Se registrou agora? é obrigatório se apresentar neste tópico em menos de 24 horas, sob pena de exclusão: [Novatos] Apresente-se aqui.

OBS.: Para participar do Chat, ver perfis e acessar o sub-fórum Relatos & Relacionamentos você precisa se cadastrar no Fórum. Os tópicos dessa seção não aparecem no box de mensagens recentes abaixo.

Proposta no senado para criminalizar o Funk no Brasil

Discussões relacionadas a política, economia, conservadorismo, libertarianismo, marxismo cultural e temas relacionados
Avatar do Usuário
Homem
Moderador
Moderador
Mensagens: 1175
Registado: 12 mar 2016, 19:42
Reputação: 5

Re: Proposta no senado para criminalizar o Funk no Brasil

Mensagempor Homem » 05 jan 2018, 18:58

Major Lobo Realista Escreveu:Novela da globo exaltando o funk, nada surpreendente.


Esclarecimento ao meu filho

27/07/2017

Amado filho,

Ontem, por ocasião da apresentação da novela das oito, você perguntou sobre o motivo da minha indignação, quando eu vi a ‘idolatria midiática’ aos bailes funks, onde criminosos ostentavam fuzis cantando e pulando, estando rodeados por belas jovens no ritmo das melhores músicas e bebidas fartas.

Você, com seus quatorze anos de idade, achou estranho eu não gostar daquelas cenas e tentarei explicar o porquê:

1) só quem pode usar fuzil são as forças de segurança do governo, que fazem algumas concessões às forças auxiliares. Fuzil é armamento de guerra;

2) O funk verdadeiro não pode ser associado à rodas de bandidos armados, pois é um estilo de música rico e com sua importância cultural;

3) aquelas lindas jovens exuberantes que ostentam joias e roupas da moda em corpos esculturais serão escravas dos traficantes que as presenteiam e, geralmente, não passam dos vinte anos de vida ou são presas antes disso;

4) aqueles jovens imponentes e cheios de si empunhando fuzis não chegarão aos vinte anos de vida, na maioria, ou serão presos antes disso;

5) aquelas bebidas e músicas 'maneiras' são financiadas pela ‘morte de inúmeros usuários de drogas ou vítimas da violência urbana que busca dinheiro para patrocinar aquele baile feliz que a novela mostrou’;

6) a bela atriz principal no papel de esposa de bandido começou a ficar deslumbrada pelo ‘poder paralelo’ que ostenta luxo e caras felizes. Contudo, quem associa-se ao tráfico não tem passe livre na sociedade, só no submundo;

7) milhares de pessoas morrem sem assistência médica porque o dinheiro que deveria ser alocado para a melhoria da saúde tem que ser redirecionado às forças policiais para combater aqueles bandidos felizes que a novela mostrou...

Por fim, eu poderia listar muitos outros motivos para que eu não tenha ficado contente com a ‘apologia ao crime apresentada na TV, mas disfarçada de crítica social’, porém já me basta apenas dizer-lhe no auge dos seus quatorze anos que ‘jamais a ilicitude trará benesses e que o caminho dos homens honrados dar-se-á sempre pela via dos estudos, da compaixão em comunidade e da Fé em Deus.

Filho, não se deixe enganar por essa máquina de alienação de massa, pois, no fundo, ela também financia 'aqueles bailes maneiros e regados a gente bonita e a fuzis'.

Autor: seu pai

http://mobile.jornaldacidadeonline.com. ... -meu-filho

Algumas observações:

1) Discordo. Fuzil é armamento civil. As pessoas justas devem ter a liberdade de possuir e portar fuzis , até para poder lutar contra os bandidos. Não é bom que o estado detenha o monopólio das armas.

2) Funk nunca teve importância cultural.

Concordo com os itens 3, 4, 5 e 6.

7) Milhares de pessoas morrem sem assistência médica porque a saúde estatal é inerentemente ruim.
"Acabou o dinheiro, o carro, acabou os amigos e as mulheres" (Predador)
Avatar do Usuário
Super Mutley
Aspirante
Aspirante
Mensagens: 25
Registado: 24 nov 2017, 10:02
Reputação: 1
Brazil

