o único jogo na minha vida que me fez sair da zona do conforto, me metendo em lugares perigosos, violentos e desconhecidos, joguei com todas classe sociais de A a Z, de todas a idades, sexo e até mesmo perfil criminoso (tempos depois uns caras com que eu jogava foram pegos assaltando e roubando).

A propósito, os únicos personagens que vi das história de animes e de jogos que eram admirados tanto pelos ricos como os pobretas com a mesma reverência, eram Ikki do Cavaleiros de Zodíacos e Iori Yagami do KOF. Até mesmo Goku e Vegeta nunca tiveram tanta unanimidade assim.
Última edição por Don Welzo em 09 jul 2016, 19:48, editado 5 vezes no total.

Voltar para “Taverna”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 2 visitantes