Re: Proposta no senado para criminalizar o Funk no Brasil

Mensagempor Super Mutley » 06 jan 2018, 09:53

Pelo dinheiro criminoso que esse pseudo estilo musical movimenta, obviamente os politicos são beneficados por diversas formas, então eles não vão querer levar isso adiante e aprovar ,Mas demorou SIM para criminalizar essa Desgraça, ninguém aguenta mais essesf bandidos drogados com som no ultimo volume, fora toda violência que envolve , para não falar que o Funk sustenta o Crime organizado, lavagem de dinheiro, deixa a mulher cada vez mais vagabunda, etc.... motivo é o que não falta.
Última edição por Super Mutley em 06 jan 2018, 10:04, editado 1 vez no total.
É junto dos “bão” que a gente fica “mió”
Guimarães Rosa
Avatar do Usuário
Homem
Moderador
Moderador
Mensagens: 1175
Registado: 12 mar 2016, 19:42
Reputação: 5

Re: Proposta no senado para criminalizar o Funk no Brasil

Mensagempor Homem » 06 jan 2018, 10:00

Super Mutley Escreveu:Demorou para criminalizar essa Desgraça, ninguém aguenta mais essesf bandidos drogados com som no ultimo volume, fora toda violência que envolve , para não falar que o Funk sustenta o Crime organizado, lavagem de dinheiro, deixa a mulher cada vez mais vagabunda, etc.... motivo é o que não falta.

não passou.

Ademais, como diz o Kogos, criminalizar o funk seria o equivalente a ter uma bosta boiando no vaso e querer tirar o cheiro ruim com "bom ar". Vc não resolveu nada, a bosta continua boiando no vaso e o cheiro insuportável continua:
[+] TEXTO/IMAGEM ESCONDIDO
Imagem

Imagem

No caso do funk é a mesma coisa. De nada adianta proibir o funk e o rap se a imoralidade que gerou estas aberrações (laicismo, democracia, hedonismo, globalismo, feiura artística, consumismo) continua..
"Acabou o dinheiro, o carro, acabou os amigos e as mulheres" (Predador)
Avatar do Usuário
Super Mutley
Aspirante
Aspirante
Mensagens: 25
Registado: 24 nov 2017, 10:02
Reputação: 1
Brazil

Re: Proposta no senado para criminalizar o Funk no Brasil

Mensagempor Super Mutley » 06 jan 2018, 10:09

Homem Escreveu:
Super Mutley Escreveu:Demorou para criminalizar essa Desgraça, ninguém aguenta mais essesf bandidos drogados com som no ultimo volume, fora toda violência que envolve , para não falar que o Funk sustenta o Crime organizado, lavagem de dinheiro, deixa a mulher cada vez mais vagabunda, etc.... motivo é o que não falta.

não passou.

Ademais, como diz o Kogos, criminalizar o funk seria o equivalente a ter uma bosta boiando no vaso e querer tirar o cheiro ruim com "bom ar". Vc não resolveu nada, a bosta continua boiando no vaso e o cheiro insuportável continua:
[+] TEXTO/IMAGEM ESCONDIDO
Imagem

Imagem


Cara, Kogos é um Anarco capitalista, tudo que vier do Governo ele irá criar argumentos para ser contra mesmo, normal, mas o Funk chegou em um nível intolerável, é uma ameaça ao País, contribuem para um processo de emburrecimento, apologia ao crime, apologia a vadiagem da mulher etc.... deveria sim ser Criminalizado, mas não vai acontecer, pois o Governo pensa primeiro na grana, e o Funk criminoso gera muita grana para o Governo, assim com o Trafico de drogas.
É junto dos “bão” que a gente fica “mió”
Guimarães Rosa
Avatar do Usuário
Homem
Moderador
Moderador
Mensagens: 1175
Registado: 12 mar 2016, 19:42
Reputação: 5

Re: Proposta no senado para criminalizar o Funk no Brasil

Mensagempor Homem » 06 jan 2018, 10:30

Super Mutley Escreveu:
Homem Escreveu:
Super Mutley Escreveu:Demorou para criminalizar essa Desgraça, ninguém aguenta mais essesf bandidos drogados com som no ultimo volume, fora toda violência que envolve , para não falar que o Funk sustenta o Crime organizado, lavagem de dinheiro, deixa a mulher cada vez mais vagabunda, etc.... motivo é o que não falta.

não passou.

Ademais, como diz o Kogos, criminalizar o funk seria o equivalente a ter uma bosta boiando no vaso e querer tirar o cheiro ruim com "bom ar". Vc não resolveu nada, a bosta continua boiando no vaso e o cheiro insuportável continua:
[+] TEXTO/IMAGEM ESCONDIDO
Imagem

Imagem


Cara, Kogos é um Anarco capitalista, tudo que vier do Governo ele irá criar argumentos para ser contra mesmo, normal, mas o Funk chegou em um nível intolerável, é uma ameaça ao País, contribuem para um processo de emburrecimento, apologia ao crime, apologia a vadiagem da mulher etc.... deveria sim ser Criminalizado, mas não vai acontecer, pois o Governo pensa primeiro na grana, e o Funk criminoso gera muita grana para o Governo, assim com o Trafico de drogas.

Kogos é um católico conservador. Ele se diz anarcocapitalista, mas na verdade, se vc prestar atenção nos videos dele, vai ver que ele defende uma teoarquia. Ele vive polemizando com os anarco-capitalistas relativistas.

Os argumentos dele não estão errados. Proibir o funk no Brasil (e o rap nos EUA) não vai acabar com o mal que gerou ele. O Estado Laico e Democrático de Direito continua. O casamento civil continua. A educação laica continua. O indiferentismo continua. O hedonismo continua. A perda de valores estéticos na arte e na cultura continua. O consumismo continua. A inversão de valores continua.

Ademais, proibir o funk, vai dar a ele um status que ele não merece.
"Acabou o dinheiro, o carro, acabou os amigos e as mulheres" (Predador)
Avatar do Usuário
Major Lobo Realista
Líder da Moderação
Líder da Moderação
Mensagens: 2104
Registado: 14 mar 2016, 01:30
Reputação: 8
United States of America

Re: Proposta no senado para criminalizar o Funk no Brasil

Mensagempor Major Lobo Realista » Ontem, 15:06

Quem escreve uma letra dessas deveria ir pra cadeia:

APOLOGIA AO CRIME DE ESTUPRO DE VULNERÁVEL!

.".. São considerados também vulneráveis os que 'por enfermidade ou deficiência mental, não tem o necessário discernimento para a prática do ato, ou que, por qualquer outra causa, não pode oferecer resistência.' Dessa forma, mulheres que estejam desacordadas, sob efeito de medicamentos pesados ou até mesmo de drogas ou álcool (ainda que tenham escolhido embriagar-se ou utilizar entorpecentes) não têm discernimento para consentir e, se houver qualquer ato sexual nessas condições, pode ser tido como estupro de vulnerável."

MC Diguinho - Surubinha de Leve (Selminho DJ) Lançamento 2018

Mais uma da série Funk é lixo!

Imagem
Gostou dessa mensagem? Então clique em "qualificar positivamente" ali do lado direito superior da mensagem. Obrigado!

O que me preocupa não é nem o grito dos esquerdistas, das feminazis, das mães solteiras, dos corruptos, dos maconheiros, dos cachorrentos, dos LGBTs, dos sem caráter e sem ética... O que me preocupa é o silêncio dos bons.

Meu blog: http://mundoconservador.wordpress.com/
Avatar do Usuário
Major Lobo Realista
Líder da Moderação
Líder da Moderação
Mensagens: 2104
Registado: 14 mar 2016, 01:30
Reputação: 8
United States of America

Re: Proposta no senado para criminalizar o Funk no Brasil

Mensagempor Major Lobo Realista » Hoje, 10:27

''Surubinha de Leve'' não é apologia ao estupro, dizem especialistas esquerdistas

Imagem

O mau para nós, do funk, é bom. Quanto mais falam do funk, mais a gente aparece, entendeu?
MC Tock

Na música “Só surubinha de leve”, que, até o início da tarde de quinta-feira, liderava a lista de sucessos virais do Spotify, o funkeiro caxiense MC Diguinho sugere, com idioleto para lá de vulgar, que o ouvinte alcoolize mulheres, faça sexo com elas e depois as abandone na rua. Lançada oficialmente em setembro passado, a canção gerou debate intenso nas redes sociais nos últimos dias, principalmente após uma publicação da estudante de artes visuais Yasmin Formiga viralizar.

No texto, compartilhado mais de 130 mil vezes no Facebook (contra 14 milhões de acessos à polêmica faixa no YouTube), a paraibana diz, entre outras coisas, que a música “ajuda para que as raízes da cultura do estupro se estendam, aumenta a misoginia, aumenta os dados de feminicídio”. Os versos polêmicos dizem: “Só surubinha de leve / só surubinha de leve / Com essas filha da puta / Taca a bebida, depois taca a pica / E abandona na rua”.

Por conta do barulho, o funk foi retirado das plataformas de streaming — para onde voltou automaticamente, durante a tarde, por um erro do sistema, e foi novamente removido horas depois. Na noite de quinta, MC Diguinho soltou, através de sua assessoria, uma nota de esclarecimento em que "reconhece o conflito de informações devido toda repercussão" (sic) e anuncia que vai lançar uma "versão light" da música.

Em agosto de 2017, o Spotify já havia excluído músicas que exaltavam o neonazismo e a supremacia branca, e anunciou que continuaria a monitorar e apagar conteúdo que incitasse “violência contra raça, religião e sexualidade”.

"O Spotify tem os próprios termos de uso (que vetam qualquer conteúdo que “seja ofensivo, abusivo, difamatório, pornográfico, ameaçador ou obsceno”) colocados de maneira muito clara. No momento em que alguém viola esses termos, o serviço pode optar pela retirada daquele material", explica Chiara de Teffé, doutoranda em Direito Civil e pesquisadora do Instituto de Tecnologia e Sociedade. "Ao retirar a faixa de seu catálogo, o serviço não está cerceando a liberdade de expressão. Para além dos termos de uso de uma plataforma como essa, a própria Constituição Federal diz não concordar com tratamentos preconceituosos, discriminatórios, que sejam ofensivos. A liberdade de expressão não deve ser cerceada indevidamente, claro, mas neste caso os limites parecem ter sido colocados adequadamente."

MC Carol, autora de faixas como “100% feminista”, classificou “Só surubinha de leve” como nociva para o gênero musical como um todo:

"O funk por si só já é mal interpretado e desvalorizado, independentemente do que a letra esteja dizendo. Há pessoas querendo criminalizar o funk em geral, então continuar reproduzindo machismo em músicas como essa só ajuda a acabar com o gênero."

'Moralmente deplorável'

Advogadas e especialistas procuradas são unânimes ao afirmar que, em termos legais, porém, a letra da música não configura apologia ao estupro.

"Não dá para saber se as mulheres citadas aprovaram, se são maiores de idade, se concordaram em participar de tal “surubinha”... Para ser considerado apologia, ele teria que deixar claro que a intenção de “tacar a bebida” seria para deixar a vítima inconsciente, num estado em que não teria condições de consentir com a relação sexual", diz a advogada Sylvia Urquiza. "Na minha concepção, a apologia teria que ser mais palpável."

Ao fazer coro, a também jurista Luiza Oliver cita o artigo 286 do Código Penal, que trata da apologia ao crime:

"Para tipificar o crime de apologia, e tratar como alguém que está incitando a prática de um crime, temos que tirar a questão do terreno do bom e do mau gosto, do politicamente e do moralmente correto. Temos que entender o que é previsto pela lei, que seria constranger alguém, diante da violência ou grave ameaça, a ter uma conjunção carnal. É uma letra de péssimo gosto, moralmente reprovável, mas não há crime aqui."

Após a polêmica, o autor da música manteve-se fora do radar. Até o fechamento desta edição, às 21h, não era possível contatar MC Diguinho, assim como DJ Selminho, que produziu a faixa. A produtora GR6 Eventos, que gerencia a carreira do funkeiro, preferiu não se pronunciar sobre o caso. Também funkeiro e amigo de Diguinho, MC Tock disse que o cantor caxiense não estava preocupado e que considerava a polêmica “nada demais”.

"Falei com ele hoje (ontem) cedo. Ele falou que as coisas estavam bem, 'dando maneiro'. Ele até comentou isso (a repercussão): 'O pessoal botou um negócio na internet, mas nada demais, não'", relatou Tock. "O mau para nós, do funk, é bom. Quanto mais falam do funk, mais a gente aparece, entendeu?"

Procurado, o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro disse que ainda não abriu uma investigação sobre a letra de “Só surubinha de leve”.

Fonte: Gazeta Online
Gostou dessa mensagem? Então clique em "qualificar positivamente" ali do lado direito superior da mensagem. Obrigado!

O que me preocupa não é nem o grito dos esquerdistas, das feminazis, das mães solteiras, dos corruptos, dos maconheiros, dos cachorrentos, dos LGBTs, dos sem caráter e sem ética... O que me preocupa é o silêncio dos bons.

Meu blog: http://mundoconservador.wordpress.com/
Avatar do Usuário
Homem
Moderador
Moderador
Mensagens: 1175
Registado: 12 mar 2016, 19:42
Reputação: 5

Re: Proposta no senado para criminalizar o Funk no Brasil

Mensagempor Homem » 48 minutos atrás

Cabeças de hidra se mordendo.
"Acabou o dinheiro, o carro, acabou os amigos e as mulheres" (Predador)

Voltar para “Política”

Quem está logado:

Usuários neste fórum: Schrödinger e 1 visitante